Cruzeiros

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

Peço encarecidamente que não se utilizem do presente tópico para a troca de informações relacionadas a cotações de cruzeiros. O Viajando para Orlando é patrocinado pela empresa Orlando Tickets Online no referido segmento - link.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
continuando

 mensagem postada em 03/03/2009 - 08:03:46hs
 
 

A "majestade" não é mais uma criança,está mais para uma jovem senhora que se cuidou e mantem,mesmo após uma certa idade,com a beleza e encanto da juventude.
O navio todo está bem conservado,não se percebendo,numa primeira olhada,a idade q ele tem: 17 anos de atividades.Pudemos constatar isto após a partida de |Miami.Descemos à nossa cabine ,tomamos banho, e tratamos, até a hora do jantar, de conhecer o navio.O nosso turno de janta era o segundo,então, antes de jantar,curtimos um show de comédia apresentado no teatro principal.Bem engraçado.
No jantar um pequeno equívoco ,acredito q proposital, por parte da equipe do navio,acabou nos favorecendo muito.Havia solicitado uma mesa peq exclusiva para nós quatro.As mesas são todas numeradas e , ao chegarmos à mesa, constatamos q ,nela,sentariam 10 pessoas.Fiquei com receio , pois,vai q senta conosco um casal americano meio "crazy".Que nada, aquela mesa era destinada a brasileiros.Foi ali q conhecemos a Caroline e o Rogério,casal paulista q mora em Manaus.Super legais e divertidos.Eram pouquíssimos brasileiros no navio, porém havia muitos argentinos.Los Hermanos estavam em peso(inclusive uma excursão de adolescentes meninas q andavam sempre em turma e conversando bem alto). Naquele momento achava esta turma bem barulhenta,mas em NY encontramos no Ht uma excursão de meninas britânicas q fizeram as argentinas perecerem freiras.Após o jantar : naninha.
Acordamos, café nababesco, e , em seguida, desembarque em Nassau.Sou um eterno caçador de aguas transparentes.Conheço quase todas as piscinas naturais do nordeste brasileiro.Ao chegarmos a Nassau,pegamos um táxi(4 dol por pessoa) e fomos conhecer o Atlantis e a sua famosa praia.O Ht é lindo,um aquário maravilhoso e a praia é sensacional.Agua azul(porém gelada).Curtimos muito este passeio.Após, no retorno ao centro, cumpri algo q havia prometido à minha filha mais nova:andar de limousine.Por 40 dol , fizemos um trajeto curto e tiramos, por baixo, umas 50 fotos.No centro fizemos um peq passeio a pé e ,após, uma passada numa feirinha e embarcamos de novo.
Chegamos ao navio por volta das 15:00, almoçamos e fomos tirar uma "siesta".
Após a dormidinha nova exploração do navio(cassino,bares e outros) , novo show(canto e dança) e à noite, no jantar, conhecemos mais um casal com sua filha, cariocas q se juntaram à mesa dos brasileiros.Ela, inclusive, participante aqui do fórum, a Márcia.
Esta era a noite do comandante e fomos a carater.
Mas vimos várias pessoas com camisa sem gravata curtindo o jantar.
Após o banquete fomos à piscina observar a festa q por lá acontecia.Noite sem vento e com temperatura agradável.Favorecia ambientes externos e o consumo de alcool.E, com alcool, as pessoas se soltam.Vimos uma turma holandesa disputando com negras americanas quem tinha o maior rebolado.Tb um nórdico , num terno rosa, fazendo performances acrobáticas enquanto dançava.Muito divertido.A platéia era grande e a risada geral.
O pr´ximo porto era Cococay,ilha particular da Cia q só é acessível com tempo bom.Havia três semanas q o mar não ajudava e , então, ao invés de desembarcar, todos permaneciam a bordo.Estava muito afim de conhecer esta ilha e fiquei torcendo por um dia de mar calmo.
Pelas fotos a praia era paradisíaca mas queria ver, com meus próprios olhos, se era páreo para , por ex ,as piscinas naturais de Maragogi, ou Boipeba, ou Porto de Galinhas, ou Lagoa Azul(Angra),tesouros do nosso litoral.
O dia amanheceu lindo e , no próximo relato, conto nossa impressão.

Abraços e
até mais

Vladson

 


 
 
Na atração Carrossel do Progresso você encontra o cão Rover - tão querido por Walt - que também pode ser visto na Mansão Mal-Assombrada, junto do zelador e também nos Piratas do Caribe, com as chaves a boca, próximo a alguns prisioneiros.