Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Res: CAMPINAS

 mensagem postada em 22/01/2015 - 02:01:21hs
 
 

Boa tarde,

Cheguei ontem de Orlando.Viajei pela Azul via Campinas.
Sobre a alfândega, para o meu vôo foi tranquila.Tinha um agente da polícia federal na saída, mas passamos sem problemas.
Uma moça da Dutty Free , avisou que pararam um vôo antes do nosso e que muita gente foi barrada.Algumas pessoas deixaram as malas e foram embora, porque teriam que pagar a taxa.Quando olhei vi uma moça sendo revistada.
Luiz, se você for trazer muita coisa e ultrapassar a sua cota, sugiro que declare, acho que é 20% a mais do valor que vc pagou .Se a alfândega para vc aqui é 50%.
Sei que por pessoa pode trazer um óculos, um celular e uma câmera fotográfica. Roupas e calçados tire a etiqueta.

Espero ter ajudado,
Boa viagem,

Márcia.

 


 
Res: Roberval.... duvida gopro (alfandega)??

 mensagem postada em 10/01/2015 - 11:01:42hs
 
 

Roberval, bom dia Mais uma vez preciso de uma ajuda sua...
Vou levar uma GOPRO que comprei aqui no brasil , mas não tenho a nota fiscal dela, tem como eu declarar ela antes de viajar mesmo sem a nota pra que eu não seja tachado na volta ?? Grato .. (mensagem de everson)


Everson,
Infelizmente, com a extinção da declaração de saída de bagagem acompanhada que antigamente existia na receita federal, a única forma de vc comprovar que um equipamento importado foi adquirido regularmente no Brasil é a apresentação da nota fiscal.
Se vc comprou em alguma loja comercial, pode pedir a segunda via ou cópia !

Caso contrário, tente ir no balcão da receita federal, antes de sair do país, e perguntar se tem alguma alternativa. Pode também tirar algumas fotos com ela ainda no Brasil, para comprovar que ela estava já no Brasil antes da viagem, caso ela disponha de tela de LCD (display) ...
SDS,
Roberval.

 


 
Roberval.... duvida gopro (alfandega)??

 mensagem postada em 10/01/2015 - 09:01:20hs
 
 

Roberval, bom dia
Mais uma vez preciso de uma ajuda sua...
Vou levar uma GOPRO que comprei aqui no brasil , mas nao tenho a nota fiscal dela, tem como eu declarar ela antes de viajar mesmo sem a nota pra que eu nao seja tachado na volta ??
Grato ..

 


 
Como está a volta?

 mensagem postada em 09/01/2015 - 10:01:48hs
 
 


Oi pessoal do VPO que passou Natal , Ano Novo e mais um pouquinho e está retornando agora como está a fiscalização lá em Guarulhos?

Aquelas novas normas estão vigorando, ou parece tudo igual?

Abçs,

Alessandra

 


 
Res: Isso é um roubo!!/Ayrton

 mensagem postada em 08/01/2015 - 12:01:53hs
 
 

Sandra, é exatamente este o entendimento, está corretíssimo, não sei se você citou tudo ironicamente, mas é exatamente isto sim, se comprou produtos aqui no Brasil, como bolsas de marca e afins, tem que levar as notas a tira colo, isso mesmo, tudo que você comprou no Brasil e for levar pra lá, se for caro é bom ter a nota, caso contrário será taxada, revoltante, mas o seu entendimento é exatamente o correto.

E tem mais, se você comprou uma bolsa da Chanel a tipo uns 3 anos atrás e naquela época você pagou o imposto, não se espante, se você voltar mês que vem e não comprovar que pagou o imposto três anos atrás, creia, eles vão te taxar novamente........




