Enquete – Qual a encomenda mais interessante que já lhe fizeram?

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

Peço encarecidamente a todos os amigos que se furtem a citar nomes, pois não é quero de maneira alguma que faltemos com o respeito a qualquer pessoa.

A manutenção do presente tópico fica condicionada a supressão do nome ou qualquer referência aquele que efetuou a encomenda.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Res: Desde o começo aprendi a dizer NÃO

 mensagem postada em 17/07/2014 - 10:07:40hs
 
 

Não vejo você como um chato e sim alguém que batalhou para conquistar o seu sonho, os outros que façam isso também, se querem algo devem ir atrás. Eu não tenho receio algum de falar não, quando conto que vou viajar, na sequência já falo, não vou fazer lista para ninguém, estou indo viajar para fazer compras para mim e repor meu guarda roupa e assim não dá para trazer nada extra. As pessoas me olham com aquela cara de espanto, mas eu não estou nem aí. Quem é seu amigo de verdade nem pede nada apenas curti junto com você o seu momento ( esse merece um presente ... risos). Por isso fica a dica não se sintam mal de falar não!!


Quem me conhece já sabe o quanto eu sou chato.

Sempre aviso, vou para passear e me divertir, estou de férias, que normalmente é curta, pois o trabalho não me permite mais que 15 dias.

Em se falando em pedidos, já digo logo, vou trazer eletrônicos e minha cota está tomada, nem me peçam, isso ate para minha mãe e irmão, quanto mais pros outros.

Se alguém muito próximo, me pedir algo, que eu entenda não ser incomodo, e, em um lugar que eu vá, e não faça volume etc.. tudo bem posso ate atender, dede que me entregue o dinheiro em dólar com o imposto e a pessoa já fica avisada, se ocorrer algo e eu for taxado e o seu pedido tiver impacto, vai ter que pagar o imposto de forma proporcional.

Outra forma, é pedindo e enviando para entregar no hotel, que não cobra por recebimento de encomendas. Mas isso só faço para pessoas muito próximas e de máxima confiança, e sabendo o que está sendo entregue, pois já vi casos de pessoas dizerem que estão comprando um relógio e quando vê se "empolgaram" e comprar mais um tanto de coisas e a pessoa foi recebendo no hotel e enchendo a mala.

Para vocês verem como sou chato e digo muitos NÃOs na cara de pau, de encomenda eu só trouxe 2 desodorantes, para uma amiga, que só vende fora do Brasil e que eu ia comprar pra mim também na Wallgrens. E para minha tia, que eu mesmo me ofereci, com segundas intenções, e comprei uma mala, onde eu trouxe as minhas coisas....risos, pois foi bom que fui com apenas 1 mala e minha esposa foi com 2, pois já tínhamos mala demais em casa e não precisávamos comprar mais.


Geralmente não digo a familia quando vou viajar, apenas mãe e irmã. E os colegas de trabalho sabem pq não tem como não saber.
Quando alguém me pede algo, se for grande, já adianto que não vai dar. Se for tranquilo de trazer, peço que a pessoa me diga onde tem e todas as especificações certinhas, além do dinheiro em dólar e falo para incluir o imposto de 7%. Se for passível de declaração, informo que vou declarar e já peço para acrescentar no dinheiro em dólar o valor da taxação da alfândega (50% do valor que excede os 500 dolares), já que a cota é para o meu uso, neh.
Se a pessoa não der tudo certinho até a partida, entendo que não quer mais, não fico perguntando.
Nunca aceito eu pagar e a pessoa me dar na volta, sempre falo que vou com grana a conta.
Apenas dou meu endereço do hotel para mandar entregar lá para minha mãe e irmã, que não abusam de jeito nenhum, e só compram após pedir minha permissão.
Assim, nunca tive que procurar nada de encomenda, apesar de não negar de trazer, pq as pessoas veem que não eh tao barato ou fácil assim e desistem.
(mensagem de Sabrina Guerreiro)



(mensagem de Alexandre Baima)


 


 
Desde o começo aprendi a dizer NÃO

 mensagem postada em 17/07/2014 - 08:07:51hs
 
 

Quem me conhece já sabe o quanto eu sou chato.

Sempre aviso, vou para passear e me divertir, estou de férias, que normalmente é curta, pois o trabalho não me permite mais que 15 dias.

Em se falando em pedidos, já digo logo, vou trazer eletrônicos e minha cota está tomada, nem me peçam, isso ate para minha mãe e irmão, quanto mais pros outros.

Se alguém muito próximo, me pedir algo, que eu entenda não ser incomodo, e, em um lugar que eu vá, e não faça volume etc.. tudo bem posso ate atender, dede que me entregue o dinheiro em dólar com o imposto e a pessoa já fica avisada, se ocorrer algo e eu for taxado e o seu pedido tiver impacto, vai ter que pagar o imposto de forma proporcional.

Outra forma, é pedindo e enviando para entregar no hotel, que não cobra por recebimento de encomendas. Mas isso só faço para pessoas muito próximas e de máxima confiança, e sabendo o que está sendo entregue, pois já vi casos de pessoas dizerem que estão comprando um relógio e quando vê se "empolgaram" e comprar mais um tanto de coisas e a pessoa foi recebendo no hotel e enchendo a mala.

Para vocês verem como sou chato e digo muitos NÃOs na cara de pau, de encomenda eu só trouxe 2 desodorantes, para uma amiga, que só vende fora do Brasil e que eu ia comprar pra mim também na Wallgrens. E para minha tia, que eu mesmo me ofereci, com segundas intenções, e comprei uma mala, onde eu trouxe as minhas coisas....risos, pois foi bom que fui com apenas 1 mala e minha esposa foi com 2, pois já tínhamos mala demais em casa e não precisávamos comprar mais.


Geralmente não digo a familia quando vou viajar, apenas mãe e irmã. E os colegas de trabalho sabem pq não tem como não saber.
Quando alguém me pede algo, se for grande, já adianto que não vai dar. Se for tranquilo de trazer, peço que a pessoa me diga onde tem e todas as especificações certinhas, além do dinheiro em dólar e falo para incluir o imposto de 7%. Se for passível de declaração, informo que vou declarar e já peço para acrescentar no dinheiro em dólar o valor da taxação da alfândega (50% do valor que excede os 500 dolares), já que a cota é para o meu uso, neh.
Se a pessoa não der tudo certinho até a partida, entendo que não quer mais, não fico perguntando.
Nunca aceito eu pagar e a pessoa me dar na volta, sempre falo que vou com grana a conta.
Apenas dou meu endereço do hotel para mandar entregar lá para minha mãe e irmã, que não abusam de jeito nenhum, e só compram após pedir minha permissão.
Assim, nunca tive que procurar nada de encomenda, apesar de não negar de trazer, pq as pessoas veem que não eh tao barato ou fácil assim e desistem.
(mensagem de Sabrina Guerreiro)


 


 
 
A ilumininação do interior do pavilhão do México é propositalmente baixa para simular o anoitecer. Pois, segundo a cultura mexicana, é neste período do dia, que amigos e familiares se reunem na plaza para se divertirem.