Embarque - Declaração de Bens

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Marques

 mensagem postada em 15/04/2010 - 01:04:32hs
 
 

Tens razão amigo, me confundi. Foi na Receita Federal. É que vi o distintivo dele de relance, daqueles que se usa no peito, e logo fiz a confusão, pois Policias Federais também o usam.

Uma coisa é certa, não fiz confusão em relação ao órgão que fui, apenas em relação ao seu nome. Havia modelos da declaração a disposição.

O que fiquei chateado de verdade foi que o agente me informou que sem o comprovante de viagem (passaporte + passagens) eu não poderia fazer a declaração.

Oras, isso não é verdade. Senti que o agente não queria me atender. Pois se eu fosse fazer uma viagem ao Paraguai ou Argentina por exemplo, de carro, não teria (e nem precisaria) desses documentos. Entretanto, se a declaração não estivesse comigo quando do retorno, seria taxado.

O ruim foi ouvir dele as seguintes palavras:

"Sem passaporte, sem passagem aérea, sem chance. Por que não deixou pra vir no dia? Isto aqui é aberto das 8 as 22 todo dia. Por que vir aqui agora? Não vou regitrar isso, registre no dia da sua viagem e com os devidos comprovantes. Tchau"

Não foram essas palavras, mas foi mais ou menos isso.
E o pior é que cheguei dando boa tarde, como vai, por gentileza, preciso registrar a saída de dois equipamentos. Entendo, certo. Farei. Agradeço a informação. Apenas quis aproveitar a oportunidade para fazê-lo uma vez que vim aqui ao lado, na Anvisa, registrar outro documento. Até logo.

Mas faz parte do nosso cotidiano. Sei que o tratamento do agente nada tem a ver com a seriedade do órgão e que não reflete a realidade, apenas um momento ruim, do tipo estar no lugar errado e na hora errada.

Abraços

 


 
 
Walt Disney queria ter certeza que os "negócios" do Parque nunca se intrometessem no "show". Então ele construiu aproximadamente 2,4 km (1,5 milha) de túneis de acesso "Utilidors" sob o parque Magic Kingdom.