Enquete - Qual seu maior mico?

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Res: Res: Fresquinha do dia :/

 mensagem postada em 20/06/2014 - 01:06:48hs
 
 

hahahahaha
eu sou fonoaudióloga e estudo eletrofisiologia da audição e neurociências. Isso se explica pois como não penso em outra língua que não seja o português embora entenda perfeitamente o espanhol, na hora do cérebro processar a linguagem e codificar a mensagem para enviar os comandos motores para as áreas envolvidas na produção da fala, dá um nó. Isso explica também quantas vezes pensamos em falar uma palavra e nos embaralhamos, falando outra ou metade de uma com outra...rsss
Foi bem engraçado e estou rindo ainda...kkkkkkkkkkkkkkk
falei amém em português...
bjoo

Ligando agora para tentar agendar BOG, atendimento em espanhol, eu entendo perfeitamente bem, mas hablar mesmo, niente...
Não tinha como marcar porque, pra variar, o sistema não está funcionando. Agradeci com um gracias e quando ela me desejou um dia mágico eu soltei um " amém"
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk to rindo em casa sozinha até agora (mensagem de Sheila Carvalho)




MAS PQ????

KKKKKKKKkkkkk

to rindo mto aqui!!!!!!

Vc falou amém em português? (nem sei se em espanhol é a mesma coisa..rs). (mensagem de Patrícia Parra)

 


 
Res: Fresquinha do dia :/

 mensagem postada em 20/06/2014 - 01:06:54hs
 
 

Ligando agora para tentar agendar BOG, atendimento em espanhol, eu entendo perfeitamente bem, mas hablar mesmo, niente...
Não tinha como marcar porque, pra variar, o sistema não está funcionando. Agradeci com um gracias e quando ela me desejou um dia mágico eu soltei um " amém"
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk to rindo em casa sozinha até agora (mensagem de Sheila Carvalho)




MAS PQ????

KKKKKKKKkkkkk

to rindo mto aqui!!!!!!

Vc falou amém em português? (nem sei se em espanhol é a mesma coisa..rs).

 


 
Fresquinha do dia :/

 mensagem postada em 20/06/2014 - 01:06:11hs
 
 

Ligando agora para tentar agendar BOG, atendimento em espanhol, eu entendo perfeitamente bem, mas hablar mesmo, niente...
Não tinha como marcar porque, pra variar, o sistema não está funcionando. Agradeci com um gracias e quando ela me desejou um dia mágico eu soltei um " amém"
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk to rindo em casa sozinha até agora

 


 
Flyers de deliveres de pizza em Hoteis

 mensagem postada em 30/05/2014 - 11:05:33hs
 
 

Só uma dica:

Estive em Orlando agora em maio, no Hotel que fiquei hospedado tinha um canal na TV que fica dando dicas em portugues sobre atrações, compras e restaurantes, principalmente brasileiros.

Neste canal apareceu um alerta sobre flyers de entrega de pizzas a domicilio que são jogadas por debaixo das portas.

O canal alertava para não pedir pizza ou outra coisa que não seja conveniada com o hotel, pois há risco desde fornecer o numero do cartão de credito a qualidade dos alimentos entregues.

Jose Oscar



Primeira vez em Miami, peço uma pizza delivery no hotel (ai que saudade do Marina Park Hotel ). É entregue por algum latino (acho) e na porta do meu quarto começa a "discussão"... Bem, eu só tinha 22 anos (sabe de nada, inocente... ) e não tinha hábito de dar gorjeta pra ninguém, exceto os 10% em restaurantes. O entregador na minha porta entrega a pizza e estende a mão. Eu, me achando, dou umas moedinhas do troco como gorjeta (eram alguns cents, não tinha 1 dólar ali...). O entregador começa algo assim: "no no no... " recusando o dinheiro. E eu: "si, si...plissss" rsss
O entregador, noooooo , mutcho diñero.... noooooo
e eu: simmmm...pode ficar...kkkkkkkkkk
Caraca, no dia seguinte contei para um amigo brasileiro que os entregadores lá eram muito educados, ele não pegou a gorjeta de jeito nenhum.... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Meu amigo quando me explicou meu mico, quase morri de rir e vergonha...
Dessas não dou mais...Capaz de pagar bem a mais a gorjetinha...rsrss
(mensagem de Sheila Carvalho)

