Segurança

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Segurança

 mensagem postada em 02/12/2010 - 01:12:12hs
 
 

Não quero polemizar. Concordo que muitas pessoas são descuidadas com os seus pertences, mas também temos lido relatos de pessoas que tomaram todas as precauções e mesmo assim tiveram os seus carros arrombados e suas bagagens violadas. Portanto não vamos culpar as vítimas.
Quando estive em Orlando, em novembro, comprei quase todos os meus eletrônicos nas lojas do East Colonial Drive. Essa rua fica fora do circuito turístico.
Na primeira loja que eu fui, Cycle Gear (moto), o vendedor perguntou se eu ia direto para o hotel. Como eu disse que ia à Best Buy e a HhGregg, ele não me deixou levar as compras. Me mandou ir nas outras lojas primeiro e depois voltar para pegar as compras.
Contou que dois dias antes um cliente, americano, saiu de lá direto para a Best Buy e teve o carro arrombado e todas as compras roubadas. E que isso estava acontecendo demais em Orlando.
Acho que cada um de nós deve fazer a sua parte. Primeiro tomando os cuidados necessários. Mas também cobrando os nossos direitos. Se todo mundo ficar calado, eles não vão aumentar a segurança porque custa caro. A não ser que eles percam dinheiro por causa da falta de segurança.
Pagamos impostos lá, sim. Não o imposto de renda, mas quando pagamos o hotel está lá incluída a taxa de turismo. Quando compramos passagem aérea, pagamos a taxa de embarque. Se todos os brasileiros deixassem de comprar em Orlando, a cidade teria um grande prejuízo. E os comerciantes iriam pressionar o governo para melhorar a segurança.
Quando um estrangeiro sofre qualquer tipo de crime no Brasil, a repercussão fora do Brasil é enorme. E eles são muito mais descuidados do que nós. Essa é a maneira deles de dizer que não aceitam isso como normal. E nós devemos fazer o mesmo. Não como vingança, mas como um direito legítimo que temos como turistas. Afinal deixamos lá os nossos dolares suados.
Quanto à segurança no Brasil, há muito tempo a violência deixou de ser "privilégio" das grandes cidades e do nordeste. Está em todos os lugares. E a gente não deve se conformar também.
Uma das maneiras de mudar é usar uma arma muito poderosa chamada VOTO. Olha o Rio (adoro!) aí começando o seu processo de mudança.
Esse depoimento não é endereçado à ninguém em particular, pois concordo com quase tudo que foi dito. É apenas a minha opinião.
Desejo boa viagem a todos que estão se preparando para essa aventura mágica e que tudo dê certo. Mas se acontecer algum imprevisto lembrem que, como dizia a minha vó: "Vão-se os anéis, mas ficam os dedos".
Desculpem o desabafo!!!

 


 
 
O Marrocos foi o primeiro país a reconhecer os Estados Unidos como país independente. No seu pavilhão no Epcot, mais especificamente no restaurante Marrakesh você encontra numa parede (área de espera) uma réplica de uma carta trocada entre o sultão Mohammed III e o presidente George Washington.