Notícias - Gripe Suína - AH1N1

 
Tópico Trancado

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Gripe em Orlando?

 mensagem postada em 05/05/2009 - 12:05:34hs
 
 

Pessoal,
Acbamos de chegar de Orlando. Passamos 3 dias em Miami e 7 em Orlando. Ficamos sabendo da gripe, por intermédio do meu sogro que estava no Brasil. Em Miami, não vimos nada,nem nos jornais. Em Orlando, já víamos algumas reportagens sobre a gripe,mas elas se referiam ao México. Entretanto, após alguns dias noticiaram a morte de um bebê,mas que tinha estado no México e já chegou gripado no Texas e faleceu lá. Pelo mapa epidemiológico da OMS, a Florida fica fora do foco. Nos parques não vimos ninguém com máscaras, nemos turistas e nem os funcionários, isso também aconteceu no aeroporto de Miami. No nosso voo tinhas 4 pessoas, brasileiros, com máscaras. Destas, somente uma ficou o tempo todo com a máscara. As outras, punham e tiravam as mascaras conforme a conveniência delas.Portanto, era pânico ou desorientação. No Rio, onde fizemos a conexão, ninguém estava de máscara,porém aqui em BH,todos estavam com máscara, até o pessoal da PF e os fiscais da Receita. O casal que ficou de quarentena, por uma dia apenas, aqui em BH, esteve em Cancun, fizeram uma conexão no Suriname, chegaram em BH, NÃO FORAM ABORDADOS e só ficaram sabendo da gripe quando chegaram em casa. A mulher, que é professora, resolveu procurar a Anvisa no aeroporto e comunicar o local onde estiveram. Daí, as autoridades chamaram duas ambulâncias do Samu e os levaram ao Hospital das Clínicas da UFMG, onde ficaram por 24 hrs em observação. Portanto, esse auê todo tem interesse político. Precisamos ser mais críticos em relação a isso. Não acho que seja necessário interromper uma viagem por causa dessa gripe, pois podemos pegá-la aqui mesmo, uma vez que a atitude da Anvisa é curativa e não preventiva,pois se é para prevenir, que todo mundo seja obrigado a usar máscara e que as fronteiras sejam fechadas até que o surto na região focal seja controlado. O México está certo e agir radicalmente, pois lá está o foco.
Essa é a minha opinião, não sou epidemiologista e nem infectologista,mas sou profissional de saúde e sei como impedir ou minimizar uma infecção cruzada. Só quero esclarecer que não há razão para pânico. Até ontem haviam 1100 casos registrados e um parcela menor desses eram confirmados. Quantas pessoas viajam por dia? Quantos trabalham ou estudam? São milhoes,portanto 1100 é muito pouco.
Espero que os que viajarem voltem sadios e os que não forem, não fiquem doentes aqui! Boa sorte.
Abraço para todos

 


 
 
O lustre central do restaurante Be Our Guest mede aproximadamente 3,5 metros de altura e de largura. Ele possui mais de 84 velas e mais de 100 joias que pendem para fazê-lo brilhar.