Alimentação - Dicas

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
 
 
Dicas

 mensagem postada em 19/11/2015 - 10:11:05hs
 
 

Pessoal estou em orlando ja tem cinco dias e vou ficar ate dezembro, to com várias dicas de onde comer, da uma olhada no meu instagram vou colocar la as dicas pq como estou aqui ainda fica dificil de escrever no forum, meu insta é joaomarcosparanhos

 


 
Checkers: um rally de sabores

 mensagem postada em 10/12/2015 - 04:12:22hs
 
 

Se aqui por terras brasilis as opções de hambúrgueres crescem a cada dia, nos EUA essa é uma realidade há tempos. Desbravar as mais variadas opções por lá é uma tarefa para lá de prazerosa e desta vez fomos parar no Checkers de Old Town.

A história da lanchonete é bastante interessante, começando pelo fato de que todas as suas lojas são estilo drive-thru, com apenas duas, três mesas do lado de fora. Nos idos dos 80’s, onde havia um Checkers, logo ao lado havia um Rally’s. Foi então que na década de 90 as duas empresas se fundiram criando a companhia Checkers and Rally’s. Mas, deixemos a história de lado e vamos ao que interessa.

Nos dois últimos anos que estivemos na Flórida visitamos o mesmo drive-thru da rede, localizado no conhecido 5780 da Irlo Bronson Highway, em Kissimmee, onde também fica o complexo de entretenimento Old Town. Logo de cara você pode ficar em dúvida sobre comer por ali, tanto pelo visual mais – digamos – simplório, como pelo público presente, que não é lá muito ao estilo turismo, ainda mais brasileiros. Como para nós, como dito anteriormente, o que importa é o sabor, estávamos cagando e andando para qualquer coisa que não fizesse parte do cardápio.

Logo de cara um nome me chamou a atenção e sem titubear decidi que iria encarar a fera: o Baconzilla, sanduba com duas carnes de 150g, 04 fatias de queijo e 08 fatias de bacon. Como comentando anteriormente, a primeira vez sempre deve ser básica. Para acompanhar, a boa e velha Coca-Cola – versão 1,5l – e fritas Fry Love. Claudia optou por um Spicy Chicken Cheezer, enquanto Lucas foi de All American Cheeseburger e Julia de Crazy Good Wings.

Com um preço para lá de atraente e os lanches comprados e recebidos, tínhamos a nossa disposição os mais variados toppings, que diferente do Five Guys, onde você já recebe o burger com tudo colocado, podiam ser escolhidos e colocados livremente pelo próprio cliente. (imaginem se fosse no Brasil). Optamos por experimentar como estavam…originais.

Sentamos numa das três mesas que tinham por ali, abrimos nossos lanches e a surpresa não poderia ser melhor. A primeira mordida no Baconzilla já mostrou ao que o sanduíche veio. As duas carnes estavam no mesmo ponto, com um rosado interior para menos, envoltas em american cheese derretido e uma enxurrada de bacon crocante e em largas tiras. Uma golada de Coca-Cola e entendi o motivo do nome Fry Love; as batatas fritas eram clássicas, cortadas palito e com casca, temperadas com páprica picante, trazendo uma crocância sensacional.

O de Claudia também foi uma bela surpresa. Pão estilo forma cortado grosso, chapeado dos dois lados e com um generoso peito de frango crispy, queijo americano derretido na medida e sabor que não acabava mais. E como com nossas crianças não tem essa de “for kids”, a duplinha fez bonito com seus sandubas e coxinhas de frango, pedidos que abriram passagem para hambúrgueres ainda maiores e versões completas das Crazy Good Wings.

 


 
Denny’s: sentou, pediu…sorriu!

 mensagem postada em 10/12/2015 - 04:12:11hs
 
 

Antes mesmo de viajar o Denny’s já era destino certo para nós. Isso porque nossa busca pelo burger perfeito é também virtual, com uma ferrenha caçada pelo Google e o DuckDuckGo.