Oi Ayrton,
Esse fato aconteceu há 1 ano exatamente e coloquei pq fiquei indignada e queria q servisse de alerta. Quer dizer q tenho q andar com nota fiscal de tudo q comprei no exterior, inclusive objetos comprados há muito tempo atrás ? Como assim? Já fiz várias viagens para o exterior e sempre compro alguma coisa e é claro que não guardo nota fiscal de 1, 2, 3. Etc anos atrás ! Quer dizer q temos q viajar com um arquivo com notas fiscais? E se não tivermos as notas não podemos levar nosso objetos? É isso mesmo? Esclareça por favor, pois viajarei daqui já 30 dias e tinha plano de levar peças compradas no exterior em viagens passadas.
Obrigada desde de já,

Sds,
Sandra

Gente,
Leiam esse relato abaixo. Não é possível que temos q passar por tudo isso sem q nada possa ser feito. É isso mesmo???
LINK (mensagem de sandra regina maia)


Sandra,

Creio que a brasileira que foi objeto da reportagem estava mal informada.
Todos nós sabemos que, quando vamos para o exterior, se estivermos de posse de algum bem importado, devemos portar a nota fiscal (caso este bem tenha sido adquirido no País) pois do contrário, estaremos sujeitos a ser taxados na alfândega, já que o fiscal não terá como saber se o bem foi anteriormente adquirido no Brasil ou no exterior !
Aquela senhora vem com duas bolsas importadas (dizendo que adquiriu na DASLU, mas sem estar de posse das notas fiscais) com valores de US$ 2.500 (dois mil e quinhentos dolares) e não queria ser taxada ? Ora para que então levou as tais bolsas ?
Bom, se a história for verdade, é só voltar na loja onde ela adquiriu, pedir a segunda via da nota fiscal (ou cópia) e entrar com o devido processo de restituição de valor pago em dobro, do imposto de importação, que ela será ressarcida.
Esta reportagem é boa pois serve de alerta para quem for viajar ao exterior e estiver levando itens caros e importados !!
Abraços a todos,

(mensagem de Ayrton Horikawa)



(mensagem de sandra regina maia)


(mensagem de JAIR LEDSON FERREIRA DE MORAIS)


Acho que não deveriam ter acabado com aquele serviço que nos dava uma declaração que estávamos saindo daqui com nossos pertences. Penso que as coisas mudam SEMPRE em prejuízo a nós, brasileiros , que trabalhamos e pagamos cada vez mais impostos.

 


 
Res: 8.200 R$

 mensagem postada em 07/01/2015 - 10:01:42hs
 
 

Eu não li a reportagem, eu vi a fatura de 8.200 reais que uma amiga minha me apresentou em Manaus. Foi taxada e fizeram muito desdém com a cara dela e ela pagou mais por orgulho e pela humilhação q sofreu lá na alfândega. Sugestão, façam como uma colega, tragam na mala uma tesoura, se forem taxados e não quiserem pagar, cortem picotem tudinho, foi assim q ela fez... Kkkkkk qndo taxaram ela, ela prontamente pegou a tesoura nheco nheco nheco nheco.... Essa e corajosa e louca kkkkk mas não saiu por baixo.
(mensagem de joao vitor lima maia)


Prezado Amigo João Vitor,

Apenas a título de informação: não é aconselhável fazer este tipo de coisa !!
Quando um fiscal da Receita (Auditor Fiscal) autua e notifica alguém pelo excesso de bagagem acompanhada (Valor acima da cota), a pessoa tem duas alternativas:
ou pagar o imposto e levar a mercadoria ou deixar a mercadoria para ser leiloada pela receita.
Se alguém fizer o que esta sua amiga disse que fez (destruir a mercadoria a ser abandonada) estará causando dano em propriedade federal e estará sujeita além de pagar a multa e impostos, a ser processada criminalmente por dano ao patrimônio público.
Injusta ou não, esta é a lei !!
E tem mais, instigar ou incentivar alguém a fazer isto, também é crime !!

Não estou aqui julgando nem criticando ninguém, mas apenas tentando ajudar com a pouca informação que tenho, ok ?

Um abraço,
Ayrton.

 


 
Res: Brasil!

 mensagem postada em 07/01/2015 - 01:01:14hs
 
 

Camila
Que bom q vc entrou na justica e foi atras dos seus direitos. Sei q tem gente q traz muita coisa pra vender e apesar de nao ser contra, sei q a lei nao permite, entao temos q respeitar ou entao mudar pra outro lugar. Por outro lado, a maioria dos viajantes compra objetos para uso proprio, coisas q aqui nao conseguem comprar devido aos altos impostos e o q está acontecendo é muita arbitrariedade por parte da fiscalizção e se nao procurarmos nossos direitos seremos sempre prejudicados .
Sandra



Gente, faço parte do VPO a um tempinho e já fiz algumas viagens para Orlando, pois acho que como todo mundo aqui… sou apaixonada pela terrinha do Mickey, e principalmente pela Disney.

