Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Res: Preparem-se para 2015, as novas taticas para vistoriar os que chegam do exterior

 mensagem postada em 30/09/2014 - 02:09:49hs
 
 

Olá José,

Discordo totalmente da sua colocação. Está generalizando todos que viajam ao exterior ou retornam com frequência. Tenho negócios em Orlando e no Brasil, e viajo quase que de 40 em 40 dias para Brasil e retorno a USA, que aqui moro!
**Não é muamba, é TI(Tecnologia).

É muito mais fácil alguém como você que viaja 2 ou 3X no ano estourar a cota do que quem viaja todo mês como eu. Claro, salvo seja um "muambeiro profissional", oque também discordo do método utilizado, pois isso fere meu direito de ir e vir notoriamente.

Eu não gosto de ser questionado de onde estava, como e porque. Cheguei ao Brasil sexta passada com uma mala de mão e uma mochila com meu notebook e meu Ipad, e me questionaram por que viajo tanto. Eu eu disse o motivo. Negócios e por que gosto!

Que especie de país está virando o Brasil? Desde quando preciso falar o motivo de minha viagem se nem sequer malas eu levo comigo? Por causa das minhas entradas no Brasil? Tenho residência em US, mas sou brasileiro, entro e saio quando quiser do meu pais desde que esteja legalmente fazendo isso.

Desde quando isso vai aumentar eficiência e eficácia de uma alfândega de um país corrupto ? Não, não se engane meu caro!

Enquanto você acha que vai passar por viajar uma vez ao ano, os "muambeiros" profissionais de verdade, vão arrumar uma forma de passar toda semana($$) com quantas malas forem necessárias.

Eu viajo muito mais do que 10 X por ano, e não carrego malas grandes, isso é muito raro. Eu e um monte de gente.

Você sabia que tem gente que trabalha no Brasil de 2o a 6o feira e volta para USA no final de semana, pois mora aqui?

Talvez ache isso um absurdo e impossível, mas é verdade. Que espécie de "controle" eficaz vão fazer com estas pessoas? Nenhum!

Outro ponto. Tudo que é feito por software é passível de falhas, erros e brechas. E já são sabidas algumas brechas em vários pontos dessa nova fase da receita federal.

Outro ponto! Isso já iniciou, 2015 será apenas oficialmente, mas já está funcionando.

Experimente sair de USA com 5 Iphones em sua mala ou mochila, PS4 e roupas diversas, e prove a eficiência e eficácia na sua chegada no Brasil.

Lembrando que não é nada pessoal José, apenas como viajo muito, muito mesmo, minha visão é mais próxima da realidade de quem viaja 1 ou 2x por ano, e isso está na cara que é uma forma "velada" de controle de quem tem um maior poder aquisitivo pelo Estado.

Concorde você ou não, não é a questão agora! Isso é o que eu (e muita gente que viaja muito) pensa.

Grande abraço,


Marco











Eu acho que isso vai aumentar ainda mais a eficiência e eficácia da alfândega. O que pode ser bom para o turista eventual, como a maioria daqui, que viaja um ou duas vezes por ano. Com a fiscalização sendo mais eficaz em pegar os muambeiros, certamente eles não vão precisar mais fazer operações que fiscalizam todos os passageiros de um vôo, por exemplo.

Considero mais justo eles fiscalizarem com base no perfil do viajante do que aleatoriamente, como é hoje, pegando pra cristo quem trouxe pouca coisa mas deixando passar quem viaja 10 vezes por ano e traz 4 malas grandes de coisas para vender - o que acontece muito.
(mensagem de José Brasiliano de Oliveira Neto)


 


 
Res: Preparem-se para 2015, as novas taticas para vistoriar os que chegam do exterior

 mensagem postada em 26/09/2014 - 09:09:14hs
 
 

Eu acho que isso vai aumentar ainda mais a eficiência e eficácia da alfândega. O que pode ser bom para o turista eventual, como a maioria daqui, que viaja um ou duas vezes por ano. Com a fiscalização sendo mais eficaz em pegar os muambeiros, certamente eles não vão precisar mais fazer operações que fiscalizam todos os passageiros de um vôo, por exemplo.

Considero mais justo eles fiscalizarem com base no perfil do viajante do que aleatoriamente, como é hoje, pegando pra cristo quem trouxe pouca coisa mas deixando passar quem viaja 10 vezes por ano e traz 4 malas grandes de coisas para vender - o que acontece muito.

 


 
 
Na Splash Mountain, quando o barquinho começar a subir a montanha, antes de fechar os olhos e se agarrar no barquinho, perceba um esquilinho que coloca a sua cabeça para fora e grita: "F.S.U.". Esta foi uma forma dos Imagineiros homenagiarem a Florida State University.