Transporte - Trem

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

Este tópico se presta para que possamos trocar informações a respeito do sistema ferroviário nos Estados Unidos.
Maiores informações: Amtrak.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Res: Passeio de Trem

 mensagem postada em 11/01/2016 - 11:01:36hs
 
 

Nunca fiz esta viagem de trem, mas pelo que li, demora umas seis horas de Orlando a Miami, ou seja, fica puxado ir e voltar no mesmo dia.

Ola,queridos amigos do Vpo,alguém poderia,por favor,me ajudar com informação do trem Antrak,para Miami,gostaria de ir e voltar no mesmo dia,como um passeio,é possível?Obrigada desde já.
(mensagem de reginable)


 


 
Res: Res: Viagem de trem - Miami-Washington-Miami

 mensagem postada em 02/07/2014 - 11:07:22hs
 
 

Olá, achei essa mensagem aqui no site mesmo que foi postada por Adraina Santos no dia 25/7/13 e estou copiando para você. Espero que possa te ajudar!
Abraços


Trem de Orlando à NYC


Achei esta mensagem do André Hagge, de 2012:

"Gisele - Trem
Mensagem postada em 19/09/2012 - 17:57:14

Olá Gisele!

Vou relatar aqui minha experiência com viagens de trem. Em dezembro de 2010 fiz Orlando, Washington e New York de trem. Adquiri as passagens ainda no Brasil pela internet no site da Amtrak. Você paga e imprime uma espécie de voucher. Na estação de Orlando você vai a um guichê e a atendente troca esse voucher por um ticket de embarque. Os assentos não são marcados, por isso é bom ficar atento quando o trem chegar para se dirigir à fila de embarque que fica do lado de fora da estação. Basta seguir o fluxo das pessoas. No vagão de embarque terá uma pessoa (aquela figura que vemos em filmes e que passa pedindo os tickets) que irá conferir seu ticket e perguntar quantas pessoas são no seu grupo. Nessa hora ele checa um mapa de assentos e tenta te colocar junto. Se não der você viaja separado até que numa das estações em que outras pessoas saltem, ele consiga juntar todos. Não troquem de assento de forma alguma! Se você fizer isso é bronca na certa, isso porque o controle de passageiros deles é totalmente manual e se você trocar ele se perde. Isso aconteceu com a gente, pedimos para um americano trocar de lugar com um de nossos filhos e quando o cara do ticket chegou reclamou na mesma hora! A questão é que eles colocam pedacinhos de papel na parte de cima das cadeiras (onde ficam as malas de mão) que indicam onde cada um dos passageiros irá descer. De quando em quando ele passa checando esse papel para saber qual cadeira irá vagar, por isso é que não pode mudar de lugar.

Os vagões são limpos e confortáveis e equivalem na prática a uma viagem de ônibus semi-leito. Nós não compramos quartos, pois achamos muito caros. Existe o vagão do lanche e o vagão restaurante. Para quem quiser jantar ou almoçar deve logo que entrar no trem, avisar ao cara do ticket para reservar uma mesa, pois não existe lugar e comida para todos no vagão restaurante. No vagão lanche existem mesas onde você pode sentar livremente. Nós fomos nesse vagão umas 5 vezes durante a viagem e uma família havia tomado uma das mesas para si. Eles jogavam cartas, Monopólio, etc. Neste vagão você pode comprar água, refrigerante, suco, hambúrguer, mini-pizza, doces e salgados. Você pode pagar com dinheiro ou cartão.

No fundo de cada vagão existem de um a dois banheiros. Você pode passar de um vagão para outro livremente, para isso basta abrir a porta que separa os vagões apertando um grande botão na parte de cima ou se você estiver com as mãos ocupadas chutando o grande botão na parte de baixo da porta.

