Enquete - Qual seu maior mico?

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Mico do Pedágio

 mensagem postada em 18/07/2012 - 08:07:12hs
 
 

Não tinha visto este tópico de mico, tive vários lá, mas este é um dos melhores!!! rss



Fui a primeira vez na Disney em junho/2009 e pesquisei absolutamente tudo aqui no Viajando para Orlando.

Fiz tipo uma pós-graduação...kkk....pois fomos eu, meu marido e uma amiga.

Eu e meu marido não falamos absolutamente nada de inglês e minha amiga fazia aulas há 2 anos mas não tinha fluência.

Preocupada com isso, fiz 8 apostilas (uma para cada parque da Disney, uma para cada parque da Universal, uma de compras e uma de informações gerais)... elas eram do tamanho de uma agenda pra caber na bolsa que carregava lá e falavam desde como eu devia me comportar ao chegar na imigração até comentários das pessoas sobre cada atração, tamanho das roupas, imagens que demonstravam como fazer pra abastecer o carro, etc.

Enfim, fui pra lá sem inglês mas por dentro de praticamente tudo...

“No dia de ir embora, esta era a situação do carro básico que alugamos: eu e meu marido na frente, ele dirigindo e eu com uma mala pequena no chão do carro, pés por cima dela e duas sacolas enorme no colo, com todas as pelúcias dos meus lindos personagens Disney, mal conseguia ver a frente. Na parte de trás três malas em pé nos bancos do carro e minha amiga sentada no cantinho, logo atrás do motorista... porta-malas: lotado!!!!rss

Enfiamos tudo no carro pra minha amiga não ter que ir de táxi sozinha pro aeroporto.

De repente vejo uma placa dizendo qualquer coisa que não entendi, dentre elas: “Sunpass” – gente, acho que é isso, não falo inglês, que dirá escrever!!!kkk

Eu olho e penso sem dizer nada: “ahhhh, eu anotei isso na apostila, é pedágio, temos que escolher a cabine XXX!!!”

Então o carro vai se aproximando, avistamos lá longe os outros carros nas filas e as cabines ... e segue o diálogo:

Eu: “Amor, é pedágio, U$0,75”

Meu marido: “Paula (nome da minha amiga), me dá aí U$0,75”

Paula (com cara de vergonha): “Hihihi..não tenho, deixei tudo no restaurante Brasileiro, pra não voltar com dólares.”

Meu marido (com cara de preocupado): “Você tem?”

Eu: “Vc tá me zoando que não tem U$0,75 né?”

Meu marido (morrendo de medo): “Não, também usei tudo no restaurante, dei todas as moedas lá, pra que eu ia ficar com moedas?”

Eu (falei rindo mas estava com vontade de chorar, morrendo de preocupação): “Lógico que não tenho! Eu passei meses fazendo apostila, pesquisando tudo pra essa viagem dar certo, mas dinheiro ficou tudo com vc, nem andei com carteira no parque, vc sabe disso. Vcs dois só podem estar brincando comigo, como que alguém que está em outro país sai sem dinheiro nenhum na carteira? ”

Meu marido: “é que a gente já ia para o aeroporto, achei que não precisava mais...”

Paula: “eu também...”

Eis que o carro chega no guichê, a funcionária fala: U$0,75.

Meu marido pega a carteira, coloca pra fora do carro e mostra pra funcionária, abrindo deixando uns R$100,00 a mostra, e diz: “no English, no dólar...”

Ela repete com aquela cara de são apenas 0,75: “Sr. U$0,75”

Meu marido: “No.... no english, no dólar...”kkkk

Eu escondo minha cabeça no meio dos sacos pra funcionária não ver... estava nervosa mas a vontade era fazer xixi de tanto rir...só pensava: não acredito nisso...

A funcionária falava, falava... e meu marido gesticulava dizendo sempre as mesmas frases absurdas: “Espanhol??? No English, no money, no dólar... From Brazil”!!!kkkk

Então ela desistiu, foi pra dentro da cabine, ligou pra alguém e falava, falava... a fila de carros atrás foi dispersando, os motoristas foram para outros guichês, alguns buzinaram.... e eu lá, pensando que Deus é maravilhoso pq isso só aconteceu na hora de ir embora, afinal, qualquer coisa eu já tava indo mesmo!!!!rsss

Aí ela volta e começamos um diálogo super produtivo:

Funcionária: “blá, blá, blá, blá.... Rent a Car”

Minha amiga: “Aline, Rent a Car, é algo com o aluguel do carro, acho que está perguntando se o carro é alugado.”

Eu: “rent a car? Este car??” e apontamos o indicador para o chão do carro...kkkk

Funcionária: “yes”

Funcionária: Blá, blá, blá, blá, blá....

Eu: “Paula, que ela falou?”

Minha amiga: “Não entendi nada”

E meu marido faz mímica... dizendo “No english” e fazendo sinal com as mãos para ela falar mais devagar...kkk

Funcionária: “Blá, blá, blá, blá, blá.... ID”

Minha amiga: “eu não sei, alguma coisa ai dí...”

Eu: “Ai dí, eu sei, é identificação, amor, passa sua carteira de motorista pra ela!!!”

Então a funcionária pega a ID e fala pausadamente “rent a car” apontando para a carteira... na hora ligamos que eram os documentos do carro, peguei tudo que estava no porta-luvas e passamos pra ela.

Depois de uns minutinhos ela volta com um papel tipo comprovante bancário, nos entrega e fala mais um monte de blá, blá, blá e abre a cancela.

A gente sai e então começa a rir muito no carro com o que ela deve ter pensado de nós, com a loucura que foi e etc, mas todos satisfeitos pq conseguimos, não sabemos como mas tudo estava certo, na locadora a gente perguntava o que era o tal papel pois lá tinha gente que falava espanhol...

Então eu vejo outra placa: “Sunpass”... estremecemos... de novo não!!!

Por sorte, eu sei lá, acho que ela deve ter avisado pelo rádio, mas qdo paramos no guichê meu marido nem esperou o atendente falar, já foi mostrando a carteira e dizendo: ” No english, no money...” e o cara simplesmente deu sinal com as mãos e abriu a cancela...

Só depois, qdo entregamos o carro no aeroporto (e antes de chegar no estacionamento da locadora teve mais um mico muito bom!!!) é que a funcionária conseguiu nos explicar que aquele boleto deveria ser pago na rede bancária no outro dia... como estávamos indo embora e tivemos que solicitar este serviço a locadora, acabamos tendo que pagar aquela taxa de pedágio que eles oferecem quando a gente aluga o carro... se não me engano foi U$12, que vieram no cartão de crédito um mês depois... mas... sobrevivemos!!!! Heheheeee

 


 
 
Todo o lixo do parque Magic Kingdom é transportado por um sistema denominado "AVAC" que locomove os detritos até a central de processamento utilizando gás comprimido a uma velocidade de quase 100 km/h. Posteriormente todo o lixo é processado e reciclado.