Alfândega - Cota de Isenção

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

Bens de uso pessoal - Instrução Normativa RFB nº 1.059, de 2 de agosto de 2010 - link - art. 2º., §1º., "Os bens de caráter manifestamente pessoal a que se refere o inciso VII do caput abrangem, entre outros, uma máquina fotográfica, um relógio de pulso e um telefone celular usados que o viajante porte consigo, desde que em compatibilidade com as circunstâncias da viagem."
Além dos produtos enquadrados como de uso pessoal que observa o limite de quantidade, também é concedida a cota de isenção para outros até US$ 500,00.
Naquilo que o valor dos produtos que trouxer da sua viagem exceder a cota incide o imposto no percentual de 50% devendo o viajante preencher a DBA ("Declaração de Bagagem Acompanhada") e entregar na afândega na fila para aqueles que tem "Bens a Declarar".
Aqueles que cientes que os produtos que estão trazendo ultrapassam a cota de isenção e ainda assim optarem por não declará-los (fila "Nada a Declarar") estão sujeitos a multa (50% do valor dos bens que exceder a cota de isenção).
Informações relacionadas:
- Portaria COANA nº. 7.
- Resolução ANAC nº. 255.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Res: Maurício

 mensagem postada em 06/02/2014 - 08:02:19hs
 
 

Esse segundo vôo é TAM (entre GRU e GIG)?
Começa com 3?

Se for (e deve ser, pois acho que a TAM não tem mais pernas internacionais entre GRU e GIG, vôo começando com 8), sua imigração será em GRU.

Entre GRU e GIG, prefiro GIG. Não por conta de ser mais fácil, ou não, ou por ser mais organizado, ou não.
Acho os 2 muitos ruins nesses aspectos.

Mas prefiro GIG pq, após sua imigração / alfândega, vc já sai direto. Acabou. Não precisa ir para nova fila para redespachar malas etc.

O vôo de SDQ, da Gol, chega ao GIG em um bom horário, sem muitos outros vôos competindo (até pq, desembarca no Terminal 1 e não no 2, onde, hoje em dia, chegam United, TAM, AA, Delta, tudo junto).

A Gol usa o mesmo tipo de avião da Copa, mas sem entretenimento (nem o coletivo tem).
A parada em SDQ, tanto na ida quanto na volta, é bem tranquila e funciona no mesmo esquema de PTY, com a Copa. Sem necessidade de imigração / alfândega / pegar mala.

Entretanto, o vôo da TAM entre MCO e GRU costuma ser feito em um A330, muito melhor do que o 737 da Gol.

Sds (mensagem de FabioLiporace)


Maurício,

Como já disse em outro tópico, voar de GOL me surpreendeu e nada tenho a reclamar. Tirando o fato de não ter entretenimento a bordo, o vôo foi ótimo, bem tranquilo, sem muito chacoalhar, o avião é pequeno, novo, com tomadas debaixo do banco (pode levar um IPAD ou NOTE e ficar vendo filmes), mas bem mais espaçoso que os demais (AA e DELTA) e a parada em São Domingo é bem tranquila, não precisamos tirar malas, nem nada. O avião é o mesmo, apenas troca a tripulação e abastece.

Já a irmã da minha amiga retornou de TAM e teve algumas dificuldades, inclusive com pesagem de bagagem de mão .... enfim, cada caso é um caso.

Cheguei dia 31.01, em GIG, com 6 malas grandes e mais três malas de mão, mais minha bolsa, mochila do meu marido, uma bolsa média com filmadora e máquina fotográfica e minha filha ainda veio segurando um saco com uma boneca Monster High, que era presente, para não amassar, passamos direto, sem qualquer problema. Apesar do grupo grande, passamos uma família de cada vez, intercalando com outros passageiros. Passei eu, meu marido e minha filha.

Boa sorte e boa viagem.

Mônica Santoro

 


 
 
A atração Expedition Everest do parque Disney’s Animal Kingdom (61 metros de altura) é a mais alta do Walt Disney World Resort, seguida pelo The Twilight Zone Tower of Terror do Disney’s Hollywood Studios (60 metros de altura), Cinderella Castle do Magic Kingdom (57 metros de altura), Spaceship Earth do Epcot (55 metros), Space Mountain do Magic Kingdom (54 metros de altura) e The Tree of Life do Disney’s Animal Kingdom (44 metros de altura).