Califórnia

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
continuando

 mensagem postada em 29/11/2008 - 06:11:49hs
 
 

Novo dia.
Café e pegamos o carro para explorar a cidade.
Posso enumerar dezenas de coisas para se fazer em SF.
Mas vou começar por uma que não se deve fazer.
Seguir a 49 Mile Scenic Drive.
A idéia é boa:Placas na rua,sempre brancas e azuis e com um desenho de uma gaivota, que guiarão por um tour pelos principáis pontos turísticos da cidade.
As placas deveriam estar posicionadas sempre que você devesse sair da rua em que vc se encontra.Então, a partir do momento que entrasse nesta rota , era só seguir as placas.
O problema é que em alguns lugares as placas não eram vistas (um onibus se atravessa bem na frente) ou não estavam mais lá.
No começo funcionou bem, e então chegamos,pelas placas, à Marina de SF.O tampo estava nublado, mas já víamos a Golden Gate.Pela pouca luz daquela manhã ,não conseguíamos enxergar toda a beleza daquele vermelho.Mas já admirávamos a beleza da sua construção.Tipo de obra que orgulharia qualquer cidade do mundo.
Tiramos várias fotos da ilha de Alcatraz e , depois, continuamos seguindo as placas.
Chegamois ao Palácio das Finas Artes.Belo lugar com lago ao lado, onde tiramos muitas fotos.
Todo o trajeto passa por inúmeras ladeiras.Por todo o lado que se olhe ,lá estão elas, subindo e descendo e mostrando casas em estilo vitoriano.Todas com o mesmo lay out.Baixas e estreitas.
Continuando pelas placas chegamos à Golden Gate.
A esta hora o Sol estava a pino.Nenhuma nuvem no céu.
Então podemos ver a verdadeira cor da ponte que está sempre sendo pintada(qdo a equipe de pintura termina de pintar um lado está na hora de começar o outro):
Um belo e forte vermelho.A ponte é bela.Daquelas de sentar num banco(tem vários por lá) e ficar admirando.
Após um bom tempo por alí,depois da compra de diversos souvenirs,seguimos,ainda pelas placas, adiante.
Chegamos ao Califórnia Palace of the Legion of Honor,museu com belas obras de diversos artistas do mundo todo.
Confesso que não sou grande conhecedor de obras de arte,mas minha filha mais velha é.Por isso pagamos 36,00 dol para apreciarmos obras de Rodin,Picasso,Monet,artefatos e cerâmicas feita antes de Cristo e uma infinidade de outras coisas mais.
Típica lição de cultura que minha filha me deu(chamamos isso de evolução da espécie).
A minha menor não curte muito estes programas , mas acompanhou direitinho e fez várias perguntas.

Bem , após o museu começaram os nossos problemas de localização.Perdemos várias vazes as placas até que desistimos delas.

Só que agora estávamos totalmente perdidos,sem a mínima noção de onde estávamos.E com fome.

Andamos muito , até pelo bairro Castro,onde até os Outdoors enalteciam,com fotos, o fato deste ser o bairro de maior diversidade sexual do planeta, até chegar a um bairro Hipie.Almoçamos num rest muito louco , onde todos prestaram enorme atenção na gente(restaurante em zona turística é uma coisa,mas em um lugar comum,ainda mais num lugar com flora tão variada,nos sentimos,dentro do nosso uniforme de turistas,como marcianos).Estas perdidas pelas cidades sempre nos renderam ótimas recordações,sair ,pelo menos um pouco, dos roteiros comuns,se perder mas ao mesmo tempo achar algo diferente,conversar com pessoas que te olham não como turista fornecedor de divisas e sim como um estrangeiro atípico,falando uma lingua estranha e incompreensível e ,assim, merecedor de um tipo especial atenção.

Pois é, mas eram 16:00 e nós continuávamos perdidos.
A certa altura descobri que havia saído de SF.
Estava em San José.Me preocupei,existiam muitas cidades com nomes santos por perto e não estava disposto a conhecer todas.Tomei uma atitude radical:
resolvi pedir informação(só pedimos ajuda no transito um pouco antes do desespero).
Retornamos a SF e adivinhem o que avistamos:as Placas de novo.
De raiva resolvi seguilas novamente e acabamos chegando a Twin Peaks,colina altíssima de onde se vê toda SF. Mirante daquela bela cidade.Uma hora de contemplação.E retomamos o caminho, agora de volta ao Ht.
(Hj estou inspirado)
segue amanhã...

 


 
 
Geralmente a Disney emprega a técnica conhecida como "perspectiva forçada" para fazer com que os edifícios pareçam maiores do que são realmente. Contudo, no pavilhão americano (Epcot), ocorreu o inverso, o prédio de 05 andares aparenta ter apenas 02, com o objetivo de manter o estilo da época colonial.