Enquete - Qual seu maior mico?

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Pedindo a bebida errada

 mensagem postada em 05/02/2013 - 06:02:22hs
 
 

Estava eu toda serelepe no intervalo do jogo do Orlando Magic quando vou comprar refrigerante na lanchonete, que só vende refrigerante. Viro e peço "a coke, please".
A senhoria, superséria: nós só temos Peps..(não sei se pode falar aqui a marca).
Quando olho, a loja toda escrita peps., peps.., peps.., mais três atendentes olhando para mim sérias, com blusas da peps..
Ae eu disse: sabe como é, são muitos dias pedindo a mesma coisa (e eram já 12 dias mesmo).
Morri de vergonha!

 


 
Eu (não) falo Português

 mensagem postada em 04/02/2013 - 03:02:22hs
 
 

Eu trabalhei lá na loja de doces do Harry Potter ano passado, e o que não faltaram foi micos.

1-"Eu não falo Português"

No meu primeiro mês de trabalho, eu usava a minha nametag com um "eu falo português" e "yo hablo español" com muito orgulho no peito. Mas depois de um mês, eu percebi que eu falava português o dia inteiro, e o meu objetivo do intercâmbio era melhorar o meu inglês. Se eu abrisse a boca para falar português, não conseguia mudar mais a língua, porque brasileiro e mais brasileiros ouviam e aí começava... Eu adoro falar e dar dicas e saber do que que as pessoas estão gostando... mas tem aqueles dias que tudo que você quer é ficar quieta e trabalhar (tinha dias que eram 10 horas em pé, sem poder sentar nem um segundo, correndo para lá e para cá).

Eis que um dia estou eu lá, atrás do balcão de doces e chega o brasileiro me pedindo um doce, fazendo o maior esforço para me pedir em inglês. Eu já acostumada a ficar falando em inglês e sem a minha plaquinha, falei em inglês com ele. Eis que a minha amiga que estava no caixa era brasileira e eu pergunto para ela, em bom português, que horas era o break dela. Só que o cara que eu tinha vendido o doce estava na fila para pagar e me olhar com uma cara de . "Você é brasileira! E ficou aqui me fazendo falar com o meu inglês macarrônico!"

Ai gente, que vergonha.

2-"Eu disse que ela ia entender"
Outra de quando eu estava com a minha plaquinha que não dizia que eu era brasileira. Na hora de pagar, chega uma mulher com a mãe e fala comigo em português.

Mãe: "Ela não vai entender."

Mulher: "Vai sim, é só falar devagar." Ai ela vira para mim: "EU QUE-RO UM SA-PO DE CHO-CO-LA-TE."

Eu, segurando o riso, fico muda e pego o sapo e entrego para ela.

Ela agradece, olha para a mãe e diz, toda sorridente. "Eu não disse que ela ia entender?"

3-"Mãe, olha, ela fala português!"
A coisa mais incrível é que mesmo quando eu usava a plaquinha com o "eu falo português" os adultos nunca viam, mas sempre as crianças falavam "Oh! Mãe, olha! Ela fala português!"

4-Cuidado com o que vocês falam quando acham que as pessoas não te entendem.
Em Orlando principalmente, o que mais tem são brasileiros. Uma das meninas do meu grupo era bem loira de olho claro e trabalhava num restaurante. Chegou uma brasileira com o filho, toda irritada já e fez um pedido. A menina bateu e na hora de pegar, a mulher tinha pedido errado, e ela teve que refazer. O filho perguntou o que estava acontecendo para a mãe e ela disse "É que essa -- palavra censurada -- bateu o pedido errado." A menina sorriu para ela, fez tudo de novo e quando a mulher ia embora disse: "Me desculpe, senhora, mas eu tinha entendido você pedir uma coisa diferente." A mulher não tinha onde enfiar a cara!

Só para deixar claro que eu não era má me fingindo que não falava português e sempre que a situação pedia eu falava em português com as pessoas. Mas que é divertido as vezes ouvir o que as pessoas falam quando acham que você não entende, ah é.

