Embarque - Declaração de Bens

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
3DS comprados em outra viagem

 mensagem postada em 06/09/2013 - 11:09:20hs
 
 

Oi pessoal!
Gostaria de tirar uma dúvida, voltei no tópico mas achei as respostas confusas.

Vou com meu namorado para Orlando em outubro e queremos levar nossos 2 3DS (aparelho portátil de jogos) que foram comprados em uma outra viagem, em março deste ano. Temos a nota fiscal (que tem o número serial de cada um) com a data, de um Wallmart em Orlando.

Gostaria de saber se isso é o bastante para não entrarem em nossas cotas na volta. Eles também têm o registro de quando foram jogados pela primeira vez.

Vocês saberiam me responder? Obrigada!

 


 
Res: Res: Miran - itens de uso pessoal

 mensagem postada em 02/09/2013 - 10:09:24hs
 
 

Miran,

99% das pessoas que conheço e viajaram, trouxeram Iphone 5 dos EUA.

As pessoas têm que ter a ombridade de declarar aquilo que devem, mas a Instrução Normativa da RFB permite que se traga 1 telefone desde que de uso pessoal, então, se trouxer o Iphone ligado e com chip brasileiro em funcionamento, não vão pegar o telefone da sua mão ou bolso, consultar serial em internet ou procurar logo da Anatel, os fiscais têm muito mais coisas a verificar e se preocupam basicamente com os revendedores e as pessoas que agem de má fé (o que não é o caso de ninguém daqui, certo?)

O que tem dado problema é que as pessoas querem trazer coisas para vender e isso eles pegam no pé e com razão.

Outra coisa que não se pode confundir é que trazer coisas escondidas e não declaradas, sendo estas permitidas no Brasil, configura descaminho. Contrabando é trazer produtos proibidos para importação.

Um viajante comum, turista, que traga 1 telefone em uso, 1 câmera em uso, 1 relógio no pulso e US$1000 em produtos diversos, se entrar na fila de bens a declarar irá pagar 50% de US$500, como Imposto de Importação, agora, se quiser dar uma de esperto e não declarar nada e for parado na fiscalização, irá pagar 100% de US$1000 e mais uma multa a ser definida, de acordo com os produtos, pelo AFRB. Conheço vários exemplos sobre isso. Relaxem e aproveitem a viagem!

FORTE ABRAÇO

 


 
Res: Miran - itens de uso pessoal

 mensagem postada em 02/09/2013 - 10:09:43hs
 
 

Tente trazer dessa forma então, boa sorte

com o serial de um Iphone o fiscal tem acesso fácil a detalhes da compra, como data e aonde foi vendido, você irá mentir para o fiscal informando que o celular foi comprado no Brasil ou está trazendo dos EUA? Pois seu uso pessoal está virando descaminho e contrabando.

tem que ser afirmado que pode ser trazido dessa forma ilegal, que corre o risco de ser taxado ou ter o produto retido ou até passar sem problemas, mas não é 100% garantido que não será taxado porque não pode.

você estará mentindo para um agente federal.

Miran,
A Instrução Normativa 1059/2010 da Receita Federal explicita o que é e o que não é item de uso pessoal:

Art. 2 º Para os efeitos desta Instrução Normativa, entende-se por:
......
VII - bens de caráter manifestamente pessoal: aqueles que o viajante possa necessitar para uso próprio, considerando as circunstâncias da viagem e a sua condição física, bem como os bens portáteis destinados a atividades profissionais a serem executadas durante a viagem, excluídos máquinas, aparelhos e outros objetos que requeiram alguma instalação para seu uso e máquinas filmadoras e computadores pessoais; e
......
§ 1 o Os bens de caráter manifestamente pessoal a que se refere o inciso VII do caput abrangem, entre outros, uma máquina fotográfica, um relógio de pulso e um telefone celular usados que o viajante porte consigo, desde que em compatibilidade com as circunstâncias da viagem.