Famoso em grande parte do território americano e com sistema de table service, o restaurante está um nível acima dos fast foods em matéria de infraestrutura e atendimento. Por lá, nada de encostar a pança no balcão, pedir, comer e ir embora. E as opções vão muito além dos deliciosos burger servidos, contemplando massas, furtos do mar, café da manhã e por aí vai. Mas, como nossa ideia era desvendar mais uma delícia tipicamente americana, lá fomos nós.

O atendimento foi rápido e eficiente, feito por uma senhora já na terceira idade, polonesa e divertidíssima, que fez a experiência ser ainda mais gratificante. E só em vislumbrar as opções do menu já estávamos com água na boca.

Seguindo a indicação de nossa garçonete, resolvi conferir o Bourbon Bacon Buger, destaque da casa e que havia sido lançado naquela semana. E a indicação foi certeira! Um misto de sabores e tonas inesquecível, num blend de 200g prensado à mão, queijo cheddar, generosas e crocantes fatias de bacon, cogumelos salteados, pimentões, tomates e cebola roxa, grelhados diretamente na chama do fogo, alface, picles, um delicioso molho agridoce…tudo isso dentro de um pão de parmesão finamente chapeado. Um senhor sanduíche, acompanhado de fritas palito e a boa e velha Coca-Cola refil, em copos de 700ml.

Claudia, mais contida que o troglodita que aqui escreve, também acertou na mosca…ou melhor, no sanduba. Com duas fatias grossas de pão de forma chapeado na manteiga, finas fatias de peito de peru, queijo suíço derretido e muito bacon crocante, encarou com destreza o The Super Bird, que ainda trazia tomate originalmente, mas que a primeira dama decidiu excluir.

E os pequenos não se fizeram de rogados. Lucas, um devorador de hambúrgueres nato, atacou um Jr. Cheeseburger com fritas cortadas ao estilo batonnet, enquanto Julia divertiu-se e alimentou-se com Nuggets em formato de dinossauros.

Para quem é fissurado por sobremesa, fica ainda a dica: Caramel Appel Crisp – maçã caramelizada e crisps de maçã, sorvete de creme, calda de caramelo e açúcar polvilhado – e New York Style Cheesecake, servida ao estilo nova-iorquino, com crosta de biscoito e acertada cobertura de morango e chantilly.

Sobre o preço, honesto e bom para famílias.

 


 
Five Guys: um blend dos deuses

 mensagem postada em 10/12/2015 - 04:12:56hs
 
 

Uma das coisas que sempre gostei foi descobrir novas comidas, não importando qual, muito menos onde. Nessa prazerosa e incansável busca, já comi muita coisa sensacional, boa e algumas poucas vezes ruim.

Porém, de algum tempo para cá, tenho focado em experimentar hambúrgueres de todo e qualquer tipo. Não vou atrás do chamado burger gourmet, muito menos quero seguir qualquer balela da tal hamburgologia. Meu negócio é o sabor…e nesse quesito o Five Guys mostra-se um verdadeiro panteão gastronômico.

Com um menu enxuto, composto por 8 tipos de hambúrgueres, 4 cachorro-quente e 4 sandubas diferenciados, no cardápio figuram ainda as batatas fritas e os complementos, todos escolhidos gratuitamente, seja qual for sua opção de lanche.

E a mágica do Five Guys é feita a olhos nus e do balcão avista-se a preparação dos lanches, enquanto uma inebriante mistura de cheiros – carnes, bacon, queijos – anuncia o que está por vir.

Pedido pronto, sanduba embrulhado em papel alumínio, batatas lançadas certeiramente em copos de papel – que podem ser de três tamanhos – e tudo é colocado dentro de um saco. Como as batatas são feitas na hora e de acordo com o que foi comprado, sempre que sobra elas são jogadas junto com o lanche, o que, diga-se de passagem, é a choradinha mais crasse A que existe.

Mas, e o sanduba em si?! A primeira vez, como de costume, gosto do mais básico possível, para sentir o blend em sua totalidade e a partir daí desbravar novos complementos. Fui então de Bacon Cheeseburger, colocando como topping apenas maionese, picles e cebola. E uma explosão de sabores inundou o meu ser.

