Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Quarto dia 12/09/2007 – Saída de miami para orland

 mensagem postada em 29/11/2007 - 11:11:19hs
 
 

Acordamos por volta de 8:30 da manhã, me despedi daquele marzão lindo, daquele sol maravilhoso que batia na sacada do quarto, e ali mesmo sozinho fiz uma promessa. Em 2009 estaremos novamente aqui, mais desta vez com amigos.
Arrumamos as malas, fechamos a conta, inclusive a taxa de parking (caro demais, acho que 18 doleta por dia), fomos ao wallgreens comprar umas cocas, águas, para levar no carro, pois o dia iria ser longo, e estava calculando chegarmos em orlando só a noite.
Após passar no wallgreens e comprar as tralhas, fiz uma surpresa para mina esposa.
Tinha conversado com este nosso amigo de miami, onde poderia comprar um lap top com preço justo, e loja de boa procedência.
Ele me indicou o Office Deppot.
Era ali mesmo que eu iria dar o susto nela.
Saímos em direção ao office deppot, para a surpresa, chegando lá ela estranhou,e perguntou que loja é esta.
Então falei, vou realizar teu (nosso) sonho. Na hora ela ficou toda feliz, dito e feito meus amigos, comprei um lap top para ela (para nós né?), hehe,, ganhamos uma maletinha de neopreme, sendo que já tinramos o bixo da caixa.
Saímos da loja, ela com um sorrizo na orela, com aquele brinquedinho novo no carro, alisava feito uma criança pequena.
Fomos em direção a primeira parada acho que era Hollywood.
Chegamos em Hollywood, cidade muito bonita, como todas da flórida. Passeamos de carro por ali, e nos dirigimos até a praia.
Conhecemos a cidade, e tocamos o nosso chevrolet cobalt vermelhito, para Fort Lauderdale, uma das cidades mais linda que eu já vi.
Já tinha ido em Fort L. em 94, mais agora estaríamos vendo de outra maneira, pois estava dirigindo, pois naquela época tinha ido de excursão.
Gente, Fort L. eu moraria tranqüilo, mais só depois de me aposentar no Brasil, a cidade é toda arborizada, com aqueles canais magníficos, não é a toa que eles chamam esta cidade de veneza americana.
Aqueles pequenos barcos atracados nos canais, realmente lindo demais, é muita emoção para um coração.
Fomos até a praia de Fort L. batemos umas fotos, e tocamos o carro para pompano Beach.
Estávamos tranqüilos, sem hora para chegar, almoçávamos a hora que a fome aparecia, o carro com isopor cheio de coca cola, águas, (um bando de farofeiro), mais é bom...
Aquela festa no carro, a Renata com o brinquedo novo, eu curtindo as paisagens, a cidade, a estrada, sintonizado na WA1A, só tocando musicas excelentes, tava tudo muito bom....
Enfim chegamos a Pompano Beach, passeamos por ali, praias, compramos uns imãs de geladeira, para por na nossa casa nova.
Todo o lugar que íamos, a Renata comprava um imã de geladeira e um copinho pequeno, que mais parecia se de cachaça, com o nome do local, para por em uma estante lá em casa.
Bom, visitando ali, aquelas praias da costa da Flórida, nos tocamos pela turnipike, em direção a capital intergalactia do entretenimento e da diversão.
Com aquele GPS alugado, tudo tinha ficado mais fácil, ganhamos enormemente em tempo, pois não havíamos mais nos perdido.
Indo pela turnipike, até orlando , paramos em dois plazas, o primeiro para comer, e o segundo para ir ao banheiro, pois a ida ainda era longa.
Pegamos um final de tarde lindo, aquele sol indo embora no horizonte, naquele retão com asfalto de primeiro mundo.
Chegamos em Orlando por volta de 23:30, na hora que embiquei o carro na international drive, só faltou chorar, pois estava respirando o ar mais mágico do mundo.
Chegamos no hotel Ramada In, fizemos o check in, e fomos para o quarto.
Chegando no quarto mais uma surpresa, uma vista linda para o Sky Lake, o mesmo lago que fica o wet´n wild.
Aquelas luzes, aquele agito todo na minha frente, a renata estava apaixonada pelo quarto e por tudo que estávamos vivendo.
Meus amigos, nem dormi direito, cheguei a dormir de cortinas abertas ovacionando aquele lago, e céu estrelado, pois o outro dia tinhamos MGM

 


 
 
O portal "torii" existente no pavilhão japonês (Epcot) foi baseado no Itsukushima Shinto Shrine e representa a passagem entre o mundo físico e o espiritual.