Fonte: http://www.receita.fazenda.gov.br/Legislacao/Ins/2010/in10592010.htm (mensagem de Mônica M. Pereira)

 


 
Res: Res: Miran - itens de uso pessoal

 mensagem postada em 02/09/2013 - 10:09:46hs
 
 

Procure um iphone que seja legalmente comercializado no Brasil que verá selo e numero de registro da anatel,

https://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&docid=HzDSkV5qIwixwM&tbnid=o5daXuPNir2RuM:&ved=0CAUQjRw&url=http%3A%2F%2Fblogdoiphone.com%2Ftag%2Fiphone-no-brasil%2Fpage%2F19%2F&ei=VDklUrWjN4ew8QSN84CABA&bvm=bv.51495398,d.dmg&psig=AFQjCNFw1jt49EdxuvJ-EfyKzcY9bRau6Q&ust=1378257588595059

Muito bem Monica!

A Lei é a Lei, não adianta os colegas ficarem inventando desculpas ou imaginando situações. Pode trazer o Iphone 5 tranquilamente, mesmo por que o Iphone 5 não é fabricado no Brasil e NÃO tem selo da Anatel...

Eu trouxe 1 no bolso, entrei na fila de declaração, paguei impostos por outras coisas e o Iphone, a Câmera e o relógio Tag Heuer que estava no pulso não entraram na cota, e nem poderiam!!! (mensagem de Cleber G)

 


 
Res: Miran - itens de uso pessoal

 mensagem postada em 02/09/2013 - 10:09:34hs
 
 

Muito bem Monica!

A Lei é a Lei, não adianta os colegas ficarem inventando desculpas ou imaginando situações. Pode trazer o Iphone 5 tranquilamente, mesmo por que o Iphone 5 não é fabricado no Brasil e NÃO tem selo da Anatel...

Eu trouxe 1 no bolso, entrei na fila de declaração, paguei impostos por outras coisas e o Iphone, a Câmera e o relógio Tag Heuer que estava no pulso não entraram na cota, e nem poderiam!!!

 


 
Miran - itens de uso pessoal

 mensagem postada em 02/09/2013 - 09:09:45hs
 
 

Miran,
A Instrução Normativa 1059/2010 da Receita Federal explicita o que é e o que não é item de uso pessoal:

Art. 2 º Para os efeitos desta Instrução Normativa, entende-se por:
......
VII - bens de caráter manifestamente pessoal: aqueles que o viajante possa necessitar para uso próprio, considerando as circunstâncias da viagem e a sua condição física, bem como os bens portáteis destinados a atividades profissionais a serem executadas durante a viagem, excluídos máquinas, aparelhos e outros objetos que requeiram alguma instalação para seu uso e máquinas filmadoras e computadores pessoais; e
......
§ 1 o Os bens de caráter manifestamente pessoal a que se refere o inciso VII do caput abrangem, entre outros, uma máquina fotográfica, um relógio de pulso e um telefone celular usados que o viajante porte consigo, desde que em compatibilidade com as circunstâncias da viagem.


Fonte: http://www.receita.fazenda.gov.br/Legislacao/Ins/2010/in10592010.htm

 


 
Res: Res: Res: Muitas dúvidas rsrsrs

 mensagem postada em 02/09/2013 - 09:09:40hs
 
 

Se for assim a cota de 500$ não se aplica a nada,

trazer uma camera, um notebook e um celular, essa combinação facilmente passa de 2500$ e passaria como uso pessoal?

o fiscal perguntando para você aonde foram comprados esses produtos? o que diria?

mesmo não trazendo caixa, manuais e c diversos, acha que passa?

me desculpe, veja qualquer telefone nacionalizado terá selo da ANATEL, se não for na tampa traseira, está embaixo da bateria.

novamente volto ao assunto que fiscal não é burro nem otário, passa milhares de pessoas, e faz esse trabalho todos os dias.

Se o viajante estiver portando um único telefone, em uso, este não entra na cota, podendo ser trazido como item de uso pessoal.
Quem pretende comprar iphone lá, não pode levar o telefone daqui, pois se for pego com mais de um aparelho, o novo será taxado.

