Civilidade nos parques

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Res: Roberval Reflexões sobre o filme que ridiculariza o comportamento dos brasileiros nos parques d

 mensagem postada em 06/02/2015 - 10:02:24hs
 
 

Roberval,
Estava lendo seu post e cheguei a conclusão que a minha auto estima como pessoa ela vai bem, mas a minha auto estima como brasileiro vai muito mal.

Quando nos conhecemos e tivemos um excelente jantar com nossas esposas no Olive Garden obviamente acabamos falando da sucessão presidencial e você teve conhecimento do meu pensamento puro e simples: Os políticos são o reflexo do povo, e toda classe política é corrompida.

Eu sinceramente me sinto chateado com o vídeo, mas por outro lado acho que ele é muito verdadeiro e ele representa a maioria dos brasileiros.

Acho que nos próximos 100 anos não terá solução, infelizmente não estarei aqui para ver alguma melhora!

Abs

 


 
Res: Reflexões sobre o filme que ridiculariza o comportamento dos brasileiros nos parques de Orlando

 mensagem postada em 05/02/2015 - 09:02:40hs
 
 

"Os seres humanos têm muitos maus costumes que todos acham normal.
A maioria das brincadeiras dos seres humanos é ofensiva e prejudica os outros. As pessoas se reúnem para rir, debochar, colocar apelidos nos outros, achando que isso não é nada demais. Só que elas não percebem que estão ofendendo os outros.

Você gostaria de ser chamado de macaco, burro, magricela, dentuço, orelhudo, ser desprezado ou ridicularizado na frente dos outros?

Então o que você não gosta que façam com você, não faça com os outros.

As pessoas costumam dizer: “Eu não roubei, não matei, não adulterei, então não estou pecando.” Engano seu. Se você ofende seu irmão (seu próximo) falando mal dele, julgando, debochando, ridicularizando, discriminando, você está pecando do mesmo jeito que aquele que mata, rouba e comete adultério.

Tem pessoas que dizem: “Eu sempre brinquei com fulano e ele nunca reclamou.” Ele pode ficar calado por ser seu amigo, mas ninguém gosta de ser humilhado na frente dos outros. Essas coisas acontecem em todo lugar: em casa, no trabalho, nas escolas. A situação nas escolas é horrível: os alunos que se acham “bonitos ou populares” se juntam para humilhar e ofender os outros com brincadeiras de mau gosto. Quem tem amor no coração não ofende os outros, pois quem ama respeita.

Em uma reunião de família, o marido começou a ridicularizar a esposa dizendo que quando ele se casou, ela era bonita e agora estava gorda, com o pé rachado e todos começaram a rir. Mas a moça ficou sem graça e com vergonha. Os outros perceberam que ela ficou triste e pararam de rir. Mas ele continuou com as brincadeiras, zombando de um e de outro. Muitos não enxergam as maldades que fazem.

Não compartilhe com esse tipo de coisa. Se você vê alguém ridicularizando os outros, não faça parte, não ache engraçado. Pois se você ri e acha divertido está fazendo igual ao outro.
Você que faz esse tipo de brincadeira (debocha, humilha, zomba, ri das pessoas) já parou para pensar que é um tolo? As pessoas que agem dessa forma são vazias, não têm nada a oferecer, são tolas, ignorantes, por isso têm esse tipo de comportamento.
Desde pequenos somos contaminados com as ilusões e maus costumes que existem neste mundo. E com o passar do tempo se torna muito difícil se livrar de tudo isso porque todos acham normal. Por exemplo:

- se achar melhor do que os outros: muitas pessoas têm um bom emprego e por isso trabalham muito para conseguir várias coisas, pois tudo o que compram (roupa, sapato, carro, casa, objetos...) são para mostrar para os outros e não apenas para seu bem-estar, porque se a roupa não é de marca você não poderá se exibir, se o carro não for do ano ou novo, você não vai poder se sentir melhor que os outros. Tudo isso são maus costumes malignos para as pessoas se acharem superiores aos outros. As pessoas deveriam ser mais humildes, independente do que tiverem."

 


 
 
Você sabia que a praça da atração Mission: Space (Epcot) é denominada Planetary Plaza?