Quanto a questão da segurança, para vocês terem uma idéia, quando as pessoas vão para o vagão lanche ou restaurante largam todas as coisas lá na cadeira. Vimos todos fazerem isso e fizemos o mesmo. Deixamos tanto as malas de mão como o Nintendo, PSP, livros e revistas. Levamos apenas as bolsas e carteiras. No trem só nós éramos turistas e não vimos mais nenhum brasileiro ou mesmo hispânico. Só ouvíamos inglês sendo falado. Não senti nenhum tipo de insegurança por lá, assim como nunca li nenhum relato de problemas deste tipo em trens. É claro que basta tomar os mesmos cuidados que nós tomamos por aqui que por lá dificilmente teremos algum problema.

De Orlando para Washington é possível despachar bagagem. Existe um limite de peso (23 Kg) e de quantidade (até 3 malas grandes por pessoa). O que passar disso você paga, sendo que em relação ao peso, você terá de tirar as coisas da mala e redistribuir o peso, pois não tem como a mala pesar mais de 23 Kg. Lá eles mesmos vendem umas caixas para que você coloque o peso extra nelas.

Você sai de Orlando de tarde e chega em Washington de manhã cedo. Caso peguem o trem que vai de Orlando para New York a duração da viagem é maior, mas de resto é o mesmo trem. A viagem é bem tranqüila, você passa por cidades pequenas e grandes, vê pelo caminho rodovias, fábricas, usinas nucleares (ao longe), casas típicas, lagos, rios, passa por pontes. É bem legal mesmo. O nascer do sol é lindíssimo!

De Washington para New York são apenas 3 horas de trem. A estrutura dos vagões é a mesma do trem anterior, com a diferença de que este não tem o vagão restaurante e possui o vagão do silêncio onde não se pode fazer nenhum tipo de barulho, nem mesmo cochichar. Evitem este vagão a não ser que queiram realmente descansar e pensar na vida.

Uma coisa muito importante é que este trem (Washington-NewYork) não possui despacho de bagagem. Isso significa que oficialmente você só pode levar duas malas médias e mais uma de mão. Nós não sabíamos deste detalhe das malas, pois para mim qualquer trem iria ter despacho de bagagem, mas lá nos EUA eles não enxergam dessa forma. É como se para trechos “pequenos” o trem fosse apenas mais um meio de locomoção tal como o metrô! O fato é que despacho de malas mesmo só tem para trens que percorrem longas distâncias. No nosso caso nós éramos 4 pessoas (dois adultos e duas crianças) e tínhamos nada mais do que 11 malas, entre grandes, médias e pequenas. Nossa grande sorte foi que na estação, ao chamar um carregador ele nos informou deste detalhe, viu que éramos turistas e deu um “jeitinho”, nos colocando no trem antes de todos os outros passageiros, junto com nossas malas, meio que por debaixo do pano. No trem existem dois espaços para as bagagens, um compartimento na frente e um espaço no fundo, onde eles tiraram algumas cadeiras e que permite que você coloque bagagem por lá. Se não fosse este rapaz, não sei como teria sido, pois alguns americanos são bastante radicais com regras e não sei se teríamos conseguido embarcar.

Na chegada em New York chamamos um outro carregador que nos ajudou com as malas, pois o trem pára no subsolo da estação, que mais parece uma estação de metrô, só que bem mais apertada. Para se ter uma idéia a saída de lá é por escada rolante e não tem carrinho para colocar mala! Então seria impossível para nós 4 carregar as 11 malas sozinhos! Portanto se no trem que você vai não tem despacho de bagagem, pense bem como irá fazer. Caso tenha aí é parecido com o aeroporto, você pega as bagagens em outra área, mas provavelmente vai precisar do carregador de malas do mesmo jeito, pois não vimos carrinhos de bagagem por lá.

No mais gostamos muito da viagem! É super tranqüila, você consegue ver paisagens típicas, sai completamente do circuito turístico, tem contato com os americanos nativos, muito educados por sinal. Se você tiver a oportunidade, recomendo essa experiência! Ressalto apenas observar a questão do despacho das malas para não ter problemas por lá.

Boa viagem a todos!"

