Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Res: Preparem-se para 2015, as novas taticas para vistoriar os que chegam do exterior

 mensagem postada em 25/09/2014 - 10:09:55hs
 
 

Isso q a receita ira fazer é um absurdo . Estou revoltada e indignada. Irão controlar todos os passos de quem viaja( profissão, salário, viagens q faz, peso de malas e até tipo de poltrona). É uma invasão de privacidade! Não ê possível que isso seja totalmente legal!! Pq não diminuem os impostos para q possamos comprar aqui? Pq não interceptaram os 5 funcionários da CBF q chegaram de Miami com 40 malas? O que a gente compra no exterior são produtos q aqui são caríssimos devido aos impostos, como um determinado hidratante que custa USD 10,00 nos EUA e aqui, nesse país de corruptos custa R$ 145,00! Será que realmente o povo brasileiro não pode fazer nada contra essa medida? Estou começando achar que a saída para esse pais é o aeroporto!

 


 
Res: Preparem-se para 2015, as novas taticas para vistoriar os que chegam do exterior

 mensagem postada em 25/09/2014 - 09:09:49hs
 
 

Na verdade esse envio de informação já está previsto desde pelo menos o decreto 6.759 de 2009. Só não estava sendo feito o uso efetivo da informação, pois as Cias aéreas já são obrigadas a informar o nome dos passageiros, voo de origem, qtd e peso das bagagens antes do voo chegar ao Brasil. Qualquer empresa de transporte internacional é obrigada a passar tais informações a Aduana, seja ela de passageiros ou apenas de mercadorias.


Na reportagem cita:
"Dados como local de origem, volume de bagagem, poltrona que o viajante ocupou no avião, duração da viagem e frequência com que faz o percurso serão considerados pela Receita, que cruzará as informações passadas pelas companhias aéreas com seu banco de dados próprio."
Alvo: Muambeiro de Luxo! hehehehehe

Outro:
"O grande objetivo dessas medidas é dar tratamento ágil para o passageiro comum, à medida que a Receita tem como atuar com fiscalização precisa, em cima de quem realmente apresenta indício de irregularidade. O cidadão comum que não incorre em nenhuma irregularidade vai ter uma passagem mais célere"
Ou seja, o turista comum.

Concordo com Astrid em relação ao aumento da cota. Já deveria ser de, no mínimo, U$ 2.000,00 por pessoa.
(mensagem de José Sales)


Li sobre o fato da companhia aérea passar informações sobre o peso das bagagens, o que já é algo meio intromissivo, além do resto citado. Mas não duvido nada que a receita peça o peso das bagagens ao embarcar e ao chegar! Do jeito que estamos nada me surpreende mais, segundo a reportagem até nossas informações bancárias eles já tem, isso está ficando mesmo como falaram um big brother, bem macabro por sinal!


(mensagem de Naty1986)


 


 
 
No pavilhão do Marrocos, logo na entrada do Tangerine Cafe, você encontra algumas palavras escritas em árabe que traduzindo significa: "informações para turistas", ou seja, nada relacionado ao café como sugere.