O blend – em dose dupla – da casa é simplesmente divino e o ponto corretíssimo. Interior rosado, sem ser sangrento, com um leve tostado por fora, entre duas fatias macias e sutilmente seladas de pão. O queijo, no melhor estilo american cheese, tem um sabor perene, que contrasta harmoniosamente com o restante dos ingredientes. O mesmo vale para os picles, a cebola e a maionese. Ali parece que tudo é intrinsecamente calculado, para que cada ingrediente possa ter seu lugar a cada mordida.

Agora junte um burger desses a fumegantes fritas no estilo cajun, que deixa um delicioso ardor nos lábios a cada mastigada. É o que posso chamar de lanche perfeito, acompanhado de um sutil copinho de 1,5l de Coca-Cola e muita disposição para voltar.

E como família unida também come unida, Claudia, Lucas e Julia puderam degustar as delícias do Five Guys. A primeira dama – elegantemente básica em suas escolhas – aprovou com louvor seu Little Cheeseburger repleto de cebolas caramelizadas, enquanto as crianças esbaldaram-se num Bacon Cheeseburger e um Hamburguer para lá de tradicional.

Ah…e o preço?! O preço meus camaradas, para lá de honesto, o que aumenta ainda mais a ânsia de voltar sempre ao Five Guys.

 


 
In IHOP we trust!

 mensagem postada em 10/12/2015 - 04:12:32hs
 
 

Começamos o dia com um café da manhã para lá de bom no IHOP, local que Lucas pediu para voltarmos outras vezes, pois ficou literalmente enlouquecido com as panquecas.

Chegamos ao restaurante por volta de 08h30 e logo fomos atendidos. Nossa garçonete esse dia seria Carmen, uma mexicana super bem humorada, que nos atendeu com uma presteza de outro mundo.

Juju, uma viciada confessa em omeletes, pediu um só de ovo, que foi preparado na medida certa, agradando demais a pequena. Lucas foi de panquecas kid’s, que nada mais é que as mesmas 4 panquecas do prato adulto, apenas um pouco menores. E acreditem, ele comeu tudo e queria mais. A sensação no entanto, foram as coberturas, que ficam à disposição na própria mesa e foram experimentadas por ele, uma a uma, que aprovou a de blueberry e a tradicional.

Claudia também foi de panquecas kid’s, mas como Lucas, se arrependeu e achou que deveria ter pedido a normal. E compactuou da opinião do pequeno em relação as coberturas. Para beber, provou e aprovou um IHOP International House Roast® French Vanilla, que comparado com a xícara de café normal é um verdadeiro monstro.

E este que vos escreve, embalado ao hit “combo, combo, combo”, foi de Split Decision Breakfast, um bife de porco à milanesa com 250g, dois ovos, linguiças, hash browns, panquecas e ainda complementei com bacon – leia-se muito – a parte. Tudo isso com um delicioso molho apimentado. Matador…simplesmente perfeito.

E nada melhor do que ter ido com o moleton do Homer para uma refeição dessas.

 


 
Saborosas lembranças de um drive-in

 mensagem postada em 10/12/2015 - 04:12:06hs
 
 

O Sci-Fi Dine-In Theater Restaurant foi sem sombra de dúvida um das mais bacanas experiências que tivemos em matéria de refeição dentro do complexo Disney.

A entrada, caracterizada como um backstage de set de filmagens, já mostra um pouco do que será a experiência cinéfilo gastronômica. Não esperamos mais que 10 minutos para sermos encaminhados as nossas mesas, ou melhor, aos nossos carros, afinal, o restaurante reproduz os famosos drive-ins americanos das décadas de 50 e 60.

Fomos atendidos pelo Lester e o serviço foi impecável. De entrada, onion rings – acredito que um dos quitutes que mais aprecio e que vem com um molho de raiz forte encorpado, suculento e que de tão bom dá até vontade de se comer puro –, além de um milk-shake de Oreo, a pedido da formiga que habita o ser chamado Claudia.

Seguindo a indicação de nosso atendente, um rapaz na casa dos vinte e poucos anos e com um bom humor radiante, pedi Shrimp Pasta (penne, camarão, alho, ervas, creme, tomates frescos e parmesão), enquanto Claudia foi de Chicken Pasta, similar, apenas com a diferença de ser com frango. Mais que acertada a indicação e os camarões…ah, os camarões, graúdos, temperadíssimos e com um sabor inigualável.