Sobre trazer o iphone 5 de lá com o chip daqui, mesmo que desbloqueado, o fiscal com o numero de serie que está impresso no verso do telefone, ou acessando via OS facilmente, tem acesso no site da apple quando e aonde o telefone foi comprado, alem disso não terá o selo da anatel informando que ele foi nacionalizado, possivelmente se parar perderá o telefone sem chance de pagar importação ou se o fiscal foi bonzinho irá lhe cobrar o imposto devido.

fiscal da alfandega não é burro e nem otário, faz vista grossa sim, mas fazer ele de otário é pior. descaminho fato,


Gente, tenho três dúvidas (só isso... rsrsrsrs)...

1) Pretendo levar meu note (comprado no Brasil, tem selo da Anatel e tenho a nota fiscal) e uma câmera semiprofissional Canon SX50HS (também comprada no Brasil e tenho nota fiscal).

Devo declarar algo para a Receita? É possível que eu tenha algum problema ao retornar ao Brasil?

2) Pretendo trazer um iPhone 5 e um mini iPad de Orlando. Posso trazer o iPhone em uso, habilitado, para que não tenha que declarar e o iPad mini não ultrapassará a quota de 500 dólares, sendo assim pretendo não declarar nenhum dos dois. Posso ter algum problema? Corro o risco de ser taxado e multado nesse caso?

3) E com relação à nacionalização dos bens? Se eu quiser nacionalizar o iPad e o iPhone para leva-los com tranquilidade nas próximas viagens, somente posso nacionalizar se eu declarar os bens e pagar o imposto? Ainda que o bem esteja abaixo da cota?

Faltam 21 dias para minha viagem e começam a surgir trocentas mil dúvidas.

Obrigada e um forte abraço a todos!

(mensagem de Adriana Rodrigues da Costa)
(mensagem de Miran K Neto)
(mensagem de Mônica M. Pereira)

 


 
Res: Res: Muitas dúvidas rsrsrs

 mensagem postada em 02/09/2013 - 08:09:28hs
 
 

Se o viajante estiver portando um único telefone, em uso, este não entra na cota, podendo ser trazido como item de uso pessoal.
Quem pretende comprar iphone lá, não pode levar o telefone daqui, pois se for pego com mais de um aparelho, o novo será taxado.

Sobre trazer o iphone 5 de lá com o chip daqui, mesmo que desbloqueado, o fiscal com o numero de serie que está impresso no verso do telefone, ou acessando via OS facilmente, tem acesso no site da apple quando e aonde o telefone foi comprado, alem disso não terá o selo da anatel informando que ele foi nacionalizado, possivelmente se parar perderá o telefone sem chance de pagar importação ou se o fiscal foi bonzinho irá lhe cobrar o imposto devido.

fiscal da alfandega não é burro e nem otário, faz vista grossa sim, mas fazer ele de otário é pior. descaminho fato,


Gente, tenho três dúvidas (só isso... rsrsrsrs)...

1) Pretendo levar meu note (comprado no Brasil, tem selo da Anatel e tenho a nota fiscal) e uma câmera semiprofissional Canon SX50HS (também comprada no Brasil e tenho nota fiscal).

Devo declarar algo para a Receita? É possível que eu tenha algum problema ao retornar ao Brasil?

2) Pretendo trazer um iPhone 5 e um mini iPad de Orlando. Posso trazer o iPhone em uso, habilitado, para que não tenha que declarar e o iPad mini não ultrapassará a quota de 500 dólares, sendo assim pretendo não declarar nenhum dos dois. Posso ter algum problema? Corro o risco de ser taxado e multado nesse caso?

3) E com relação à nacionalização dos bens? Se eu quiser nacionalizar o iPad e o iPhone para leva-los com tranquilidade nas próximas viagens, somente posso nacionalizar se eu declarar os bens e pagar o imposto? Ainda que o bem esteja abaixo da cota?

Faltam 21 dias para minha viagem e começam a surgir trocentas mil dúvidas.

Obrigada e um forte abraço a todos!

