Aeroporto - Segurança

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Marcio e Adal

 mensagem postada em 23/01/2012 - 03:01:18hs
 
 

Essa questão do constrangimento é bem relativa. O que eu pude ver na minha viagem é que, uma vez vistoriado, você é muito bem-vindo; mas, antes disso, enquanto ainda perigo em potencial, eles não são tão gente fina. Acredito que, por isso mesmo, na ida eles te tratam bem, você é um turista que já foi vistoriado aqui (mesmo a vistoria daqui sendo patética frente a de lá) e está tudo OK. Porém na volta, você é alguém que quer entrar em um avião e ainda não foi vistoriado, sendo que tal processo é longo e desagradável, ainda mais porque requer tais "constrangimentos" e o tratamento não é a pão de Ló até para que dê vazão para todos os viajantes, daí eles acabam sendo meio grosseiros mesmo. Eu mesmo fiz todos os procedimentos existentes de raio-X (menos a salinha, ainda bem!) e vistoria. É ruim? É, mas melhor assim do que se deixassem rolar solto, expondo todo mundo a um risco real, pelo menos lá nos EUA. Não vejo como ponto negativo, e sim positivo; apesar de que sei que às vezes pode ser extremamente desagradável.

 


 
 
Você sabia que em 1971 o ingresso do Magic Kingdom custava apenas US$ 3.50 para adultos, US$ 2.50 para menores com idade entre 12 e 17 anos; e, US$ 1.00 para menores com idade entre 03 e 11 anos. Diferentemente do sistema atual, com esse ingresso os visitantes tinham direito a brincar em apenas duas atrações e se quisessem participar de outras tinham que adquirir outros ingressos.