Para quem é ogro como nós e nunca dispensa uma sobremesa, a grande pedida é a Warm Glazed Doughnut, uma estonteante combinação de maçãs carameladas com canela, cobertas com sorvete de baunilha, crisps de nozes, lascas de chocolate, calda de caramelo e chantili caseiro.

Juntando-se o ótimo atendimento, ótima comida, ambiente inusitado e o imenso telão, que exibe Filmes B de décadas passadas durante todo o tempo, não me cansaria em repetir nossa ida ao Sci-Fi Dine-In Theater Restaurant várias e várias vezes, sempre que estivesse nem HS.

 


 
T-Rex Cafe: burgers pré-históricos

 mensagem postada em 10/12/2015 - 04:12:38hs
 
 

Em Downtown Disney, vá ao T-Rex Cafe. Mas não pense que é chegar e entrar. Sem reserva, encontrar uma mesa torna-se tarefa quase impossível.

Nosso horário estava marcado para às 17h30 e já na porta fomos atendidos pela hostess responsável pelas reservas, Barbara, uma brasileira de seus 20 e poucos anos, gente boníssima. E em menos de 10 minutos estávamos em nossa mesa.

Fomos atendidos por Jeremy. Impecável em cada detalhe, passou as dicas do dia, sugeriu pratos e foi pela indicação dele, que escolhi meu hambúrguer. Minha única recomendação foi: “algo grande e muito gostoso”. E veio até mim o Gigantosaurus.

O burger, além de saboroso, chega imponente à mesa. Com pão estilo brioche chapeado – sem manteiga -, em seu interior traz duas carnes de hamburguer, alface, tomate, picles, queijo derretido na medida correta e onion rings. Para acompanhar, waffle fries douradas, crocantes e deliciosamente pré-salgadas e com pitadas de pimenta do reino.

Claudia, como de costume mais básica, escolheu um Bronto Burger e acertou em cheio. Carne de 150 gramas, pão chapeado também no estilo brioche, onion ring, queijo Pepper Jack, bacon crocante, alface, picles e queijo americano. Tudo isso coberto com guacamole, que a moça pediu para não ser colocado. O acompanhamento; as mesmas estonteantes waffle fries.

Já as crianças optaram por uma Lava Lasagna (Lucas) e Jurassic Chicken Tidbits (Julia). Todos gostaram bastante da comida do T-Rex, que somada à experiência de jantar num “ambiente pré-histórico”, vale muito a pena. Os pratos são bem servidos, o atendimento notável e o preço bastante honesto.

 


 
Um café da manhã entre ratos, patos e cachorros

 mensagem postada em 10/12/2015 - 04:12:24hs
 
 

Depois de mais um dia memorável, hoje daríamos o ponta pé inicial no café da manhã do Chef Mickey’s. Com horário marcado para às 10h20, afinal, cogitamos que as crianças poderiam acordar mais tarde por conta da farra anterior – ledo engano -, por volta de 09h30 já estávamos no Contemporary Resort.

Esperamos mais uns 10 minutos, pegamos nosso pager e ficamos por ali olhando as coisas. Exatamente às 10h30 as luzes do equipamento acenderam e fomos encaminhados para nossa mesa. Nossa atendente esse dia seria Rose, uma senhora bastante simpática e de uma rapidez impressionante. Abro um parêntese aqui, para dar os parabéns aos gestores da Disney, por contar com diversos funcionários da melhor idade. Acho louvável a iniciativa.

Para quem gosta de comer o Chef Mickey’s é uma boa pedida, afinal, alia uma refeição com personagens e muita comida, com uma variedade grande. Rose trouxe sucos, água, leite e deixou logo uma jarra de café na mesa, já que havia pedido. Fomos até o buffet, nos servimos e 15 minutos depois vimos as personagens começar a entrar pelo restaurante. Na ocasião estavam Mickey, Minnie, Donald e Pluto.

As crianças de imediato já começavam a virar os pescoços vendo onde eles estavam indo. Mas, preocupação para que, afinal, eles passariam em todas as mesas. Porém, vá explicar isso aos pequenos.

