Compras - Geral

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Olá pessoal!

 mensagem postada em 24/05/2007 - 01:05:27hs
 
 

Conforme alertado pelo Márcio gostaria de deixar bem claro que o "Viajando para Orlando" (no caso - "Luiz Carlos Pantoja Filho") - não recomenda ou incentiva - de forma alguma - os usuários a prestarem falsas declarações.

Destaco ainda a regra "9" do nosso "Fórum de Discussão" que assim dispõe, vejamos,

"Os usuários são responsáveis pelo conteúdo das suas mensagens, uma vez que expressam o seu ponto de vista e não dos administradores e/ou moderadores do site "Viajando para Orlando"."
Um forte abraço a todos,
Luiz Carlos ºoº

 


 
Declaração de bens

 mensagem postada em 24/05/2007 - 01:05:47hs
 
 

José Antonio,

Eu também concordo com vc. sobre os comentários sobre a alfândega, acho que são desnecessários e inoportunos. Pois podem dar a impressão que este site recomenda a não declaração e isto não é verdade.

É claro que cada pessoa age como entende que deve, porém, é imprescindível que cada um tenha em mente que um principio básico da nossa legislação é que a ninguém é dado o direito de desconhecer a lei e está sempre sujeito as penas previstas, neste caso podem ser de um pagamento dobrado das taxas e em alguns casos até de um processo.

Não vamos nos desanimar e achar que porquê os nossos políticos agem, às vezes, à margem da lei, que isto é a condição para que nós também o possamos fazer.

O outro ponto importante é que, no caso de notebooks, para se fazer uso da garantia internacional vão lhe solicitar os documentos que provem que o equipamento entrou legalmente no Brasil, se for abaixo de US$500 tudo bem, apenas o recibo da loja vale, caso contrário vc. deverá apresentar o recibo de pagamento do imposto.

Eu tenho viajado muito ao exterior ultimamente, às vezes sou parado e outras vezes não, porém sempre declaro da forma correta. Na minha penúltima viagem ví uma pessoa ter que pagar a multa em dobro e posso declarar a vcs. que não é nada agradável.

Espero estar ajudando.

 


 
Notebook Dell

 mensagem postada em 24/05/2007 - 03:05:02hs
 
 

Andei dando uma pesquisada em Notes e me interessei por um Dell. Já li que alguns de vocês compraram notebooks da Dell mas não achei a marca para ser vendida em lojas como a Best Buy. Me parece que a Dell só vende pelo site...

Onde posso comprá-lo em Orlando?

Obrigado!

 


 
Declarar ou não Declarar

 mensagem postada em 22/05/2007 - 07:05:36hs
 
 

Amigos, estou gostando dos comentários

Como diz o José Antônio, "cada cabeça uma sentença", portanto cada um deve avaliar se deve ou não declarar e pagar o imposto.

Bom por experiência própria, já trouxe declarando e não declarando (nos dois casos, ainda vale a pena trazer mesmo pagando o imposto). Trouxe da marca Toshiba e por incrível que pareça deu defeito em 6 meses (apenas a bateria), mas paguei o imposto e mostrando a nota fiscal e a DARF, atendendram aqui no Brasil, dentro da garantia.

Quanto a passagem em Guarulhos, nesta última vez voltei eu, minha esposa e meus sogros e eu fui o escolhido pela Receita (mas desta vez não trazia nada além do limite). Isto é aleatório e já ví muita gente ser pega.

A Receita não está atrás de pequenas coisas de uso pessoal (por exemplo, um mouse junto com o computador, um óculos, um barbeador elétrico, um depilador feminino, etc) e tais bens não serão taxados a princípio (acredito somente se vc trouxer quatro bolsas iguais, por exemplo, caracterizando que vai trazer para revender). Agora bens pessoais e compatíveis com a viagem, nao tem problema.

Dicas quanto a compra de notebooks (para mim): a BestBuy é a única onde "todas" as mercadorias funcionam com o desconto imediato (e nao o tal do "rebate"), mas é sempre bom verificar nas lojas. Sempre vejo as ofertas da semana em cada loja (nos sites das tres lojas é possivel ver o catálogo da semana com as ofertas) e uma dica preciosa é que Domingo tem ofertas especiais na BestBuy (se comprar antes e o produto baixar o preço, o vendedor informou que eles devolvem em "cash" o dinheiro pago a mais").

