Enquete - Você tem receio de voar?

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Rafaela

 mensagem postada em 09/06/2011 - 03:06:13hs
 
 

Sabendo como agir, turbulência nao derruba avião mesmo não. A queda brusca, a ascensão brusca e os movimentos laterais são todos devido as mudanças bruscas do fluxo de ar.
Porém, existem limites.

São basicamente 2 tipos de turbulência:
Turbulências q são detectadas pelo radar meteorológico (dentro de grandes formações de nuvem) podem e devem ser evitadas.
Turbulências de céu claro não são detectadas por nenhum instrumento de bordo do avião, e os pilotos só sabem dela atráves de outras aeronaves q passaram naquela área antes, sofreram e reportaram.

Se a turbulência é inevitável, o correto é logicamente ligar o aviso de cintos e reduzir a velocidade do avião pra minimizar o esforço estrutural sofrido. Mudanças de altitude podem servir como manobra evasiva, porém nem sempre dá certo. Um esforço MUITO grande pode sim derrubar um avião, uma vez q a falha estrutural pode ser grande a ponto de partir a asa de um avião.
Num Boeing 737, a velocidade máxima de penetração em turbulência é de 280 knots (520km/h). Esse limite de velocidade ainda assim é guarnecido por uma grande margem de segurança, o q não significa q se estiver a 281 knots vai quebrar!

Pra exemplificar melhor, imagine q a turbulência é como um quebra-molas no céu. O avião, assim como o carro, reduzem a velocidade pra passar por ele, pois se passarem "a milhão" vão quebrar o amortecedor!

 


 
 
Assim que você adentra ao celeiro da atração The Barnstormer at Goofys Wiseacre Farm (Mickeys Toontown) observe a reação das galinhas quando o avião passa zunindo.