Nevada - Las Vegas

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Relato

 mensagem postada em 24/10/2008 - 06:10:33hs
 
 

Oi, pessoal! Não postei mais relatos, pois viajei para Chicago e NY há pouco... mas agora que estou de volta vou terminar nosso tour por Vegas.

Continuando, então, do último relato...

10 setembro (quarta-feira)

Tomamos o básico café do Starbucks dentro do hotel (fruit cup, plain croissant e small hot chocolate) e antes de irmos até a feira em que estávamos participando no Mandalay, passeamos um pouco pelo shopping do nosso hotel. Aliás, lá no Planet Hollywood a única opção é essa mesmo... só chegamos ao estacionamento passando pelo shopping primeiro, mas isso era bem interessante. Passamos por um trecho em que ocorre uma tempestade de mentira com alguns efeitos bem interessante... parece que isso já existia antes quando lá era o cassino Aladdin.
Partimos, então, pra feira no Mandalay (aliás,um hotel lindo com uma piscina de ondas que conta até com areinha na frente). Na hora do almoço fomos no Bayside Buffet no Mandalay... nossa, um espetáculo! É um sem-fim de comida.... e a melhor parte: é de alta qualidade, já que só quantidade não adianta. Tem pra todos os gostos - chinesa, italiana, frutos do mar, etc – e a minha prima afirma ter visto até feijão preto! Essa parte não percebi, não.
Depois de terminada a feira, fomos com alguns amigos para o Town Square (um mall do qual já tinha falado em outro relato e que recomendo fortemente!). Lá comprei o Ipod nano cromático que havia acabado de ser lançado e seguimos as compras até o anoitecer.
Passamos ainda na Walgreens, na CVS e minha prima quis entrar em uma loja de 99 cents na Flamingo Road. Gente... que zorra! Inventei de esperar a Carla e a Letícia ali fora, pois queria ligar para o Brasil do orelhão na frente da loja. Pelo clima do lugar achei melhor deixar a bolsa com elas. Enquanto eu ligava (de um orelhão que uma pessoa com TOC certamente sairia se coçando) me pediram dinheiro duas vezes e vi pelo menos uns três mendigos entrando na lojinha. Até entrei na loja depois e a única coisa que me chamou atenção naquela ‘baita’ loja foi um acendedor de fogão em formato de fósforo gigante... bem interessante, mas acabei não levando por poderem desconfiar na volta daquele objeto inusitado na minha bagagem.
Depois de mais uma experiência antropológica (juntando às minhas aventuras em Chinatown em NY e na 25 de março que, claro, superam essa de longe), fomos jantar no Red Lobster. Confirmando a boa fama daquele de Orlando, o de Las Vegas também era muito bom. Pedi o Shrimp Linguini Alfredo, que estava super saboroso (aliás, pedi o mesmo prato no Red Lobster da Times Square em NY, mas era puro alho, horrível... então é melhor perguntar antes). Como sempre, depois de toda essa comilança diária, a sobremesa tem que ser divida em três, senão ninguém agüenta, até porque elas geralmente vêm em porções generosas. Pedimos, então, o incrível ‘Warm chocolate chip lava cookie’... baita sobremesa!
Depois disso, só caminhando nos cassinos pra fazer pelo menos um pouco de exercício. Fomos conhecer o cassino New York e tivemos uma tremenda decepção. Só a pequena parte dele que recria NY é bonitinha... aliás, lá tinha um bar tri animadinho (não chegamos a entrar, mas fervia de gente) e uns restaurantes legais também. Entramos inclusive na loja do Cirque Du Soleil, já que lá eles apresentam o show Zumanity e aquela hora da noite ainda achamos coisas interessantes pra comprar (incluindo bolsas lindinhas que estavam em promoção). Depois de mais algum tempo lá e uma aposta rapidinha nos slots, voltamos para o hotel.

 


 
 
Quando anoitece é possível observar no segundo andar da Mansão Mal-Assombrada na janela acima da porta de entrada a figura de um fantasma passando entre os cômodos.