O primeiro a chegar em nós foi o Mickey, que autografou os livros e fez várias poses para fotos. Seguido por Minnie, a mesma coisa e a mesma atenção. E para nossa sorte, na hora em que Dona Ratinha estava em nossa mesa, começou a canção onde as personagens e todos no restaurante ficam girando os guardanapos e ela, ali conosco, pegou na mão das crianças e começou a dançar. Na sequência, Donald deu o ar da graça e Pluto finalizou as visitas. Aliás, Pluto foi o que as crianças mais se divertiram, fazendo estripulias em cada mesa que passava.

Vale pontuar que é bacana ver ícones Disney inloco, vestidos de maneira diferente. No CM, por exemplo, todos estão com seus aventais e chapéus de cozinheiro, ou para quem gosta de títulos pomposos, “chef”, afinal, ótimas cozinheiras como Tia Palmira, do Rio de Janeiro, nunca ostentou alcunha bonita alguma e preparava pratos que deixariam restaurantes refinados no chinelo.

 


 
Wendy’s: quadrado só no formato

 mensagem postada em 10/12/2015 - 04:12:09hs
 
 

Em 2014 o Wendy’s ficou de fora de nossa jornada gastronômica, mas não por ser inferior aos outros e sim pois não conseguimos tempo, em meio a tantos gordurames, de pode conferir o burger quadrado mais famoso dos EUA. E a espera foi mais que merecida.

Muitas pessoas dizem que a lanchonete fica no segundo escalão dos fast food consagrados nas terras do Tio Sam, mas pudemos conferir inloco que a afirmativa é um tanto quanto injusta.

Com um cardápio que prioriza os burgers de carne e frango, a grande pedida é atacar logo de combo e adornar sua bandeja com fritas e bebidas. E foi isso que fizemos. Seguindo a linha do menos é mais, fui no mais clássico dos sandubas do Wendy’s: o temido Baconator, que com seu blend duplo – que mesmo tendo passado um pouco do ponto não comprometeu a experiência -, 6 tiras agressivas de bacon defumado, maionese, ketchup e queijo americano derretido, veio majestosamente colocado entre duas fatias de pão estilo brioche, que mesmo sem estar chapeado era uma obra dos deuses.

Lucas seguiu meus passos, mas com um pouco mais de modéstia, conferindo o Son Of Baconator, com a mesma composição, mas com o diferencial de tamanho e com menos bacon e queijo. Já Julia, uma exímia devoradora de frango, optou pelo Crispy Chicken Sandwich, feito à milanesa e super crocante, que na versão da pequena foi pedido sem a alface crespa e a maionese. E finalmente ela, a primeira dama, que arriscou e se deu bem com o Spicy Chicken Sandwich, que trazia peito de frango moderadamente temperado com pimentas variadas e especiarias. Também pedido especialmente, sem tomate e alface.

Ainda com a opção de adicionar a quantidade que quiser de carne nos hambúrgueres e uma grande variedade de toppings, o preço é para lá de tentador, onde toda família refestelou-se por apenas US$24.

 


 
Res: Five Guys: um blend dos deuses

 mensagem postada em 10/12/2015 - 06:12:51hs
 
 

Nossa Claudio, que maldade sua esse post...cheguei em casa com pouca fome, bom vou ler os relatos antes né, dai pura alegria, muiiitos relatos fresquinhos, dai chamei o mario pra ler esse relato sobre o five guys, pois estavamos planejando para essa ida conhecer. Li para o marido e o comentario dele foi imediato: porque você leu isso pra mim? Com essa descriçao fantastica, ate senti o gosto do lanche e abriu uma cratera na minha barriga! Iremos com certeza!!!! Rsrs
Muito bom mesmo, vc tem o dom de passar suas experiencias nas palavras

 


 
 
Mais de 1.6 milhões de pernas de peru - as famosas "Turkey Legs" - são consumidas anualmente nos parques temáticos do Walt Disney World Resort: Magic Kingdom, Epcot, Disney’s Hollywood Studios and Disney’s Animal Kingdom.