 


 
Res: MICOS

 mensagem postada em 30/05/2014 - 10:05:13hs
 
 

Estavamos nós chegando na Universal, primeiro parque na primeira vez em Orlando, seguindo aquela fila de carros para parar no estacionamento. Lá é tudo organizado, e o pessoal para na sequencia e funciona que é uma maravilha né.

Pois bem, quando entro e vejo "um monte de vaga" perto do acesso, não deu outra, embiquei o carro em uma, em vez de seguir a filinha e parar na ordem. Na hora veio uns 2 ou 3 funcionários gritando, dizendo que tinha que seguir a fila. Mas o estrago já tava feito, e um monte de carro foi parando logo após o meu...

Só pude dizer um sorry amarelo. Pelo menos paramos perto do acesso.

Outro foi no Blizzard. Meu filhote, com 3 anos na época, foi em um brinquedo que ia pendurado, trombava em algo e caia na piscina. Eu, muito preocupado, fiquei na beiradinha pra poder pegar ele sem que passasse aperto na água. Só que, pouco antes dele sair eu pensei...
"Pra que ficar aqui fora, vou entrar na piscina e esperar ele dentro d´água, é mais seguro né."
Não deu outra, quando pulei na piscina já começaram a apitar, pararam o brinquedo e vieram dizendo. NO, NO, NO. Pior, todo mundo olhando e pensando "O que esse doido tá fazendo???" Hehe sai todo sem graça da piscina e esperei do lado de fora. O que a gente não faz pelos filhos...

Esse foi da minha cunhada, em uma lojinha qualquer. Ela fala bem pouco de inglês. Quando o vendedor chegou ela mandou "ablas espanhol??", pois seria mais fácil a comunicação no portunhol. No que o vendedor disse "si", ela manda "how much is this?". Heheh zuamos ela até hoje.

Bem em novembro tamos voltamos e esperamos pagar mais uns miquinhos, pois a vida sem isso não tem graça... (mensagem de Rodrigo Zocrato)


Rodrigo,
Comigo foi um pouco diferente. Eu comecei pelo MK e havia fila dupla para estacionar, sendo cada fila direcionada para um local do estacionamento. Quando fui para o US o caminho estava liberado para 2 filas e eu achei que seria igual ao MK. Só que ao chegar no final da fila, percebi que era apenas um local para estacionar. Ficou todo mundo olhando para mim de cara feia achando que eu tinha furado a fila. E o pior é que muitos carros vieram atrás de mim. Acho que fiquei com fama de "brasileiro malandrão".
Carlos Eduardo

 


 
Emergência

 mensagem postada em 30/05/2014 - 12:05:52hs
 
 

Ano passado eu fui para Orlando com a minha mãe e a minha avó, ambas sem falar uma palavra em inglês (minha mãe ainda entende alguma coisa, mas não fala nada).

Fomos de carro de Orlando para Miami, e um dos pedágios, minha mãe não conseguiu passar pelo Sunpass e pegou o ticket, que descobrimos que você tem que pagar no próximo pedágio... só que no próximo pedágio ela errou de novo e passou pelo Sunpass, ou seja, não pagamos o ticket.

Minha mãe começou a ficar desesperada, atrás do ticket tinha escrito que teria que pagar uma multa se não pagasse em até X horas e o carro tinha sido alugado com o cartão do meu pai, se viesse multa, iria para ele.

