Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Matéria da Globo

 mensagem postada em 10/05/2011 - 01:05:33hs
 
 

Muito útil esse link que vc postou Alessandro.

Só lamento que agora a fiscalização vai aumentar para tentar barrar esses "muambeiros" e que as pessoas que trazem bens para uso pessoal ou para presentear alguém, poderão pagar por tal feito também. Já que o critério para a tributação é subjetivo do fiscal.

Portanto,se um homem, adulto, viajando sozinho, estiver trazendo cremes para mãe, primas, etc, ou ainda, trazendo brinquedos para presentear sobrinhos ou o filho de algum amigo, pode correr o risco de ser taxado e considerado como sendo um muambeiro rs, já que com esses produtos citados no exemplo, fica descaracterizado que serão de consumo pessoal.

E é claro que isso vai depender da quantidade dos bens também, mas como o critério é do fiscal e a lei em determinados aspectos é omissa, fica um pouco mais complicado em fazer o fiscal acreditar que você não está trazendo esses produtos para revenda.

Seria legal que os outros membros também exponham suas opiniões sobre isso. E também os relatos de sua experiência na alfandega, para sabermos como está a aplicação da fiscalização na prática.

Abraços

 


 
 
Num único dia aproximadamente 210 pares de óculos são perdidos em Walt Disney World. Estima-se que desde a sua inauguração em 1971 mais de 1.65 milhões de pares de óculos já foram enviados para o departamento de achados e perdidos ("Walt Disney World Lost and Found "). Outros itens que os convidados costumam perder são os seguintes: telefones celulares (+ 6.000/ano), câmeras digitais (+ 3.500/ano), bonés (+ 18.000/ano) e caderninhos de autógrafos (+ 7.500/ano).