Bom, eu na minha primeira viagem com meu noivo, que foi em final de outubro, se não me engano 31/10/2013 a 15/11/13, e como foi uma viagem romantica e a grana era meio curta, aproveitamos muito pra comprar roupas (itens de uso pessoal), mas não compramos qualquer eletronico, inclusive levei meu computador (MAC) comprado aqui no Brasil, com a NF daqui, meu ipad (comprado aqui tb com a devida nota), o GPS, tb comprado aqui e a maquina fotografica, tb comprada aqui.
Na volta tinhamos 2 malas de 32kg (quantidade permitida) e 01 de mão (tb permitido) e por coinscidencia, viemos junto com um voo de Nova Iorque.. Logo, imaginem o que aconteceu?! Chegamos ao aeroporto as 09:00 (Da manhã) e acreditem, bloquearam a saída do nada a declarar e todo mundo dos dois voos passaram no raio-x. Eles taxaram todo mundo….! Quando chegou a minha vez, já por volta das 16:00 horas (a gente com fome, e em pé o dia todo), eles passaram minha bagagem pelo raio-x, foram extremamente ironicos, pois eu falei que os meus eletronicos eram brasileiros, no sentido de que havia comprado no Brasil, e eles riram e debocharam. E nem olharam o resto da nossa bagagem, arbitrando tanto pra mim quanto para o meu noivo o valor de U$ 1.500,00 (Cada um de nós!) e colocaram no darj apenas: "Roupas e Presentes".
Na hora não briguei, não fiz escandalo, paguei com cartão, me ferrei, mas entrei no Juizado Especial Federal e ganhei o valor de volta.
Havia muita gente chorando, desesperada, inclusive mulheres gravidas, mas tb tinham aqueles que tinham variasssss malas e passavam tranquilamente, pois com certeza tinham algum (QI) lá dentro.
Na decisão a juíza falou que no DARJ eles tem de descriminar peça por peça!
O que não fizeram.
Bom, estou a disposição para qualquer ajuda =)

Abraços,
Camila Castro


(mensagem de CAMILA H A CASTRO)


 


 
Res: Brasil!

 mensagem postada em 07/01/2015 - 10:01:30hs
 
 

Caramba Camila, realmente é absurdo o que fizeram com vc e fico muito feliz que vc foi atrás dos seus direitos e ganhou!


Gente, faço parte do VPO a um tempinho e já fiz algumas viagens para Orlando, pois acho que como todo mundo aqui… sou apaixonada pela terrinha do Mickey, e principalmente pela Disney.

Bom, eu na minha primeira viagem com meu noivo, que foi em final de outubro, se não me engano 31/10/2013 a 15/11/13, e como foi uma viagem romantica e a grana era meio curta, aproveitamos muito pra comprar roupas (itens de uso pessoal), mas não compramos qualquer eletronico, inclusive levei meu computador (MAC) comprado aqui no Brasil, com a NF daqui, meu ipad (comprado aqui tb com a devida nota), o GPS, tb comprado aqui e a maquina fotografica, tb comprada aqui.
Na volta tinhamos 2 malas de 32kg (quantidade permitida) e 01 de mão (tb permitido) e por coinscidencia, viemos junto com um voo de Nova Iorque.. Logo, imaginem o que aconteceu?! Chegamos ao aeroporto as 09:00 (Da manhã) e acreditem, bloquearam a saída do nada a declarar e todo mundo dos dois voos passaram no raio-x. Eles taxaram todo mundo….! Quando chegou a minha vez, já por volta das 16:00 horas (a gente com fome, e em pé o dia todo), eles passaram minha bagagem pelo raio-x, foram extremamente ironicos, pois eu falei que os meus eletronicos eram brasileiros, no sentido de que havia comprado no Brasil, e eles riram e debocharam. E nem olharam o resto da nossa bagagem, arbitrando tanto pra mim quanto para o meu noivo o valor de U$ 1.500,00 (Cada um de nós!) e colocaram no darj apenas: "Roupas e Presentes".
Na hora não briguei, não fiz escandalo, paguei com cartão, me ferrei, mas entrei no Juizado Especial Federal e ganhei o valor de volta.
Havia muita gente chorando, desesperada, inclusive mulheres gravidas, mas tb tinham aqueles que tinham variasssss malas e passavam tranquilamente, pois com certeza tinham algum (QI) lá dentro.
Na decisão a juíza falou que no DARJ eles tem de descriminar peça por peça!
O que não fizeram.
Bom, estou a disposição para qualquer ajuda =)

