Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Fernando

 mensagem postada em 14/07/2011 - 02:07:46hs
 
 

Acho o fato de ser liberado ou taxado por mera liberalidade do fiscal algo extremamente retrogrado ao Estado de Direito em que vivemos. Isso dá ensejo a tratamento desiguais, o que convenhamos, não deve ser tolerado.
Olha esse exemplo: Digamos que eu já tenha viajado 5 vezes para os Estados Unidos, e sempre que viajo trago 20 peças da Abercrombie, de modo que hoje possuo 100 peças desta marca.
No mês de dezembro resolvo me casar e passar a lua de mel com minha noiva em Nova York (20 dias), somente com o propósito turístico de visitar lugares (sem qualquer intenção de compras - algo difícil porém possível), e, na minha bagagem levo pelo menos umas 50 peças da Abercrombie. Na volta quando estou passando pela Alfândega uma fiscal pede que eu abra minha mala e diz o seguinte: parabéns o senhor acaba de estourar a cota e pagará x a título de multa. Eu olho para e digo: mas essas peças são minhas e de uso pessoal.
Ela então olha para mim e diz: Não, não é, vc as trouxe para revender, e nem adianta reclamar pq quem decide isso sou eu, a liberalidade é minha.
Acho que roupa deveria ficar liberado, para evitar injustiças como o exemplo que narrei.
Afinal, nem todo mundo é muambeiro, além do que, não se deve nivelar todo mundo por baixo. Acho que não é o fato de vc estar trazendo uma quantidade vultosa de roupas que ficará caracterizado que vc está com intuito de revendê-las.

 


 
 
No pavilhão do Marrocos, logo na entrada do Tangerine Cafe, você encontra algumas palavras escritas em árabe que traduzindo significa: "informações para turistas", ou seja, nada relacionado ao café como sugere.