Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Magic Kingdom - 15/10

 mensagem postada em 16/11/2007 - 05:11:04hs
 
 

Valeu Elisa! Obrigado!

Bom, vamo lá que eu tô empolgadona hoje! Afinal, é dia de Magic Kingdom!!!!

Acordamos às 07hs e fomos tomar café da manhã no restaurante do hotel. É aí que começou meu tormento. A comida nos EUA é muito ruim, cara, é ruim demais. O churrasco grego com suco no saco vendido no centro de SP é melhor que a comida de lá. Sério.
Apesar de ter vários balcões com comidas diferentes, nada agrada. Aí, sem saber, peguei um “suquim” de laranja (a única coisa mais razoável junto com a banana) e fui ao balcão pedir um prato de panquecas. Legal, o tio colocou quatro panquecas, três fatias de bacon em cima e, o pior, um hambúrguer (a carne) do lado. Juro, é de virar o estômago de qualquer um. Não sei vocês, mas quando a gente acorda, o estômago fica um pouco enjoado, então como a gente aqui come um pãozinho com manteiga e café com leite, na hora que a gente vê carne de manhã, dá um troço que não dá pra imaginar.
Tirei o bacon e a carne e tentei comer as panquecas com aquele xarope de milho. A panqueca não é ruim, é que a carne...
Meu marido, então, que é mais enjoado que eu para comida (multiplique isso à décima), só comia sucrilhos com chocolate quente. Às vezes comia banana, tentou pedir um ovo mexido um dia, mas também não engoliu e assim foi todo o tempo.
Quando chegamos compramos uma caneca que custa U$ 13,00 (com impostos) e que vc enche com chocolate quente ou refrigerante o quanto quiser. Tudo bem que no final da estadia, o copo (que é um souvenir) fica com um cheiro misturado de leite com coca-cola. Afinal vc fica toda hora lavando a porcaria do copo. Compramos uma só para nós dois, não por economia, mas eu não conseguia tomar o chocolate quente pela manhã, só tomava suco de laranja. Aliás, foram 11 dias tomando suco de laranja. O problema do copo é que vc tem que carregar do quarto para o restaurante, e não é raro vc esquecer a porcaria no quarto e ter que atravessar tudo para buscar o bendito (isso atrasa o dia que é uma beleza). Acho um pouco inviável, mas tudo bem.
Café tomado, vamos para o Magic Kingdom cedo, porque tinha que pegar os ingressos no Guest Relations (de acordo com a minha “querida” agência de viagens). Pegamos o busão às 8hs e dá-lhe “Welcome aboard” (nunca mais vou esquecer a voz do tio que falava isso e narrava as coisas no ônibus da Disney) e umas 08:20 estávamos atravessando os mágicos portões (estacionamento U$ 11,00 para quem vai usar) do reino encantado. Olha é emocionante, quando o ônibus parou e nós descemos, é de gritar, pois é muito linda a paisagem, a entrada e ver o Grand Floridian do outro lado do lago tb é muito lindo.
Como só abria à 9hs, e já tinha muita gente, fui para o Guest Relations e apresentei o voucher da agência para retirar o pacote de ingressos Disney. Pessoal, fiquei 40 minutos lá em pé e o cara telefonando para tudo quanto é lugar para saber onde estava escrito que eu tinha direito aos ingressos que havia pago quatro meses antes. Eu tava em pé lá quando chegou a patota do Mickey para dar as boas vindas, é um pré-show antes de abrir o parque. Naquela hora comecei a chorar, porque eu tava perdendo tudo aquilo parada no guichê e tendo que me explicar para poder ter direito a ter direitos. Entendeu o drama? No fim, falei com uma moça brasileira de uma operadora de turismo americana que havia comprado meus ingressos, e ela disse que eu teria que discutir no hotel, porque no meu cartão, que é a chave do quarto, deveria estar meu pacote de ingressos. Resumindo, o cara ficou com dó da gente e me deu dois ingressos e enfim, nós conseguimos adentrar aos portões.
Nossa, a Main Street é linda demais, que visual, tudo bem certinho, limpinho, bonitinho e lá fomos nós tirando fotos e encaminhando para o Castelo da Cinderela. Lá tiramos várias fotos, inclusive o Photopass, o tio tira a foto e te dá um cartão com um número. Quando cheguei no Brasil, entrei no site e vi minhas fotos, me assustei pois a foto custa a bagatela de U$ 12,95 (s/ taxas) cada, caso vc faça a encomenda. Bom, como o tio fez a gentileza de tirar uma foto nossa em frente ao castelo com a minha máquina, foto igual a que eu deveria comprar, fiquei com a minha mesmo e economizei meus dólares.