Chegamos no hotel e ela fico me enchendo até eu ligar para o lugar para resolver, só que é um inferno de achar o número. Quando achei, o telefone do hotel dizia que para ligar, você tinha que colocar 9 + 1 + o número. O número que eu tinha pego era 1-800 (de graça) .... Concluindo, liguei 9 + 1 + 1 e caiu na emergencia. Atende uma mulher desesperada perguntando qual é a minha emergência. Até então eu não tinha me tocado que tinha ligado 911 e falei que queria falar com o Sunpass porque tive um problema com o ticket. A mulher mandou minha ligação para um xerife da estrada (é serio, a voz do cara era igualzinha a daqueles xerifes de filme). O cara foi super fofo e falou que era domingo e talvez não conseguisse falar e me passou um numero. Nesse meio tempo, começam a bater muito forte na porta do quarto, e quando eu abro a recepcionista pergunta toda esbaforida o que aconteceu, porque tinham ligado para a emergência do meu quarto...

Eu, morta de vergonha, expliquei a situação e voltei a tentar ligar para o numero que o cara me deu. E de novo 9 + 1 + 1 e caiu na emergencia. Aí que me toquei, pedi desculpas mil vezes para o mulher do outro lado da linha, porque lá nos EUA eles são super chatos com essa questão de ligar para a emergencia.

Mas, poxa, eu não sabia que o 1 não tinha que repetir, achei mal feito isso, além de que deve ocorrer sempre, porque assim que vc disca 911, vai direto para emergência, mesmo você discando os outros números.

Ah, e quanto ao ticket, não deu problema nenhum, depois veio cobrando no cartão só o pedágio normal.

 


 
MICOS

 mensagem postada em 21/05/2014 - 12:05:11hs
 
 

Estavamos nós chegando na Universal, primeiro parque na primeira vez em Orlando, seguindo aquela fila de carros para parar no estacionamento. Lá é tudo organizado, e o pessoal para na sequencia e funciona que é uma maravilha né.

Pois bem, quando entro e vejo "um monte de vaga" perto do acesso, não deu outra, embiquei o carro em uma, em vez de seguir a filinha e parar na ordem. Na hora veio uns 2 ou 3 funcionários gritando, dizendo que tinha que seguir a fila. Mas o estrago já tava feito, e um monte de carro foi parando logo após o meu...

Só pude dizer um sorry amarelo. Pelo menos paramos perto do acesso.

Outro foi no Blizzard. Meu filhote, com 3 anos na época, foi em um brinquedo que ia pendurado, trombava em algo e caia na piscina. Eu, muito preocupado, fiquei na beiradinha pra poder pegar ele sem que passasse aperto na água. Só que, pouco antes dele sair eu pensei...
"Pra que ficar aqui fora, vou entrar na piscina e esperar ele dentro d´água, é mais seguro né."
Não deu outra, quando pulei na piscina já começaram a apitar, pararam o brinquedo e vieram dizendo. NO, NO, NO. Pior, todo mundo olhando e pensando "O que esse doido tá fazendo???" Hehe sai todo sem graça da piscina e esperei do lado de fora. O que a gente não faz pelos filhos...

Esse foi da minha cunhada, em uma lojinha qualquer. Ela fala bem pouco de inglês. Quando o vendedor chegou ela mandou "ablas espanhol??", pois seria mais fácil a comunicação no portunhol. No que o vendedor disse "si", ela manda "how much is this?". Heheh zuamos ela até hoje.

Bem em novembro tamos voltamos e esperamos pagar mais uns miquinhos, pois a vida sem isso não tem graça...

 


 
Dando moedinhas como gorjeta.........

 mensagem postada em 17/05/2014 - 02:05:33hs
 
 


Primeira vez em Miami, peço uma pizza delivery no hotel (ai que saudade do Marina Park Hotel ). É entregue por algum latino (acho) e na porta do meu quarto começa a "discussão"... Bem, eu só tinha 22 anos (sabe de nada, inocente... ) e não tinha hábito de dar gorjeta pra ninguém, exceto os 10% em restaurantes. O entregador na minha porta entrega a pizza e estende a mão. Eu, me achando, dou umas moedinhas do troco como gorjeta (eram alguns cents, não tinha 1 dólar ali...). O entregador começa algo assim: "no no no... " recusando o dinheiro. E eu: "si, si...plissss" rsss
O entregador, noooooo , mutcho diñero.... noooooo
e eu: simmmm...pode ficar...kkkkkkkkkk
Caraca, no dia seguinte contei para um amigo brasileiro que os entregadores lá eram muito educados, ele não pegou a gorjeta de jeito nenhum.... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Meu amigo quando me explicou meu mico, quase morri de rir e vergonha...
Dessas não dou mais...Capaz de pagar bem a mais a gorjetinha...rsrss

