Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Res: GIG 13/06

 mensagem postada em 20/06/2015 - 03:06:04hs
 
 

Também já passei por essa situação de ver os fiscais da Receita se achando deuses ou superiores a todas as pessoas.

Na primeira vez que eu fui parado, o fiscal falou que eu tinha de chamá-lo de "Senhor", pois ele era autoridade no local. Disse a ele que, pela equiparação de cargos públicos, ele quem deveria me chamar de "senhor" já que eu tenho cargo público de mesma hierarquia de um Auditor da Receita Federal, pois ele era fiscal e não Auditor e, assim, ele ficou ainda mais nervoso!! Ele já havia feito a notificação e a GRU (Guia de Recolhimento) e, caso ele tentasse refazê-la com o intuito de me prejudicar, avisei que daria voz de prisão nele, pois o enquadraria como abuso de autoridade.

Infelizmente temos pessoas que tentam estar acima das leis e, por vezes, quando o cidadão de bem desconhece a norma jurídica, as atitudes deles tendem a piorar.

Eu, como sou bastante sortudo, também fui selecionado na minha segunda viagem aos EUA e tive de pagar novamente os impostos, sendo que, dessa vez, o Fiscal foi extremamente educado e eu entendia que estava à margem da Lei e, assim, deveria pagar os impostos.

 


 
GIG 13/06

 mensagem postada em 16/06/2015 - 08:06:26hs
 
 

Cheguei no Rio dia 13, vôo direto de Miami. Tinha um fiscal mandando muitas pessoas para o raio X. Eu e meu marido estávamos com 2 malas cada e também com mala de mão e mochila . Passamos no Raio X e tivemos que abrir as malas. Nós tínhamos bastante coisas mas coisas baratas, tipo, roupinhas de neném , brinquedinhos etc . Eu , graças à Deus , estava com as notas. Tinha uma senhorinha, por volta de 70 anos que estava abrindo as malas com o fiscal que estava também conosco. Ela tinha uma mala grande, uma de mão e um saco plástico, pelo que pude observar a senhorinha não estava trazendo nada demais. O fiscal remexia as coisa e ia tirando as vitaminas dela que estavam embrulhadas nas roupas e fazendo o maior terror. Ela toda humilde dizendo que era tudo pra ela e ele respondendo que não interessava. Daí ele olhou pra mim e falou pra abrir minhas malas . Falei que estava tudo destrancado e inclusive eu já estava com asnotas na mão. Ele me mandou levar as notas e foi somando tudo com as taxas. Eu que fico super nervosa com toda essa invasão, estava tranquila é muito segura, tinha visto toda a humilhação da senhorinha e pensei: esse homem que pensa ser o rei não é melhor que eu, então continuando a ser educada mas sem ser humilde ,respondia tranquilamente as perguntas dele. Nesse ínterim ele olhou pra senhorinha que estava esperando e viu ela tirar etiquetas de uma blusinhas, ele fez um escândalo, dizendo que era crime, que ia chamar a polícia federal e que idoso ia pra cadeia também. A senhora chorava muito e se tremia toda, não sei como ela não teve um treco.ele mandou ela ficar quieta com o policial e retornou pra mim. As minhas notas , junto com as do meu marido deram U$ 1130 e ele perguntou se era só aquilo, eu respondi que ele podia olhar daí falou pra irmos embora. Conclusão , nunca tinha precisado mostrar notas, só mostrava na época que não tinha raio X e só mostrava de eletrônicos. Agora eles somam TUDO. A falta de humanidade com a idosa , que pelo que observei só tinha algumas compras pessoais, me chocou, NUNCA tinha visto nada igual.

 


 
 
Em Main Street U.S.A. encontra-se um quartel de bombeiros "Fire Station n.71". Porque n.71? É o ano em que o Magic Kingdom foi inaugurado 1971.