Em frente ao castelo, resolvi fazer o que fiz na minha última e primeira viagem à Disney, fui para a esquerda sentido Adventureland. Para vc que nunca foi, quando pega o mapa para fazer o roteiro, ainda no Brasil, vc pensa é que tudo longe pra caramba, meu, não é, os brinquedos são uns do lado dos outros (mais ou menos), mas o importante é seguir uma ordem.
Assim, como ainda era cedo e o parque não estava muito cheio, fui para a primeira atração Jungle Cruise. Acho que fiquei uns dez minutos na fila, mas ir em dois é muito bom, sempre sobra lugar e eles ficam procurando alguém para preencher e às vezes se vc grita TWO, vc passa na frente de um montão de gente! Se liga!
Bom, a moça que levou a gente era muito engraçada, uma loirinha com cabelo chanel, falava mais que a boca e muito rápido, não entendi quase nada, mas foi legal. Continua do mesmo jeito que era antes (13 anos atrás), mas vale à pena.
De lá, seguindo o caminho, fomos para o Piratas do Caribe. Não tinha ninguém, entramos direto. A atração melhorou muito com a entrada do Johnny Depp, os cenários estão mais legais, bonito de se ver. Após passamos para a Frontierland, veja que tentei fazer os brinquedos que considero os mais legais e se sobrasse tempo, fazer o restante. Lá fomos para a Splash Mountain, e nesse dia o sol tava à pino, muito lindo, então, ir na Splash assim é só alegria. Também não demoramos nada, chegamos e já entramos e o pior: na fila da frente! Tá muito boa esta atração, é bem engraçada, tem várias caidinhas até chegar na caidona, que não molha muito até, mas o problema é que quando vc faz a curva, outro carrinho vem descendo e aí é que vc se molha...hehehe. Não percam por nada, é muita diversão!
Na Frontierland, só considero boas a Splash Mountain e a Big Thunder e esta estava fechada para reformas.
Daí, fomos para a Haunted Mansion na Liberty Square. Cara, que bacana! Muito legal do início, quando vc fica numa salinha e aparece o cara enforcado até o fim, a atração em si, que tem muita coisa diferente de 13 anos atrás (Pudera!). Neste local só esta atração é boa, então fomos para o Fantasyland. Aqui, pra quem tem criança é ótimo, para os adultos, acho que só o Mickey´s Phillarmagic agrada, além do cenário. Fomos no Peter´s Pan Flight e confesso que me decepcionei um pouco. Muitos colocam esta atração como imperdível, mas não achei tão boa assim. É bonitinha, assim como a Snow White´s Scary, que peguei uma fila de 20 minutos e não gostei tanto assim. Mas tem que ir pra saber como é.
Então fomos no Mickey´s Phillarmagic! Quer chorar? Então é aqui mesmo, minha filha. Aqui ninguém vai achar que vc é a maior tontona, pq todo mundo fica abestado! Olha é um 3D lindo de morrer, ele pode não ser o melhor, mas com certeza é o mais emocionante! As crianças ficam encantadas e eu também fiquei. Chorei vendo a coletânea de filmes Disney e o Pato Donald, esse é demais, show de bola!
Depois resolvemos encher o bucho que já era meio-dia. Pra dizer a verdade, eu tava tão besta com tanta informação, que não procurei lugar bom para comer. Assim, resolvemos comer um hot-dog com fritas, regados a um balde de coca-cola, numa janelinha que fica perto do brinquedo do Puff. Gente, vou te falar, coca-cola lá é água, mas nós não temos tanta necessidade de coca quanto os americanos, então compre sempre a “regular” coke, porque são 500 ml de refri e já tá bom demais. Se vc escolher o outro, vem um balde de refri e aí, meu amigo, cê vai passar o resto do dia no banheiro...
A refeição custou a bagatela de U$ 16,00. Veja bem, acho um absurdo, afinal é um hot-dog simples (pô, aqui vem um dog com batata palha, purê, vinagrete, milho, ervilha, cabelo, pedaço de unha, etc... e custa só R$ 1,50). Lá não vem nada, só aquela salsicha sem cor, meio rosa, meio verde, fritas gordurosas e um refri e se vc pensar R$ 32,00 é caríssimo de se pagar para duas pessoas, né não?
