Transporte

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

Conforme reza a cláusula "3.1" do nosso fórum "Mensagens Proibidas: Propaganda direta ou indireta de empresas, produtos ou serviços".

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Olá Denis!

 mensagem postada em 14/05/2009 - 09:05:12hs
 
 

Na minha humilde opinião nada melhor do que aproveitar a sua estada em Orlando alugando um carro.

Sei que muitos vão dizer: - Poxa, está parecendo "comercial" do Ronaldo.

Mas podem ter certeza que jamais me "atreveria" a incentivar a locação de veículos - tão somente - por conta do patrocinador.

Acontece que em Orlando - e arredores - os parques, os shoppings/outlets, os mercados, as atrações, não ficam localizados - vamos dizer assim - próximos um do outro.

Na verdade, a distância que percorremos para ir de um lugar para o outro é extremamente considerável. Aliás, quem quiser tirar essa dúvida basta acessar o Google Maps (maps.google.com) e digitar dois endereços que deseja conhecer e verificar a distância. Por certo ficará surpreso.

Mas esse fato não é de todo ruim, muito pelo contrário, em Orlando - e arredores - também podemos contar com ruas - estradas - rodovias de fácil utilização.

Por óbvio que existem também os horários considerados de pico, quando o tráfego fica "pesado" na Interstate 4 (I-4), na International Drive e outras localidades. Contudo, no geral, é muito rápida a locomoção - de carro - por lá.

Neste ponto da minha mensagem, eu gostaria de sugerir a leitura da seção "fixa" do VPO intitulada Viagem - link - onde discorro um pouco sobre a experiência de dirigir em Orlando, para quem não conhece, trato um pouco a respeito de como pilotar um carro automático, limites de velocidade, regras de trânsito, enfim, faço um apanhado a respeito do assunto.

O amigo houvera também questionado a respeito de "transporte gratuito" (imagino que tenha pensado nos decantados "transfers gratuitos" que alguns hotéis oferecem). Veja, não quero aqui desmerecer o entendimento dos amigos que apreciam este serviço. Contudo, é sempre bom lembrar que tais "transfers gratuitos" acabam limitando um pouco a liberdade, uma vez que necessariamente, se quiser utilizá-los, terá que se pautar pelos seus horários de funcionamento, sendo que nem sempre - durante a nossa visita aos parques - conseguimos cumprir os nossos roteiros de maneira perfeita. Por certo, terá dias que irá preferir ficar um pouco mais nos parques, ou conhecer outros lugares próximos; e, se estiver utilizando o transfer oferecido pelo seu hotel, não poderá fazê-lo, só restando-lhe a alternativa de utilizar um táxi.

Enfim, entendo que a liberdade não tem preço, mormente em se tratando de uma viagem para a Terra da Magia. Confesso que me lembro das vezes que utilizei-me de excursão em Orlando e desde aquela época me recordo que o que mais me entristecia era ficar vinculado ao transporte oferecido pela operadora e aos passeios estipulados de antemão.

Uma das grandes vantagens de se viajar por conta é exatamente essa liberdade de poder alugar um carro, visitar os lugares que bem lhe aprouver, lugares que tenha estudado muito antes e incluído no seu roteiro.

E se você tem algum receio de locar um veículo, incluo aqui um ensinamento básico obtido nos meus papos com o querido amigo Antonio Crescenti. Dirigir em Orlando é muito parecido como dirigir no interior de São Paulo, nada daquela agitação das grandes metrópoles.

Acredito que já tenha tomado muito do seu tempo. E desculpe-me se fui por demais extenso em minha mensagem.

Aproveito para lhe deixar um forte abraço,
Luiz Carlos ºoº

 


 
 
Os imagineiros da Disney utilizam com freqüência uma técnica de construção denominada "Forced Perspective" ("Perspectiva Forçada"). Todos os prédios de dois andares no Magic Kingdom foram construídos com a utilização desta técnica, em Main Street U.S.A., é possível notar que os prédios parecem ter 03 andares, quando na realidade tem apenas 02.