Notícias - Gripe Suína - AH1N1

 
Tópico Trancado

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Noticias

 mensagem postada em 05/05/2009 - 03:05:35hs
 
 

Nova gripe não é mais letal que a comum, diz epidemiologista
O novo vírus H1N1, que já matou várias pessoas no México, não é mais letal e nem parece ser mais contagioso que a típica gripe sazonal, disse na segunda-feira o chefe de epidemiologia do governo mexicano. A epidemia da nova doença, inicialmente chamada de "gripe suína", matou pelo menos 26 pessoas nos últimos dez dias no México, além de se espalhar por diversos países, gerando temores de uma pandemia (epidemia global). No exterior, a única vítima fatal foi um bebê mexicano em visita ao Texas.

Especialistas ainda tentam entender por que o México teve mais casos e mais mortes, mas o médico Miguel Angel Lezana, diretor do Centro Nacional de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do México, disse que o vírus não é especialmente mortal. De acordo com ele, o que aconteceu é que o país foi apanhado de surpresa.

"A virulência é muito similar à da 'influenza' (gripe) sazonal", disse Lezana. Ele afirmou que, após analisar casos confirmados da nova gripe, soube-se que sua taxa de reprodutibilidade - o número de pessoas que um paciente pode contaminar - é de aproximadamente 1,3 ou 1,4. "É um número bastante similar ao da 'influenza' sazonal", afirmou.

Questionado sobre se a mortalidade também é semelhante à da gripe comum, ele disse: "Sim, exatamente". Em todo o mundo, a gripe sazonal mata de 250 a 500 mil pessoas por ano, sendo 36 mil só nos EUA. "Por ser um dos primeiros países em que se constatou a circulação desse novo vírus, tanto a população quanto os serviços de saúde estavam ante uma situação desconhecida, inédita", disse o funcionário.

Lezana concordou com a declaração de Richard Besser, diretor-adjunto do Centro para a Prevenção e Controle de Doenças (CDC) dos EUA, segundo quem a nova cepa do vírus H1N1 não é mais perigosa do que as típicas gripes sazonais que circulam anualmente.

Reuters


----------------------------------------------------

México anuncia reabertura de escolas e restaurantes a partir de quarta-feira

O governo mexicano anunciou, na noite de segunda-feira (4), as primeiras medidas para que a vida no país volte à normalidade, após 11 dias de alerta por causa do vírus da influenza A (H1N1), também conhecida como gripe suína.

Em um anúncio em rede nacional, o presidente mexicano, Felipe Calderón, agradeceu o apoio dos cidadãos para enfrentar a epidemia e disse que a aplicação de medidas preventivas permitirá que o país volte gradualmente à normalidade. "O número de pessoas infectadas pela influenza se estabilizou e começa a diminuir de maneira significativa. Os pacientes vêm respondendo bem aos remédios e os especialistas nacionais concordam que, se continuamos com as medidas preventivas, vamos sair logo desta situação."

BBCBRASIL



Se é que esse vírus não foi feito em laboratório... Vários setores da economia foram afetados... continuando a matéria:


Embora ainda não seja possível estimar o quanto a crise gerada pela epidemia vai custar ao México, o governo afirma que diversos setores "foram afetados de maneira significativa".

De acordo com o ministro da Economia, Gerardo Ruiz, o turismo e a suinocultura são os setores que mais vêm sofrendo com a epidemia. Segundo Ruiz, o governo está conversando com representantes de outros países para evitar que os produtos mexicanos tenham problemas no exterior.

No entanto, alguns países, como a China, já anunciaram que vão cancelar a importação de produtos suínos procedentes do México. "O curioso é que, no caso da China, nem exportamos carne de porco para eles", disse o ministro.

O país asiático vem adotando medidas extremas para, segundo suas autoridades, evitar que a epidemia se propague entre os chineses. De acordo com dados da Embaixada do México na China, 71 mexicanos que estão no país foram desnecessariamente colocados em quarentena. Os dois países enviaram aviões especiais para buscar seus compatriotas, já que a China proibiu os voos regulares com o México.

Na segunda-feira, foi a vez do governo canadense informar que diversas linhas aéreas turísticas suspenderam seus voos charter às praias mexicanas. Na semana passada, Peru, Equador, Argentina e Cuba já haviam cancelado os voos procedentes e destinados ao México.


Só sei que faltam 5 dias!!! iupiiii...

 


 
 
Você Sabia Que ... O número do prédio do corpo de bombeiros da Main Street U.S.A é “71” em homenagem a inauguração do Magic Kingdom que se deu em 01 de outubro de 1971.