Veja só, era meio-dia e eu já tinha feito sete atrações. O parque tava meio cheio, mas outubro é uma boa época para ir, o tempo é bom e as filas são pequenas.
De lá seguimos para Toontown Fair, afinal vir onde o Mickey mora e não dar uma passada na casa dele é até ofensa!
Aí sim, tava lotado, tinha mais carrinho de bebê estacionado do que no shopping em feriado chuvoso. Criança para tudo que é lado. Pra vc ter uma idéia, não entrei na casa da Minnie porque tinha fila pra fora. Já a casa do Mickey tava vazia, afinal ele tava reformando a casa, coisa e tal, a cozinha tava um pouco bagunçada, o pessoal preferiu a casa da Minnie que é mais arrumadinha.
Ok, fotos e tudo mais, seguimos para Tomorrowland. Acho que este pedaço do Magic Kingdom, por ser futurista, tá meio passado! O futuro chegou e as coisas precisam de um lay-out novo, na minha opinião. Parece o desenho dos Jets, sabe como é, há 30 anos atrás, muita coisa é do futuro, mas se vc assiste hoje, fica meio ultrapassado. Porém, não perde seu encanto e lá fomos nós para a Space Mountain. Nessa, a fila foi de 25 a 30 minutos, tanto que na saída, pegamos um fastpass (o primeiro do dia e já era 14hs). Atração fantástica da Disney é essa Space Mountain. Como o ride é no escuro, vc fica embaralhado de “tentar” ver. Muito bom. Vá e repita!
De lá, fomos para o Stich, que é engraçadinho, mas também esperava um pouco mais. O filha da mãe apronta de montão e achei muito assustador para crianças. O problema é que tudo na Disney fica perdoável, e apesar de terem atrações não muito boas, vc ama mesmo assim! Alguém me entende?
Depois fomos para o Buzz Ligthyear e atiramos de montão nos alienígenas, mas eu sou muito ruim, acho que meu score foi de 24.000, uma droga! Lá comprei pó U$ 20,00 um tênis do Buzz para meu filho, uma graça!
Resolvemos então voltar à Splash Mountain e lá pegamos uma fila de 30 minutos, mas repetir este brinquedo e a Space Mountain é obrigação.
Saindo de lá, fomos para a Space de novo e por fim, fomos para a Main Street fazer comprinhas. Lá comemos as maravilhosas pipocas (comia todo dia) com coca-cola e passamos em todas as lojinhas, mas na Emporium pude gastar meu dinheirinho. Comprei vários imãs de geladeira e outras besteiras. O problema é que vc compra pouco e gasta uma fábula! Mas vocês não sabem o que ocorreu: comprei um cortado de pizza que na ponta tem o corpo do Mickey. Lindo, acho que foi U$ 7,00. Quando chegamos em SP, pedi pizza e toda orgulhosa cortei a danada com o cortador novo. Você acredita que eu deixei o infeliz dentro da caixa de pizza e sem perceber, joguei a caixa fora com o cortador dentro?! É possível isso? Quase chorei de raiva de mim mesma, sou um anta mesmo. Agora vou ter que voltar lá para comprar, né?
Bom, após as compras, fomos achar lugar na Main para ver a Spectromagic. Ela começa às 20hs, mas o povo já começa a se engalfinhar por lugares às 18hs. Ficamos atrás de um jovem casal de brasileiros, e até então, tava tudo ok. Quando foi chegando lá pelas 19:30, o pessoal que não ficou lá sentado esperando, que de todo jeito, ficar na frente de quem ta lá duas horas esperando. E o pior, muito brasileiro quer chegar atrasado e sentar na janela. Olha, quase teve briga, mas enfim, conseguimos assistir a parada, que é ESPETACULAR. Tirem fotos e gravem, pois é lindo de morrer. Quando passou a parada, fomos logo atrás do cordão e paramos na alameda que vai para a Tomorrowland para ver os fogos.
Ficamos lá uns 40 minutos até começar, aí vc vê quanto o parque está lotado. Até a Sininho faz um vôo do Castelo até outro ponto do parque e o show começa. Bom, não tenho palavras para descrever, só vendo mesmo para saber. É SUPER! Emociona pra caramba e chorei de novo.
Terminado fomos embora, afinal já eram quase 21:30. Depois tem Typhoon Lagoon e Disney Quest! Tchau!
















 


 
 
Na atração Piratas do Caribe, o Pirtata que fica sentado na ponte, possui pêlos verdadeiros em suas pernas e sujeira no seu pé porque ele é o único pirata que os visitantes podem ver bem de perto e os Imagineiros o fizeram de forma bem realística.