Pessoal, boa noite.
Viajarei em julho com minha esposa. Estamos na dúvida se fazemos o trecho Miami-Washington-Miami de trem ou avião.
Em rápida pesquisa, vi o preço da viagem de trem cai pela metade, mas nunca ouvi nenhum comentário sobre viagem de trem pelos EUA.
Gostaria de esclarecimentos e sugestões.
Desde já, agradeço a atenção. (mensagem de eraldo prado)


Acho que encontrará mais sobre este assunto pesquisando no Trip Advisor. Pelo que pude observar é uma viagem que dura quase 24 horas. (mensagem de Mario Martins)

 


 
Res: Viagem de trem - Miami-Washington-Miami

 mensagem postada em 01/07/2014 - 10:07:49hs
 
 

Pessoal, boa noite.
Viajarei em julho com minha esposa. Estamos na dúvida se fazemos o trecho Miami-Washington-Miami de trem ou avião.
Em rápida pesquisa, vi o preço da viagem de trem cai pela metade, mas nunca ouvi nenhum comentário sobre viagem de trem pelos EUA.
Gostaria de esclarecimentos e sugestões.
Desde já, agradeço a atenção. (mensagem de eraldo prado)


Acho que encontrará mais sobre este assunto pesquisando no Trip Advisor. Pelo que pude observar é uma viagem que dura quase 24 horas.

 


 
Res: Viagem de trem - Miami-Washington-Miami

 mensagem postada em 01/07/2014 - 10:07:50hs
 
 

Pessoal, boa noite.
Viajarei em julho com minha esposa. Estamos na dúvida se fazemos o trecho Miami-Washington-Miami de trem ou avião.
Em rápida pesquisa, vi o preço da viagem de trem cai pela metade, mas nunca ouvi nenhum comentário sobre viagem de trem pelos EUA.
Gostaria de esclarecimentos e sugestões.
Desde já, agradeço a atenção. (mensagem de eraldo prado)


Eraldo,
Boa Noite!

Viajei ano passado de Nova York para Washington - AntraK - foi fantástico. Amamos.
Tenho certeza que voces irão gostar.
Acredito que o único problema será o tempo.
Verifique quantas horas são de trem o percurso que voce quer fazer.
Boa sorte!
Jacqueline

 


 
Viagem de trem - Miami-Washington-Miami

 mensagem postada em 01/07/2014 - 08:07:36hs
 
 

Pessoal, boa noite.
Viajarei em julho com minha esposa. Estamos na dúvida se fazemos o trecho Miami-Washington-Miami de trem ou avião.
Em rápida pesquisa, vi o preço da viagem de trem cai pela metade, mas nunca ouvi nenhum comentário sobre viagem de trem pelos EUA.
Gostaria de esclarecimentos e sugestões.
Desde já, agradeço a atenção.

 


 
Transporte para estação

 mensagem postada em 13/12/2013 - 09:12:57hs
 
 

Estarei viajando de Orlando à Nova Iorque de trem dia 3 de janeiro e programei a devolução do carro na Álamo no Four Points, 5905 International Drive, que de acordo com a Vera da OTO, é o local mais próximo da estação de trem da AMTRAK.

Alguém sabe como posso ir do Rent a Car da Alamo até a estação da AMTRAK, que fica na 1400 Sligh Blvd., Orlando, FL 32806.

Não sei se pego taxi (somos 4 pessoas com malas), ou se tenho que contratar transporte, ...

Obrigada.

 


 
Res: Hagara - Res: Passagem Amtrak

 mensagem postada em 31/08/2013 - 06:08:06hs
 
 

Ok.
Entre no site visitorlando, na opção tickets and discounts, clique para ver as ofertas do magicard. Aparecerá todas as promoções e entre elas está o cupom da Amtrak.


http://www.visitorlando.com/discounts-and-tickets/

Um abraço,

Nair

 


 
Hagara - Res: Passagem Amtrak

 mensagem postada em 31/08/2013 - 03:08:03hs
 
 

Hagara, o link veio quebrado.

Tem como consertar aí?

Abraços.
Cláudio.

