Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Thalita

 mensagem postada em 18/08/2011 - 02:08:18hs
 
 

Deixa tentar ajudar um pouco mais nesta questão.
Não existe mais sinal vermelho e sinal verde na alfandega aqui em Guarulhos.
Existe uma fila de declarar e outra de nada a declarar.

Quando você opta por declarar, além da mercadoria que você está declarando, o fiscal pode solicitar que suas outras bagagens passe pelo Raio X, ou seja, se você tiver trazendo mais coisas do que você está declarando existe a possibilidade de haver uma tributação ainda maior. Pelos relatos dos vpoenses, esta é uma situação menos comum, porém alguns já relataram que mesmo declarando tiveram suas malas abertas para conferência.

Quando você opta por nada a declarar, no meio da fila tem um fiscal que recolhe os papeis da alfândega, a partir daí tem um caminho à esquerda que vai dar na saída, mas se ele desconfirar, vai te pedir para passar no Raio X num caminho à direita. Uma vez lá dentro, os fiscais são muito rigorosos, pois sabem que estarão vistoriando uma mala de um passageiro que não estava declarando nada.
Se pelo Raio X constatarem que não há motivos para fazer a vistoria física das malas, vão falar que pode ir embora, caso contrário se prepare porque o estress é grande.

Eu nunca declaro, apesar de sempre trazer algumas coisas e já fui parado algumas vezes. Na maioria das vezes passava pelo Raio X, colocava de volta no carrinho e ia embora. Outras me pediram para abrir, mas felizmente nunca precisei pagar tributos, é um momento estressante onde você tenta argumentar e se for convincente vai embora, se não for se prepare para pagar os tributos.

 


 
 
No pavilhão da Itália (Epcot), note como os tijolos do campanário que ficam embaixo são muito maiores do que aqueles que ficam no alto (diminuem progressivamente), mais um exemplo da utilização da "perspectiva forçada".