Notícias - Gripe Suína - AH1N1

 
Tópico Trancado

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Somente opinião!

 mensagem postada em 18/05/2009 - 11:05:41hs
 
 

Concordo com "metade" doque cada um falou aqui, achei tudo que li mto mto válido, a minha constatação (levando em consideração a minha cidade CUIABÁ) é a seguinte:
Só esse mês aqui em Cuiabá 5 pessoas morreram com a Dengue Hemorrágica e uma menina de 14 anos morreu com a Dengue aguda, uma "variação" da Dengue, mais grave que a dengue hemorrágica... Acredito que a gripe não deve ser desprezada, mas tb não deve ser supervalorizada. É lógico que devemos tomar precauções contra a gripe, como também devemos tomar precauções contra a dengue, que mata mais que a gripe, mas garanto que ninguém deixa de vir pescar no Pantanal (que alias está lotado) por causa do surto de dengue e das mortes que ocorrem toda semana. Lógico TAMBÉM, que nenhuma grávida ou mãe de criança pequena que se preze vai expor seu filho a gripe, se pode adiar uma viagem de laser, mas acho que isso deveria valer também para outras doenças poxa vida, porque só a preocupação com a gripe? Porque as mães colocam máscaras e esquecem dos repelentes?
Do mesmo jeito que eu (adulta e saudável), passo repelente em mim, em casa e no meu consultório, não acumulo água parada, limpo minha piscina 2x por semana pra combater a dengue, mas não me isolo em casa ou deixo de ir a algum bairro mais afetado; não vou deixar de viajar já que a situação da gripe me parece muito mais tranquila e podemos tomar algumas medidas pra preveni-la.
Obs: se estivesse com minha imunidade + ou -, estivesse grávida, ou alguma outra situação que me deixasse mais vulnerável, não viajaria, COMO TAMBÉM não ficaria em Cuiabá com a situação de dengue como está. mas como não sou nada disso hehehehe, Disneyyyyy lá vou eu!!!

 


 
 
O patriotismo de Walt sempre foi evidente em sua obra. Assim, no Magic Kingdom, existem inúmeras bandeiras asteadas nas lojas em Town Square e ao longo da Main Street U.S.A., mas elas foram impressas de maneira a - propositalmente - não terem o número correto de estrelas e listas, com o objetivo de assim não terem que ser retiradas toda noite, como é obrigatório para as bandeiras oficiais.