Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Chegada alfândega dia 15 de agosto - Galeão - RJ

 mensagem postada em 18/08/2014 - 11:08:13hs
 
 

Eu e minha esposa descemos no Galeão RJ no último dia 15 de agosto vindo de NY. O nosso voo chegou as 6h da manhã junto com um voo vindo de Miami ! Eu levei uma mala de tamanho médio com pouquíssimas coisas e minha esposa levou somente uma mala grande bem vazia ! Eu comprei roupas de uso pessoal e usei tudo e comprei apenas uma camisa para dar de presente ao meu pai pelo dia dos pais. Como eu já tinha combinado com minha esposa que ia comprar duas caixas de som para usarmos na nossa sala, resolvemos levar só duas malas e na volta as caixas de som viria despachada no avião como se fossem as outras duas malas na qual temos direito. A minha mala ficou com 25 kg na volta e cada caixa de som pesou no total 20 kg cada uma. Bem tranquilo em relação aos 32 kg que temos direito no avião por volume. Trouxe as caixas na sua caixa original e toda embalada. Conforme planejamos deu tudo certo. Eu voltei com minha mala cheia de roupas e 3 perfumes. Como eu sabia que a caixa de som iria chamar atenção não comprei nada de eletrônicos. E decidi ir direto para alfândega declarar as caixas de som. Cada caixa custou $ 320,00 e com o imposto da nota no valor de 8% do governo de NY, ela ficou com o valor final de $ 350,00. Com isso o total das duas caixas de som ficou $ 700,00. Então no aeroporto não vi ninguém da receita nem na fila do nada a declarar e nem na fila para declarar. Tava tudo muito tranquilo. Ainda pensei em pegar o rumo em direção ao nada a declarar, mas como o meu volume era muito grande, era quase certo lá na frente me pararem. Então decidimos nos separar mesmo e minha esposa que tinha trazido muita coisa de roupas, perfumes, maquiagens, cosméticos, shampoos, secador de cabelo profissional, 3x relógios, 3 óculos de sol de marca e três bolsas também bem caras de marca foi para o nada a declarar. Ela passou no duty free e comprou os presentes e encomendas e me contou depois que não tinha ninguém sendo revistado e nem indo pro Raio X. Foi super tranquilo e rápido ! Ela contou que tinha muita gente com muitas malas grandes e muitos volumes. E não parou ninguém na sua frente e ela passou somente com uma mala bem grande e muito pesada, mas que deu na balança 28 kg. Tudo certo pra ela. Agora quanto a minha experiência, eu realmente fui pra declarar mesmo. Eu até aquele momento era o único a pegar esse destino de ir pra receita. Eu estava com uma mochila nas costas, uma mala tamanho médio, e duas caixas de som que tinha exatamente cada uma o mesmo tamanho da minha mala. Ao chegar lá no final, não tinha ninguém parado ou sendo revistado na fiscalização. Tinham apenas 2 autoridades homens e 1 mulher policial. Ao chegar lá me perguntaram o que era aquelas duas caixas grandes de papelão e me perguntaram se estava trazendo mais coisas de eletrônicos e se tinha trazido roupas ou perfumes pra vender. Eu respondi a verdade dizendo que eram duas caixas de som que eu iria ligar na minha sala de casa e que tinha trazido roupas e perfumes apenas de uso pessoal e que eu tinha usado nos 10 dias de viagem. Ele falou que tava bem, mas que mesmo assim ia passar tudo no raio x e que ia ver se era verdade mesmo. E me disse que se voce tiver algo mais a declarar me conte logo a verdade, pois você só irá pagar o excedente e não irei multar. Então me pediu para passar a mochila, a mala e as caixas de som pelo raio x. Ao verem tudo, disse que tava ok, mas que queria as notas das caixas de som para calcular a taxa que eu iria pagar. Eu já estava com as notas em mãos e entreguei a ele. Foi ultrapassado 200 dólares, e como fiz o certo paguei 100 dólares de alfândega no câmbio comercial, que eqüivale a 50% do que excedeu. Fui ao caixa do Banco Safra que fica bem pertinho e paguei 235 Reais em dinheiro. Mas pode pagar também com cartão de débito. Tudo foi muito rápido. Eles não abriram nada meu e foram todos bem atenciosos e bem educados. Todo esse processo levei no máximo 5 minutos. As caixas de som chegaram bem embaladas e tudo perfeito. Aqui no Brasil uma só custa 2.000 mil Reais. Comprei as duas e ainda pagando a alfândega as duas saíram por cerca de 1.800 Reais. Isso mesmo as duas foram bem mais baratas que somente uma unidade no Brasil. Então seja honesto se for comprar coisa grande que não cabe dentro da mala.

 


 
 
Originalmente havia sido concebida uma montanha-russa para o pavilhão japonês (Epcot), cujo exterior representaria o Monte Fuji. Contudo, o projeto não foi levado a frente por conta de falta de verba e porque o patrocinador - Kodak - não gostaria de que o nome Fuji estivesse de alguma forma vinculado ao pavilhão.