 


 
TGI Friday's

 mensagem postada em 04/02/2013 - 01:02:29hs
 
 

Tenho vergonha, mas vou contar.
Era meu ultimo dia na terra do tio Sam. Eu tinha cupons pro TGIs e resolvi que queria ir la fazer minha despedida. Pois bem, meu primo que mora lá foi comigo.
Pedi o clássico mojito, e em meia hora eu na tava nas nuvens. Os americanos não economizam no rum kkkkk
Tive a brilhante ideia de ir no banheiro. Chegando no corredor, vou direto no que tem um M gigante na porta. Ignorando alguém atrás de mim falando alguma coisa em inglês, abri a porta e fui entrando. Só me dei conta que não era M de mulher, e sim de man, qdo o moço lá de dentro me olha com cara de pânico.
HahahaHHaha ai que vergonha, fiz xixi rindo kkkkkkkk

 


 
Five...number Five

 mensagem postada em 06/01/2013 - 10:01:21hs
 
 

Na minha primeira viagem para Orlando, eu e mais 2 casais de amigos! Um deles não falava nada de inglês, nem The books on the table. Nossa primeira refeição foi aonde??? MC Donald´s e lá foi ele...-"Please, number five"! A moça não entendeu e perguntou novamente o que ele queria e ele falou "- Five, number five!"...hahahaha quando ele chegou na nossa mesa, estava com 5 sanduiches, 5 Cocas enormes e 5 batatas...hahaha como estávamos no Shopping e longe, ele não tinha como pedir ajuda, como ele não falava nada, simplesmente ficou quieto, pagou os 5 números 5 e foi embora...

 


 
O troféu de Ouro é meu!!!

 mensagem postada em 05/01/2013 - 07:01:10hs
 
 

Como disse, duvido que alguém me supere nesse mico. Minha 1ª vez em Orlando: somente eu e meu filho Eduardo que tem 08 anos. Chegamos no dia 29/11 próximo das 11.30 h da manhã. Durante o voo Panamá-Orlando, fiz amizade com o "Pedro": um moço super simpático e que conhece tudo de USA visto viajar no mínimo 2x por ano em Orlando e outras vezes pra demais cidades. Pois bem....... chegamos na área da Imigração e ele me dizendo que mesmo passar por eles inumeras vezes, ainda sim dá um frio no estômago. Verdade!!!!!!!! Eu estava super atenta e a fila de estrangeiros estava enorme e a fila de cidadãos americanos estava praticamente vazia. Por azar meu, eu era a 1ª da fila e estava aguardando quando a funcionária resolveu dispersar os estrangeiros. Ela mandou que eu e meu filho fôssemos para a area dos americanos e lá estava eu, atrás da faixa amarela aguardando a chamada. Até aí tudo bem: fui chamada, pouquíssimas perguntas, o funcionário com cara fechada, eu temendo que o Eduardo fizesse alguma graça ou mexesse em alguma coisa mas, correu tudo bem. Com os passaportes carimbados, queria sair rapidamente dali, então, passaportes em uma mão, mochilas em outra mão, eu puxando o Eduardo pra perto de mim,... me distrai: comecei a caminhar pra frente em vez de virar à esquerda. Entrei em uma sala e ficava procurando alguma plaquinha (pelo amor!!!!!!!) que indicava EXIT mas somente presenciei um casal cabisbaixo e tensos. Olhava pra cima, pros lados e de repente um policial atrás de um vidro grande naquela sala se levantou e disse que a saída era para lá. OK. Quando encontrei aquele amigo já no corredor, ele estava palido e ao perguntar ele respondeu: "você não percebeu onde entrou? você estava dentro da tão temida salinha onde pessoas suspeitas ou imigração negada são encaminhadas!! Quase surtei com essa minha total desatenção mas depois ele me disse que ele e demais brasileiros que me viram fazer issso, perceberam que eu me distraí pq causa das mochilas e do meu filho. Jesus!!!!!!!!!!!! conheci aquela salinha horrorosa sem saber!!! Abraços........ AC.

 


 
Policial Cantor - Imigração

 mensagem postada em 06/11/2012 - 01:11:42hs
 
 

Esse ano fomos surpreendidos com um oficial da imigração de Houston um tanto quanto comédia.

Acontece que nós só tinhamos 60 min para desembarcar, fazer imigração, alfândega e embarcar denovo. Quem conhece o aeroporto de Houston sabe como ele é enorme. Nada podia atrasar, nada podia dar errado.

A fila da imigração estava enorme e o tempo tava passando, quando chegou na nossa vez faltavam 35 min pro meu vôo sair. Eu já tava muito tenso.

Bom o oficial foi mandando uma pergunta atrás da outra e o papo foi indo até que não sei porque minha noiva resolveu falar que nós vamos nos casar ano que vem.