(mensagem de Adriana Rodrigues da Costa)
(mensagem de Miran K Neto)

 


 
Res: Muitas dúvidas rsrsrs

 mensagem postada em 02/09/2013 - 08:09:53hs
 
 

Sobre trazer o iphone 5 de lá com o chip daqui, mesmo que desbloqueado, o fiscal com o numero de serie que está impresso no verso do telefone, ou acessando via OS facilmente, tem acesso no site da apple quando e aonde o telefone foi comprado, alem disso não terá o selo da anatel informando que ele foi nacionalizado, possivelmente se parar perderá o telefone sem chance de pagar importação ou se o fiscal foi bonzinho irá lhe cobrar o imposto devido.

fiscal da alfandega não é burro e nem otário, faz vista grossa sim, mas fazer ele de otário é pior. descaminho fato,


Gente, tenho três dúvidas (só isso... rsrsrsrs)...

1) Pretendo levar meu note (comprado no Brasil, tem selo da Anatel e tenho a nota fiscal) e uma câmera semiprofissional Canon SX50HS (também comprada no Brasil e tenho nota fiscal).

Devo declarar algo para a Receita? É possível que eu tenha algum problema ao retornar ao Brasil?

2) Pretendo trazer um iPhone 5 e um mini iPad de Orlando. Posso trazer o iPhone em uso, habilitado, para que não tenha que declarar e o iPad mini não ultrapassará a quota de 500 dólares, sendo assim pretendo não declarar nenhum dos dois. Posso ter algum problema? Corro o risco de ser taxado e multado nesse caso?

3) E com relação à nacionalização dos bens? Se eu quiser nacionalizar o iPad e o iPhone para leva-los com tranquilidade nas próximas viagens, somente posso nacionalizar se eu declarar os bens e pagar o imposto? Ainda que o bem esteja abaixo da cota?

Faltam 21 dias para minha viagem e começam a surgir trocentas mil dúvidas.

Obrigada e um forte abraço a todos!

(mensagem de Adriana Rodrigues da Costa)

 


 
Res: Muitas dúvidas rsrsrs

 mensagem postada em 02/09/2013 - 04:09:29hs
 
 

Adriana,
Com relação a nacionalização dos bens, você pode usar a declaração de bagagem para este fim. No novo sistema, declaração eletrônica, no quesito referente aos bens acima da cota consta uma observação sobre nacionalização de bens abaixo da cota:

"Está trazendo em sua bagagem outros bens adquiridos no exterior no valor total superior ao limite de isenção e/ou acima do limite quantitativo? (Consulte Ajuda)

As pessoas físicas somente podem importar mercadorias para uso próprio.

O(A) Sr(a). também deverá responder "sim" à pergunta caso deseje obter documentação comprobatória de regular entrada de bens no País, mesmo abaixo do limite de isenção."

https://www.edbv.receita.fazenda.gov.br/edbv-viajante/pages/selecionarAcao/selecionarAcao.jsf

Gente, tenho três dúvidas (só isso... rsrsrsrs)...

1) Pretendo levar meu note (comprado no Brasil, tem selo da Anatel e tenho a nota fiscal) e uma câmera semiprofissional Canon SX50HS (também comprada no Brasil e tenho nota fiscal).

Devo declarar algo para a Receita? É possível que eu tenha algum problema ao retornar ao Brasil?

2) Pretendo trazer um iPhone 5 e um mini iPad de Orlando. Posso trazer o iPhone em uso, habilitado, para que não tenha que declarar e o iPad mini não ultrapassará a quota de 500 dólares, sendo assim pretendo não declarar nenhum dos dois. Posso ter algum problema? Corro o risco de ser taxado e multado nesse caso?

3) E com relação à nacionalização dos bens? Se eu quiser nacionalizar o iPad e o iPhone para leva-los com tranquilidade nas próximas viagens, somente posso nacionalizar se eu declarar os bens e pagar o imposto? Ainda que o bem esteja abaixo da cota?

Faltam 21 dias para minha viagem e começam a surgir trocentas mil dúvidas.

Obrigada e um forte abraço a todos!

(mensagem de Adriana Rodrigues da Costa)

 


 
 
Walt Disney queria ter certeza que os "negócios" do Parque nunca se intrometessem no "show". Então ele construiu aproximadamente 2,4 km (1,5 milha) de túneis de acesso "Utilidors" sob o parque Magic Kingdom.