Alimentação - Custo

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Duvidas criança

 mensagem postada em 12/06/2012 - 02:06:22hs
 
 

Respondendo, se meu pequeno agüentava, e como era o ritmo.
A primeira vez dele em Orlando foi em Fev de 2008, ele comemorou os 2 anos lá.
Por isso temos experiências variadas, ele foi crescendo e indo a Orlando, vou tentar ajudar.
Alimentação: nas duas primeiras vezes levamos caixas do suco de uva que ele gostava e gosta ainda, junto com o leite de soja que ele tomava ( ele não tem intolerância a lactose, mas só tomava leite de soja), ele não era muito de lanche então restaurantes brasileiros eram constantes na janta ,de 14 dias uns 8 nos fomos no Victorios para ele comer arroz e feijão (e ele não pagava, hehehe)
a partir de 2009 começamos a ficar em hotel com cozinha, dai abandonamos o Victorios (lógico que vamos 2 vezes uma na chegada e uma na ultima refeição).
Hoje compramos tudo nos super, arroz, feijão, carne ( bife mesmo) frango, salada e comemos no hotel, ele nos parques reparte o que comemos ( sempre compramos duas refeição infantil (quando estamos em 3 ) e duas adulto quando em 4.
Ele aprendeu a comer X nos EUA.
Nunca nos estressamos, se ele não queria comer no almoço, sem problema ficava na pipoca e sorvete mesmo, na janta compensava.
Ritmo: sempre foi junto a tudo no ritmo intenso, até ano passado sempre com carrinho.
Nas primeiras vezes reclamava por causa que não podia ir a algumas atrações pela altura, mas agora já entendeu, e corre para se medir para ver se pode e se não pode, sem problema, esse ano já ta vibrando que poderá ir no Harry Potter e na Múmia. Ano passado adorou a Everest.
Temos uma combinação com ele durante a viagem, ele não reclama nos shoopings e outlet, (parques ele adora) e ganha um brinquedo por dia, daí nunca temos problema, estabelecemos um valor Maximo em torno de 15 dólares e ele vai numa ótima, brinquedos mais caros negociamos a parte, heheheh.
Em minha opinião brinquedos é o que mais vale a pena comprar em Orlando, ele não teria 20% dos seus brinquedos, sem Orlando.
Fora os brinquedos que trazemos sem ele saber, e vamos dando durante o ano.
Viagem: Sempre foi muito tranqüilo com ele (desde os 6 meses viajou de avião), sempre voamos a noite, para ele dormir, refeições até peço para criança, mas nunca nos preocupamos com isso, pois na nossa (friso bem na nossa) opinião comida de avião é extra, vejam bem: quem come no dia a dia a 01:00 da manhâ? Ninguém né. Daí reclamam da comida de avião, para nos passa batido, se estiver ao nosso gosto OK, se não OK também.
Uma vez uma cunhada nossa reclamou conosco um monte da viagem que fez a Atlanta e depois Orlando, que a comida era ruim, cadeira apertada e aeromoças mal humoradas minha esposa, irmã dela colocou bem assim: “ vocês não estavam em férias, indo a Disney, não eram as pessoas mais importantes de sua vida junto com você ( filhos e marido), não era uma vigem muito aguardada, e você lembra de reclamar de comida de avião, de cara de aeromoça ( que diferença em nossa vidas faz se for feia, estanha, sei lá), para lá minha irmã, curta o que de bom acontece, e nem tome conhecimento destes detalhes.”
Outra coisa temos uma máxima aqui em casa, FILHO sempre com os Pais, estarão sempre melhores conosco do que com outros, mesmo sendo avós ou tios, se acharmos ruim com eles, não vamos, mas não pode ser ruim, eles não podem nos impedir de nada, pois são nossos filhos, se preciso nos adaptamos a eles, e eles a nós, Família é isso, não entendo Família com uns de um lado e outros em outro.

 


 
 
The Enchanted Tiki Room surgiu originalmente de uma idéia de Walt Disney - após comprar um pássaro mecânico - em criar um dinner show com pássaros falantes, mas o projeto tornou-se tão complexo que acabou se transformando na primeira atração com bonecos audio animatrônicos na Disneyland (Califórnia).