Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
11/10 Magic Kingdom

 mensagem postada em 27/10/2007 - 11:10:02hs
 
 

Dia de MK é dia de acordar muito cedo. Eu adoro a paradinha da abertura. Acho que nos prepara para a mágica do dia. Mas estávamos tão cansados da véspera por termos ido dormir muito tarde que não consegui tirar meu menino da cama tão cedo quanto queria. Quando chegamos ao parque a parada estava terminando. Mas ver o parque “vazio”, sentir o cheiro de pão assado, o ar ainda meio úmido da véspera, tudo enfim, me faz sorrir e sentir que ainda há uma menina dentro de mim.
Começamos pelas fotos, claro! Meu filho doido procurando “Mickeys escondidos”. E todos nós nos sentindo meio crianças, todos alvoroçados com a espectativa do dia pela frente.
Resolvemos começar pela Splash Moutain. Ela ainda estava vazia e não precisamos usar o FastPass. Aliás não tinha nenhuma fila. Ninguém. Meu filho sempre quer andar na frente então, lá fomos nós! A descida final, quando sabemos que vamos cair na água é antecipada por muito frio na barriga. Não é uma montanha-russa muito grande, mas é uma boa forma de começar o dia. Fomos duas vezes e ficamos bem molhados! Exceto meu marido que por conta da dor, não estava se arriscando a ir mais de uma vez em nenhuma montanha-russa. Ele aproveitou para fotografar nossa queda.
Saímos dali e fomos a Big Thunder Mountain Railroad. O legal dela é a velocidade. Mas tivemos alguns problemas pois ficamos presos logo na subida, mas nada que demorasse muito, mas acaba tirando um pouco o brilho.
Nesse ponto nos separamos, pois o outro casal queria dar mais uma volta, enquanto meu filho estava louco para ir na do Buzz. Afinal ele é totalmente apaixonado por este personagem desde que tinha 3 anos. Quando chegamos lá já havia uma filinha, nada que desanimasse ou que nos fizesse querer um Fastpass – ainda bem pois eles não abriram FastPass para esse brinquedo esse dia. Lá fomos nós. Confesso que sou um zero à esquerda em termos de jogos eletrônicos, e esse brinquedo nada mais é do que um grande videogame. Normalmente, até por que sei das minhas limitações, me ofereço para ir de “navegadora”. Mas dessa vez meu filho quis que eu fosse atirando. Resumo da ópera: levei uma bronca homérica do meu filho porque não estava conseguindo acertar NADA.rsrsrs Eu avisei...Fomos outra vez, dessa vez fui como navegadora, ele e o pai atirando em tudo...saíram felizes e exultantes pois tinham feito quase o máximo de pontos. E eu sendo literalmente avacalhada pela minha péssima pontaria.
Nos encontramos na lanchonete em frente ao brinquedo do Buzz. Aproveitei para comer um pretzel, só para não perder a viagem.
O dia estava MUITO quente e o outro menino não se sentiu bem. Demos uma parada, fomos para uma lojinha aproveitar o ar condicionada e olhar as coisas.
Assim que o menino estava se sentindo melhor, fomos comer alguma coisa. O difícil nessas horas é achar algo que fosse fresco e apetitoso, pois com calor, nada apetece muito. Meu filho que não é fã de sorvete quis comer um do Mickey, mas, quem acabou comendo fui eu...Acho que ele queria mesmo algo gelado.
Depois dessa odisséia para comermos, resolvemos que já era hora de retomarmos aos brinquedos.
Os meninos foram mais umas duas vezes no Buzz. E depois aproveitando que estávamos em Tomorrowland fomos no Stitch´s. Antes dele ser o brinquedo do Stitch, quando era só um alien qualquer que havia fugido, até achava mais legal. Mas agora, já não vejo tanta graça. Talvez porque eu não goste do personagem.
Saímos de lá e fomos na Indy Speedwawy, onde meu filho ganhou uma “carteira de motorista do Mickey”. Esse brinquedo é legal, mas...ô pedal duro! Não sei se ele é duro ou eu que sou mole. Mas sempre (como se eu fosse lá toda semana!!!) saio de lá com dor na perna.
Na sequência fomos para a montanha-russa que mais gosto no MK – Space Moutain. Hoje em dia, ela é até pequena comparada outras de outros parques, mas tenho um carinho especial por esta. Não me perguntem. O coração tem razões que a própriamrazão desconhece!
Esse ano meu filho pode entrar. Era tudo o que ele queria, pois ano passado ele ficou na vontade. Logo na primeira vez ele já queria ir na frente, não deixei pois não sabia se ele iria ou não gosar. Mas a partir da segunda volta, ele todo exibido já pedia com ingles macarronico dele: First the first. Nas voltas seguintes fomos apenas eu e as crianças. Acho que demos umasquantro voltas, aproveitando que o parque estava vazio. Na saída a lojinha ainda tem uma área de jogos eletrônicos. Imaginem a luta que foi tirar os homens e meninos ali de dentro.
Para sair dali, prometi ao meu filho que iríamos para a ToomTown, onde fica uma montanha-russa para crianças muito legal, que é do Pateta.
Nessa meu marido nem foi. Eu e os meninos demos umas boas 5voltas e a partir daí eles andaram mais umas duas voltas sozinhos.
Quando finalmente eles se cansaram dela e estávamos indo em direção ao Piratas do Caribe, no caminho nos deparamos com um show que acontece em frente ao castelo – Dream Along with Mickey. Nos posicionamos como deu para vermos o show. Quando acabou acreditem já era quase 18hs. Achamos por bem tentar achar um lugar para comer com as crianças já que o almoço não tinha sido grandes coisas e iríamos ficar para a queima de fogos.
Para nossa sorte, conseguimos uma reserva para jantar no Tony's Town Square. Quando íamos chegando, vi aquela estátua linda do Pateta na porta. Não resisti e apesar da chuva fina que cmeçava a cair tirei um retrato com ele. Nisso meu marido já estava nervoso lá dentro pois o Maitre ameaçava tirar a reserva se não chegássemos imediatamente. Ainda bem que tirei essa foto, pois nos outros dias ele não estava lá. Valeu a bronca!
Depois do jantar o desafia foi achar um lugar não muito na chuva para ver a queima de fogos. Ficamos numa esquina, mas na hora dos fogos mesmo fomos para a chuva. Wishes é um espetáculo maravilhoso. Já vi várias vezes e não me canso. Para mim ele é o resumo da magia Disney. Nada contra os outros, mas esse, talvez porque tenha sido o primeiro que vi, tem um significado todo especial para mim. Mas dessa vez, talvez pela chuva o espetáculo não foi nem tão longo nem tão bonito, mas é sempre bonito.
Saímos de lá felizes e cansados. Direto para o hotel, banho e cama.

 


 
 
Observe enquanto você assiste o vídeo que antecede a atração Soarin (Epcot) o número do vôo 5505. Trata-se de uma homenagem a data da sua inauguração oficial que ocorreu em 05 de maio de 2005.