Pronto, começou o show, o cara começou a cantar pra ela, e todo mundo olhando, e eu não sabia se ria ou se chorava já pensando no voo perdido, e ninguém entendia o que tava acontecendo. Depois o cara falou que era músico, que tocava sax e queria uma passagem para ir tocar no nosso casamento, e quando eu achava que ele ia encerrar ele fazia outra pergunta, e vinha uma nova música, e ele cantava denovo e o tempo passando. Ai ele começou a falar de números, que o número 2 era importante na nossa vida, e eu desesperado olhando pro relógio, louco pra cortar o cara mas ao mesmo tempo com receio, vai saber.

Quando ele finalmente sussegou corremos pra alfândega, jogamos as malas dentro da esteira de conexão e saímos em disparada pro portão que era longe, e cade o portão? correndo e minha calça caindo, e cade o portão? correndo e minha calça caindo... um horror, enfim chegamos no portão do voo faltando uns 2 min pra fechar porta. Só faltava a gente.

Cada uma!

 


 
Vixe, lembrei de mais um...

 mensagem postada em 23/10/2012 - 06:10:48hs
 
 

Estavamos já no aeroporto de Fort, o meu filho pegou a primeira mala e foi para a fila, quando eu cheguei com as outras malas já estava na nossa hora do check in. Me dirigi para o guiche e despachei as malas...

Fizemos o check in e fomos para o Sawgrass almoçar.

Quando chegamos em Sampa, notei que estava faltando uma mala, e o pior de tudo era a mala que tinha as roupas que nos emprestaram para usarmos na neve, mais um tenis do meu marido, ketchup Heinz 4 litros (ai que delícia) e outras cositas mais.

Estavamos indo reclamar quando o meu marido teve a feliz ideia de conferir os tickets...

Aiiiiiii, eu esqueci a mala no aeroporto.... Sabe aquela que o meu filho entrou na fila, ficou lá!!!
Liguei para o aeroporto e não encontraram. A minha irmã acha que explodiram.

A gente fica imaginando eles explodindo a mala e voando ketchup para todos os lados.... ECA

 


 
O dia recheado de micos.... longo o relato, tenha paciência...

 mensagem postada em 23/10/2012 - 03:10:18hs
 
 

Eu, meu esposo e meus 2 filhos, fomo para o Bush Gardens, o primeiro brinquedo que fomos foi a cheetah (sei lá como se escreve), e como o mais novo não pode ir, falei para aguardarem pois estava com 20 minutos de espera. Assim que saímos do brinquedo, cade? O meu marido havia sumido, e o dito é perdido de tudo... Mas se ele voltasse e eu não estivesse lá, ia rolar o maior mal humor... Esperei 2 longas horas na frente do brinquedo o meu outro filho foi 12 vezes na montanha russa e nada do meu esposo aparecer.Bom percebi que o meu marido havia se perdido de mim (tá bom gente, eu sou loira, demoro a entender as coisas...) então começamos a andar pelo parque e ver se achavamos os 2. Detalhe básico - ele estava com a mochila onde estava o dinheiro e também os lanches...

Depois de rodar mais 1 hora, eram 3 horas da tarde e meu filho morrendo de fome, eu estava indo para um restaurante pedir, na maior cara de pau, comida para o meu filho, quando o celular que eu nem lembrava que estava comigo tocou.

Uma mulher começou a falar em espanhol comigo, e eu não entendo lhufas de espanhol, mas consegui entender que era para ir para a entrada do parque.

Quando chegamos lá, achei que ia encontrar o meu marido e o meu filho, mas só estava a dita, que só falava espanhol. Adivinha? Comecei a chorar, srsrsrsr (acho que ela até hoje pensa que eu sou louca, o que não deixa de ser verdade...)

Bom, mas o eles estavam no security nos esperando.

Terminamos de aproveitar o parque e no final como fomos 4 vezes seguidas na boia de água, estavamos encharcados.

Quando chegamos no estacionamento, eu abri as duas portas do carro, tirei a minha bermuda e sentei bem rapidinho no carro. Quando cheguei no hotel percebi que havia deixado a minha crocs lá no estacionamento...

Mas não é só isso....