Ola, amigos,
se alguém estiver pensando em comprar passagem de trem da Amtrak, dá uma olhadinha nesse site que tem cupom de desconto de 15%.

http://www.visitorlando.com/PT-GL/ingressos-e-descontos/magicard-gratuito-cart%C3%A3o-de-descontos-de-orlando/


Nair (mensagem de hagara)

 


 
Passagem Amtrak

 mensagem postada em 31/08/2013 - 12:08:40hs
 
 

Ola, amigos,
se alguém estiver pensando em comprar passagem de trem da Amtrak, dá uma olhadinha nesse site que tem cupom de desconto de 15%.

http://www.visitorlando.com/PT-GL/ingressos-e-descontos/magicard-gratuito-cart%C3%A3o-de-descontos-de-orlando/


Nair

 


 
Trem de Orlando à NYC

 mensagem postada em 25/07/2013 - 10:07:44hs
 
 

Achei esta mensagem do André Hagge, de 2012:

"Gisele - Trem
Mensagem postada em 19/09/2012 - 17:57:14

Olá Gisele!

Vou relatar aqui minha experiência com viagens de trem. Em dezembro de 2010 fiz Orlando, Washington e New York de trem. Adquiri as passagens ainda no Brasil pela internet no site da Amtrak. Você paga e imprime uma espécie de voucher. Na estação de Orlando você vai a um guichê e a atendente troca esse voucher por um ticket de embarque. Os assentos não são marcados, por isso é bom ficar atento quando o trem chegar para se dirigir à fila de embarque que fica do lado de fora da estação. Basta seguir o fluxo das pessoas. No vagão de embarque terá uma pessoa (aquela figura que vemos em filmes e que passa pedindo os tickets) que irá conferir seu ticket e perguntar quantas pessoas são no seu grupo. Nessa hora ele checa um mapa de assentos e tenta te colocar junto. Se não der você viaja separado até que numa das estações em que outras pessoas saltem, ele consiga juntar todos. Não troquem de assento de forma alguma! Se você fizer isso é bronca na certa, isso porque o controle de passageiros deles é totalmente manual e se você trocar ele se perde. Isso aconteceu com a gente, pedimos para um americano trocar de lugar com um de nossos filhos e quando o cara do ticket chegou reclamou na mesma hora! A questão é que eles colocam pedacinhos de papel na parte de cima das cadeiras (onde ficam as malas de mão) que indicam onde cada um dos passageiros irá descer. De quando em quando ele passa checando esse papel para saber qual cadeira irá vagar, por isso é que não pode mudar de lugar.

Os vagões são limpos e confortáveis e equivalem na prática a uma viagem de ônibus semi-leito. Nós não compramos quartos, pois achamos muito caros. Existe o vagão do lanche e o vagão restaurante. Para quem quiser jantar ou almoçar deve logo que entrar no trem, avisar ao cara do ticket para reservar uma mesa, pois não existe lugar e comida para todos no vagão restaurante. No vagão lanche existem mesas onde você pode sentar livremente. Nós fomos nesse vagão umas 5 vezes durante a viagem e uma família havia tomado uma das mesas para si. Eles jogavam cartas, Monopólio, etc. Neste vagão você pode comprar água, refrigerante, suco, hambúrguer, mini-pizza, doces e salgados. Você pode pagar com dinheiro ou cartão.

No fundo de cada vagão existem de um a dois banheiros. Você pode passar de um vagão para outro livremente, para isso basta abrir a porta que separa os vagões apertando um grande botão na parte de cima ou se você estiver com as mãos ocupadas chutando o grande botão na parte de baixo da porta.

Quanto a questão da segurança, para vocês terem uma idéia, quando as pessoas vão para o vagão lanche ou restaurante largam todas as coisas lá na cadeira. Vimos todos fazerem isso e fizemos o mesmo. Deixamos tanto as malas de mão como o Nintendo, PSP, livros e revistas. Levamos apenas as bolsas e carteiras. No trem só nós éramos turistas e não vimos mais nenhum brasileiro ou mesmo hispânico. Só ouvíamos inglês sendo falado. Não senti nenhum tipo de insegurança por lá, assim como nunca li nenhum relato de problemas deste tipo em trens. É claro que basta tomar os mesmos cuidados que nós tomamos por aqui que por lá dificilmente teremos algum problema.

