Segurança

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Res: Rafael e Astrid

 mensagem postada em 03/12/2014 - 12:12:13hs
 
 


Amigo Ayrton,
Verifique o meu post e verá que essa frase não foi minha, apesar de que a sua comparação foi extremamente equivocada. Não compare maçãs com bananas.
O que eu disse e repito é que é muito difícil exterminar a criminalidade e nós fazemos de tudo para que fique mais fácil para a marginalidade.
As pessoas as vezes pensam que turista é Deus, ou algo do tipo que não pode ser tocado. Muito pelo contrário tratar o turista como cidadão já é uma grande coisa e todos nós somos muito bem tratados nos EUA.
Infelizmente o governo americano não pode colocar um segurança particular para cada um de nós, até porque o cidadão americano não tem isso. Por conta disso resta para nós deixarmos de sermos desligados e passarmos a ser " espertos".
Quando turista vem ao Brasil todo mundo quer tirar vantagem, existe a máxima de que " gringo" é mané, mas na verdade nós é que damos esse mole...
Vamos pensar na ótica de um carioca:
Será que se um carioca estivesse de férias no Rio de Janeiro, se hospedaria em um hotel baratinho, deixaria uma pequena fortuna no quarto, iria no outlet Nova América e deixaria o carro em um estacionamento de graça e aberto com o carro cheio de compras? Será? Abs
(mensagem de Rafael Nunes gonçalves Barbosa)


OK,. Já editei o meu Post, corrigindo a autoria daquela frase.

No entanto peço venia para discordar também da sua frase, quanto diz:

"A culpa é nossa que propiciamos a facilidade para os marginais. "

Ora,, se assim fosse, ninguém poderia ter nada, pois estaria provocando a vontade de roubar dos marginais, diante de qualquer facilidade.

Já cansei de ver pessoas que deixam dinheiro em táxis, ou perdem carteiras com documento e dinheiro, terem seus bens devolvidos, pois o outro que achou, honestamente, as devolve !
Não sou santo mas uma vez fui sacar dinheiro em um caixa de banco (pessoa fisica) e o caixa me deu dez vezes a mais do que tinha sacado.
Nem saí do guichê, ao conferi o dinheiro, devolvi na hora !!!
O funcionário só faltou chorar de tanto agradecimento pois se eu não tivesse devolvido ele teria que ressarcir o banco com o dinheiro próprio !.

Abraços e desculpe-me pela troca de autoria, mas o cabeçalho do meu post foi dirigido a você e à colega forista Astrid.

 


 
Res: Rafael e Astrid

 mensagem postada em 03/12/2014 - 09:12:36hs
 
 

Prezados Rafael e Astrid.

Lí as considerações por vocês aqui postadas, e também gostaria de emitir minha opinião.

1) É verdade que os EUA também são um País violento e cheio de crimes, afinal a população de lá é o dobro da população do Brasil, assim como a população carceraria.
2) O que leva os brasileiros a gastarem " milhares de dólares " lá é a política fiscal de nosso país, que avilta o preço final dos objetos de consumo (roupas, sapatos e até comida) no Brasil. Concordo que fica ridículo ver nossos cidadãos passeando pelos Shoppings e Outlets com malas enormes, comprando roupas e outras coisas e jogando dentro de suas malas !
3) Agora jogar a culpa dos furtos, roubos e assaltos nos turistas, como disse o amigo Rafael "SOU TURISTA, TENHO MUITO DINHEIRO EM NOTAS NOVINHAS, VENHAM ME ASSALTAR!!!! " aí eu não concordo.
É a mesma coisa de dizer que uma mulher que veste uma saia curta ou blusa decotada é culpada pelo estupro sofrido (desculpem pelas palavras).

Precisamos sim nos conscientizar que os EUA são um país como todos os outros, em que a segurança perdeu seu grau de confiabilidade (e diga-se de passagem: grande parte dos ladrões e meliantes são latinos !! infelizmente).

A respeito do assunto, tem um filme sendo veiculado na TV local, da florida, que pede que ninguém deixe suas compras dentro dos carros, especialmente nos feriados de final de ano.

Abraços.
Para quem se interessar em ver o vídeo, segue o link:

LINK
(mensagem de Ayrton Horikawa)



Amigo Ayrton,

Verifique o meu post e verá que essa frase não foi minha, apesar de que a sua comparação foi extremamente equivocada. Não compare maçãs com bananas.

O que eu disse e repito é que é muito difícil exterminar a criminalidade e nós fazemos de tudo para que fique mais fácil para a marginalidade.

As pessoas as vezes pensam que turista é Deus, ou algo do tipo que não pode ser tocado. Muito pelo contrário tratar o turista como cidadão já é uma grande coisa e todos nós somos muito bem tratados nos EUA.

Infelizmente o governo americano não pode colocar um segurança particular para cada um de nós, até porque o cidadão americano não tem isso. Por conta disso resta para nós deixarmos de sermos desligados e passarmos a ser " espertos".

Quando turista vem ao Brasil todo mundo quer tirar vantagem, existe a máxima de que " gringo" é mané, mas na verdade nós é que damos esse mole...

Vamos pensar na ótica de um carioca:
Será que se um carioca estivesse de férias no Rio de Janeiro, se hospedaria em um hotel baratinho, deixaria uma pequena fortuna no quarto, iria no outlet Nova América e deixaria o carro em um estacionamento de graça e aberto com o carro cheio de compras?

Será?

Abs

 


 
 
A atual narração da atração - Spaceship Earth foi gravada pela atriz Judi Dench. Anteriormente foram narradores: Jeremy Irons (1994-2008), Walter Cronkite (1986-1994) e Vic Perrin (1982-1986).