Quando estavamos aqui no Brasil, o meu esposo foi contar o mico dele para cunhados...
Ele todo pimpão contando que pediu para um moça o seguinte:
- I need a phone...
ela ficou olhando com cara de ponto de interrogação

e o bobão que não fala nada de ingles complementou...
to call my husband (marido em ingles)

Depois que ele contou e que rimos até da cara dele, que ele entendeu o espanto da mulher que pediu informação e do segurança, quando ele repetiu o pedido....

Desta vez vamos levar os radinhos comunicadores, rsrsrs.

 


 
Mico não kingkong

 mensagem postada em 22/10/2012 - 11:10:47hs
 
 

Cheguei na loja da Tommy, olhei os preços e vi a etiqueta 50% desconto, comecei a pegar tudo que via na frente, quando cheguei no caixa comecei a passar e a conta só subindo, quando acabou deu 1.000,00 doletas, carai quase cai. Virei para minha esposa e falei, poxa quase 2.000,00 reais, chamei o gerente a pedi para cancelar e separar melhor, imagina a cara dele para mim.

O melhor dessa viagem foi uma amiga nossa, estavamos no EPCOT, a uma certo hora uma amiga minha viu uma das princesa e comecou a gritar mulam, mulam, mulam, ai a princesa muito enjuriada deu um esporro nela porque ela estava atrapalhando ela a tirar foto com outras crianças. Pior o nome dela era a Ariel. AI todos nos paramos a pensamos, carai vc acabou de tomar um esporro de um princesa da Disney, bizonhaaaaaaaaaa.


Adriano

 


 
Foram muitos micos

 mensagem postada em 22/10/2012 - 10:10:50hs
 
 

Mas o mais MICO de todos...rs rs rs rs

Eu até hoje não me conformo.

O gênio do meu marido perdeu a carteira dele no Busch Gardens, mais precisamente na Cheetah Hunt. Eu avisei 2 milhões de vezes para ele tirar tudo do bolso e colocar na mochila, mas ele não me ouve...hahahaa

Enfim, caiu a carteira e ele logo deu falta da mesma. No momento em que levantou do carrinho da montanha russa. Eu praticamente PAREI o brinquedo pq insistia com a funcionária que ela deveria procurar, pq com certeza estaria por ali. Detalhe: MEU MARIDO NÃO FALA UMA PALAVRA EM INGLÊS. E eu ali tentando convencer a gringa que ela tinha que parar tudo e procurar a carteira dele. É claro que eles tem um protocolo para esse tipo de fato, eles pedem para você fazer um boletim no achados e perdidos, com a descrição do objeto perdido, seu endereço para contato...essas coisas.

Mas ele não estava contente o suficiente em perder a carteira, ele tinha que me fazer pagar mico. Ele ficava insistindo para que eu voltasse no brinquedo e perguntasse pela milésima vez se haviam encontrado alguma carteira. Perguntei 4 x ao longo do dia.As funcionárias já me olhavam até torto.

Mas, todo castigo para mim era pouco. Voltamos para o hotel e ele pediu que eu cancelasse os cartões dele. Só que, o detalhe é: todos falavam só em INGLÊS. E o pior: eles queriam falar com o TITULAR do cartão, que por acaso era o meu marido e por mais acaso ainda, não fala nem thank you. hahAHhahA

Eu tive que fazer voz de HOMEM e fingir que eu era ele. Pense...pense em uma pessoa querendo rir. Mas eu ainda nao falei o king kong maior. Antes de eu ligar para cancelar os cartões, ele estava tentando fazer isso, ligando para as operadoras no Brasil. Passados alguns minutos, liga o recepcionista do nosso hotel. Meu marido fez sinal para eu atender (pq ele sabia que tinha feito besteira...rs), dai o rapaz: "Moça, vocês ligaram para a polícia"? Dai eu: " Não, eu não". O recepcionista disse que haviamos ligado SIM, e que isso era mto sério, que não deveríamos brincar com a polícia.

Meu coração quase saiu pela boca. Eu queria matar o meu marido...rs
Eu não sei o que ele fez, mas acabou ligando p/ a polícia mesmo. Pedi desculpas pelo ocorrido e disse que não iria mais acontecer.

Ahh gente, eu preciso matricula-lo em um curso de ingles urgente. Mas acho que agora não dá mais tempo. Vamos viajar de novo e ele de novo sem entender nada...rs

 


 
 
Toda a água da atração Splash Mountain do parque Magic Kingdom pode ser drenada em apenas 5 minutos e basta 20 minutos para encher novamente o sistema.