Abraços,
Camila Castro


(mensagem de CAMILA H A CASTRO)


 


 
8.200 R$

 mensagem postada em 06/01/2015 - 06:01:56hs
 
 

Eu não li a reportagem, eu vi a fatura de 8.200 reais que uma amiga minha me apresentou em Manaus. Foi taxada e fizeram muito desdém com a cara dela e ela pagou mais por orgulho e pela humilhação q sofreu lá na alfândega. Sugestão, façam como uma colega, tragam na mala uma tesoura, se forem taxados e não quiserem pagar, cortem picotem tudinho, foi assim q ela fez... Kkkkkk qndo taxaram ela, ela prontamente pegou a tesoura nheco nheco nheco nheco.... Essa e corajosa e louca kkkkk mas não saiu por baixo.

 


 
Brasil!

 mensagem postada em 06/01/2015 - 05:01:23hs
 
 


Gente, faço parte do VPO a um tempinho e já fiz algumas viagens para Orlando, pois acho que como todo mundo aqui… sou apaixonada pela terrinha do Mickey, e principalmente pela Disney.

Bom, eu na minha primeira viagem com meu noivo, que foi em final de outubro, se não me engano 31/10/2013 a 15/11/13, e como foi uma viagem romantica e a grana era meio curta, aproveitamos muito pra comprar roupas (itens de uso pessoal), mas não compramos qualquer eletronico, inclusive levei meu computador (MAC) comprado aqui no Brasil, com a NF daqui, meu ipad (comprado aqui tb com a devida nota), o GPS, tb comprado aqui e a maquina fotografica, tb comprada aqui.
Na volta tinhamos 2 malas de 32kg (quantidade permitida) e 01 de mão (tb permitido) e por coinscidencia, viemos junto com um voo de Nova Iorque.. Logo, imaginem o que aconteceu?! Chegamos ao aeroporto as 09:00 (Da manhã) e acreditem, bloquearam a saída do nada a declarar e todo mundo dos dois voos passaram no raio-x. Eles taxaram todo mundo….! Quando chegou a minha vez, já por volta das 16:00 horas (a gente com fome, e em pé o dia todo), eles passaram minha bagagem pelo raio-x, foram extremamente ironicos, pois eu falei que os meus eletronicos eram brasileiros, no sentido de que havia comprado no Brasil, e eles riram e debocharam. E nem olharam o resto da nossa bagagem, arbitrando tanto pra mim quanto para o meu noivo o valor de U$ 1.500,00 (Cada um de nós!) e colocaram no darj apenas: "Roupas e Presentes".
Na hora não briguei, não fiz escandalo, paguei com cartão, me ferrei, mas entrei no Juizado Especial Federal e ganhei o valor de volta.
Havia muita gente chorando, desesperada, inclusive mulheres gravidas, mas tb tinham aqueles que tinham variasssss malas e passavam tranquilamente, pois com certeza tinham algum (QI) lá dentro.
Na decisão a juíza falou que no DARJ eles tem de descriminar peça por peça!
O que não fizeram.
Bom, estou a disposição para qualquer ajuda =)

Abraços,
Camila Castro

 


 
 
A Fountain of Nations contém água dos mais variados rios e mares ao redor do mundo, tendo sido acidionadas quando da inauguração do Epcot, em um gesto de paz e união dos povos.