De Orlando para Washington é possível despachar bagagem. Existe um limite de peso (23 Kg) e de quantidade (até 3 malas grandes por pessoa). O que passar disso você paga, sendo que em relação ao peso, você terá de tirar as coisas da mala e redistribuir o peso, pois não tem como a mala pesar mais de 23 Kg. Lá eles mesmos vendem umas caixas para que você coloque o peso extra nelas.

Você sai de Orlando de tarde e chega em Washington de manhã cedo. Caso peguem o trem que vai de Orlando para New York a duração da viagem é maior, mas de resto é o mesmo trem. A viagem é bem tranqüila, você passa por cidades pequenas e grandes, vê pelo caminho rodovias, fábricas, usinas nucleares (ao longe), casas típicas, lagos, rios, passa por pontes. É bem legal mesmo. O nascer do sol é lindíssimo!

De Washington para New York são apenas 3 horas de trem. A estrutura dos vagões é a mesma do trem anterior, com a diferença de que este não tem o vagão restaurante e possui o vagão do silêncio onde não se pode fazer nenhum tipo de barulho, nem mesmo cochichar. Evitem este vagão a não ser que queiram realmente descansar e pensar na vida.

Uma coisa muito importante é que este trem (Washington-NewYork) não possui despacho de bagagem. Isso significa que oficialmente você só pode levar duas malas médias e mais uma de mão. Nós não sabíamos deste detalhe das malas, pois para mim qualquer trem iria ter despacho de bagagem, mas lá nos EUA eles não enxergam dessa forma. É como se para trechos “pequenos” o trem fosse apenas mais um meio de locomoção tal como o metrô! O fato é que despacho de malas mesmo só tem para trens que percorrem longas distâncias. No nosso caso nós éramos 4 pessoas (dois adultos e duas crianças) e tínhamos nada mais do que 11 malas, entre grandes, médias e pequenas. Nossa grande sorte foi que na estação, ao chamar um carregador ele nos informou deste detalhe, viu que éramos turistas e deu um “jeitinho”, nos colocando no trem antes de todos os outros passageiros, junto com nossas malas, meio que por debaixo do pano. No trem existem dois espaços para as bagagens, um compartimento na frente e um espaço no fundo, onde eles tiraram algumas cadeiras e que permite que você coloque bagagem por lá. Se não fosse este rapaz, não sei como teria sido, pois alguns americanos são bastante radicais com regras e não sei se teríamos conseguido embarcar.

Na chegada em New York chamamos um outro carregador que nos ajudou com as malas, pois o trem pára no subsolo da estação, que mais parece uma estação de metrô, só que bem mais apertada. Para se ter uma idéia a saída de lá é por escada rolante e não tem carrinho para colocar mala! Então seria impossível para nós 4 carregar as 11 malas sozinhos! Portanto se no trem que você vai não tem despacho de bagagem, pense bem como irá fazer. Caso tenha aí é parecido com o aeroporto, você pega as bagagens em outra área, mas provavelmente vai precisar do carregador de malas do mesmo jeito, pois não vimos carrinhos de bagagem por lá.

No mais gostamos muito da viagem! É super tranqüila, você consegue ver paisagens típicas, sai completamente do circuito turístico, tem contato com os americanos nativos, muito educados por sinal. Se você tiver a oportunidade, recomendo essa experiência! Ressalto apenas observar a questão do despacho das malas para não ter problemas por lá.

Boa viagem a todos!"

 


 
 
A estátua de Walt Disney segurando a mão do Mickey (The Partners Statue - Magic Kingdom) foi criada por Blaine Gibson. O artista ao esculpir o rosto de Walt buscou representá-lo sorrindo observando as pessoas felizes desfrutando o parque.