Compusa e Circuit city tem excelentes ofertas relâmpagos e por isso fiquem atentos. Nao se esqueçam também dos grandes supermercados e façam pesquisas (uma dica é o site www.pricescan.com)

Façam o circuito das três lojas em Orlando, pois estão muito próximas e na Compusa (no começo deste mês de maio) tinha até um vendedor brasileiro (mineiro) que pode ajudar bastante nestas horas.

Abs a todos

Mabriso

 


 

 mensagem postada em 22/05/2007 - 06:05:26hs
 
 

Eu acho a mesma coisa que o Douglas....só não expus assim claramente pra não influenciar as pessoas, pois sei que a fiscalização existe, e aí pode ser que dê azar, mas se voces vissem minhas malas....e a minha bolsa...passei retão, nem meu passaporte olharam...
mas é um risco, a pessoa tem que saber disso, pode ser que tenha uma multa gigante.

 


 
Douglas

 mensagem postada em 22/05/2007 - 04:05:23hs
 
 

Cara, já me falaram tanto q é sussegado, etc, etc, etc...mas sempre fica um medo de trazer e ver suas coisas simplesmente desaparecerem!!!

Na verdade todos ficam ansiosos...eu pelo menos to muito!!! Primeira vez q vou pra la...

o negocio msm eh relaxar!

 


 
Paulo

 mensagem postada em 22/05/2007 - 04:05:20hs
 
 


Amigo, para colocar ainda mais dendê nessa moqueca. Ano passado comprei um notebook Dell aqui no Brasil por R$ 3.800, ou seja, aprox. US$ 1.900. Encontrei mês passado notebooks semelhantes, mesmo da Dell, nos EUA, por USD 799, ou seja, USD 1.000 de diferença !!! Isso já pagava um pacote de 7 dias Fly and Drive completo.

E acho que o pessoal está colocando muito ... E SE... Primeiro esse negócio de abrir bagagem, se levar lacre, cadeado, mala encapada com plástico... agora essa questão de declarar ou não....

1) A alfândega em GRU não pega nada! Ainda mais se você estiver com família ou acompanhado. Quem é parado geralmente são passageiros viajando desacompanhados, desembarcando com dois carrinhos, trocentas malas e uma caixa de notebook da HP ou TV de plasma.

Meu cunhado voltou da Índia com um notebook novo na mochila + 1 filmadora. A alfândega parou, ele disse que era para uso pessoal e foi liberado numa boa

2) Voltei de viagem dos EUA no dia 29/04, um domingo cedo. SÓ TINHAM 2 FUNCIONÁRIOS NA ALFÂNDEGA. Um deles só conferindo os brasileiros passando com passaporte aberto na página da foto. Eles só vão parar casos muito suspeitos. Saí do Free Shop e entreguei o formulário (aquele que você recebe no avião) para o outro funcionário.

Todas as NF dos aparelhos que comprei vieram comigo dos EUA.

 


 
Claudia

 mensagem postada em 22/05/2007 - 04:05:48hs
 
 

Olha, ja ouvi falar a respeito disso tb. Eu acho que (me corrijam se estiver errado) qdo se compra um produto la, vc recebe o invoice (NF americana) e qdo vc passa na aduana e paga a taxa, seu invoice vira uma NF para valer aki.

 


 
Paulo

 mensagem postada em 22/05/2007 - 04:05:55hs
 
 

Então você chegou a declarar (naquele papel que preenchemos no avião), que tinha bens a declarar e mesmo assim mandaram você passar sem pagar? Você chegou a entrar na fila de bens a declarar?

Se for assim, eles liberarem, tudo bem, também passaria.

 


 
Resposta - assistencia

 mensagem postada em 22/05/2007 - 03:05:06hs
 
 


A Maria e o Gustavo passaram informações muito válidas. Entretanto, eu acredito que dependendo do produto, vale a pena arriscar a compra.

Falando em filmadoras JVC, mês passado comprei em NY (Orlando era o mesmo preço) uma filmadora com HD de 30GB. Paguei US$ 435 dólares. No Brasil, um modelo mais simples, com HD de 20GB, está à venda por R$ 3.500.

Acho um absurdo, um roubo essa diferença de preço. Supondo uma taxa de importação de 70% mais 20% de margem, seria justo algo em torno de USD 900 pela filmadora se comprada no Brasil, ou seja, R$ 1.800. Mas custa quase 4 MIL, ou seja, acho que vale a pena assiscar.

 


 
 
Você Sabia Que ... O número do prédio do corpo de bombeiros da Main Street U.S.A é “71” em homenagem a inauguração do Magic Kingdom que se deu em 01 de outubro de 1971.