 


 
Em plena DISNEY: Olha o Ratooooooooo!!!!

 mensagem postada em 17/05/2014 - 02:05:40hs
 
 

Bem cheguei no aeroporto...aquela felicidade de criança...estou na terra do Mickey. No dia seguinte...primeiro parque...EPCOT...FUI até a França...tomar um sovete...e de repente me passa um bicho correndo pelos meu pés...ai ai ai...eu GRITO: OLHA O RATOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!! E minha prima que RATO...o que???? É um esquiloooooo.....kkkkkkk....todo mundo olhando para minha cara!!!!!! kkkkkk

 


 
Res: Juliana: No posto de gasolina

 mensagem postada em 10/05/2014 - 01:05:22hs
 
 

Na minha primeira viagem aos USA, CA, fui abastecer o carro e levei uma "bronca" do caixa quando (o procedimento era um pouco diferente do citado pelo Antonio) fui encher o tanque. Escolhi um posto, escolhi uma bomba, estacionei o carro do lado da bomba, fui ao caixa, falei que ia encher o tanque e o caixa me perguntou se eu já havia abastecido, respondi que não e ele me disse "então vai encher e depois volta aqui"...rs
Depois dessa sempre procurei por postos que aceitam cartão de crédito na bomba mesmo.
Alguns anos depois fui pra Denver e me avisaram que alguns postos de lá na hora de cobrar a gasolina no cartão de crédito adicionam lavagem do carro nas perguntas...só que nós brasileiros só íamos nos "Yes" das perguntas que apareciam no visor: cartão de crédito? Yes! recibo? Yes!..Yes!...Yes!..Lavagem de carro? Yes!...aí já era tarde, já tinha pago e o recibo já estava saindo...só que era inverno em Denver! Quem vai lavar o carro no inverno?!

Minha última "experiencia" não foi bem um mico mas fiquei preocupado...fui abastecer o carro e na hora de pagar usei meu Amex pré-pago. Eu tinha no saldo aproximadamente o dobro do valor da gasolina mas ao chegar na casa onde estava hospedado e acessar a internet pra ver o saldo, ví que todo o saldo havia sido utilizado, como se tivessem debitado 2 tanques de gasolina. Liguei na hora para a Amex e eles me explicaram que ao utilizar cartão de débito este é o procedimento, como garantia. E que o correto ao utilizar o cartão de débito no posto é ir ao caixa para que ele possa debitar somente a quantia correta.

Valter

Juliana,

Com certeza todos nos passamos por apuros a primeira vez que vamos abastecer os carros alugados nos EUA.
Depois fica mais fácil né ?

A proposito desse assunto, tem uma materia escrita pelo Sr. Antonio Crescenti, da Shopping Express, que exemplifica muito bem todos os passos do abastecimento, ilustrado com fotos.
Veja só: LINK
Acho que todos que vão pela primeira vez e alugarão carros deveriam ler este verdadeiro roteiro de como abastecer nos EUA !!
Abraços,
Roberval.





Outro mico constante nos EUA, para mim, é abastecer. Até descobrir como faz... Sequencia de erros e acertos!!! Vocês também passaram por isso? (mensagem de Juliana Isidoro) (mensagem de roberval taylor)

 


 
 
Os áudio-animatrônicos são muito utilizados pela Disney e estão sempre sendo aperfeiçoados. O primeiro personagem humano foi Abraham Lincoln e foi apresentado na Feira Mundial de Nova Iorque de 1964. Inicialmente de poucos movimentos eram dotados, somente com a criação da figura de Benjamin Franklin - que está na atração "The American Adventure" do parque Epcot - que os Imagineiros pela primeira vez conseguiram criar um boneco áudio-animatrônico que também "caminhasse".