Walt Disney World - Refeições com os personagens

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Minha Experiência: The Akershus

 mensagem postada em 27/05/2007 - 10:05:00hs
 
 

Prosseguindo em meus relatos, fomos no dia 19/04 almoçar no restaurante The Akershus, localizado no país Noruega do Epcot Center, para sermos recebidos pelas princesas.

Como chegamos no EC logo na abertura, acabamos adiantando quase todos os brinquedos do Future World, tendo em vista que sabíamos "perderíamos" (lembro a todos: tempo de diversão nas atrações do parque) um bom tempo no almoço com as princesas (assim como ocorreu com relação ao Chrystal Palace). Mas como retornaríamos ao EC, estávamos bem tranqüilos com relação ao tempo.

E isso foi fator crucial, pois logo de cara, esperamos mais de 30 minutos para entrarmos no restaurante, apesar de termos chegado com mais de 10 minutos de antecedência. Constatei que aquele restaurante fica mesmo lotado, por isso que na reserva a Disney solicita o nº de um cartão de crédito (pois você será penalizado com o pagamento de U$ 10 por pessoa, caso não compareça). Mas fazer o quê, se minha filha estava louca pra conhecer as princesas?

Logo que entramos, fomos recebidos para uma sessão de fotos com a bela adormecida, num daqueles estúdios improvisados em que podemos tirar fotos com a nossa própria máquina fotográfica, mas que não ficará tão boa quanto a foto tirada pelo fotógrafo do Photopass. Creio que esta sessão inicial de fotos seja a causadora da demora inicial, pois quem fala com fluência o inglês costuma ficar conversando com a bela adormecida logo na entrada. Isso faz com que a fila não ande lá fora do restaurante, pois eu percebi que havia vários lugares vazios no mesmo.

Aliás, percebi também que quando os personagens da Disney são de "carne-e-osso", aqueles que tem uma fluência em inglês acabam alugando em demasia a visita dos personagens, pois as princesas, neste caso, são muito simpáticas e dão atenção a todas as crianças. Mas tem sempre aquela família de americanos busca-pé que fica maravilhado com os personagens, e não os deixa sair das suas mesas.

Mas o impedimento da língua é não é barreira maior para a comunicação, pois muitas das vezes o carinho e a simpatia de sentidos (beijos, abraços e etc.) são suficientes para uma excelente interatividade. E além disso, muitas princesas falam espanhol. Mas se você souber se comunicar em inglês, diria eu, seu dia estará ganho.

Estavam lá Cinderella, Ariel, Bella, Jasmin e a Bela Adormecida. Tivemos sorte de ter conosco a Cinderella, pois soube que ela é raridade por lá, mas não estavam a Branca de Neve e a Mullan. Elas são muito simpáticas e amáveis, algumas bonitas porém, algumas não tão bonitas. Mas todas superproduzidas e maquiadas.

Minha filha ficou encantada com todas as princesas. Não tirava os olhos delas. Foi uma grata surpresa, pois achava que a materialização de um personagem (personagem de "carne-e-osso") pudesse tirar o brilho do encontro. Muito pelo contrário: minha filha acreditava que entávamos num Castelo com a ilustre presença das princesas.

Pra variar, fomos muito bem recebidos e atentidos. A comida, típica da Noruega (lá você pede um prato para o almoço e pede um prato de sobremesa. Não é sistema Buffet. O refrigerante segue o esquema de refil, e tudo está incluído no preço final), era muito gostosa (a melhor de todos os restaurantes que eu fui).

Mas fiquei decepcionado com o fato de que o Castelo não lhe dá a sensação de conforto que o Chrystal Palace e os demais restaurantes te dão: ele é apertado e as pessoas costumam ficar muito próximas umas das outras. Pra vocês verem só: fomos em três, para um mesa de quatro. Quando fomos colocar nossas mochilas na cadeira que sobrou, eles trataram logo de retirá-la, pois assim eles garantiriam um pouco mais de espaço para as gaçornetes e princesas circularem pelos apertados corredores. E as nossas coisas ficaram no chão.

Verificamos outro "problema": o tempo. Ao invés de irmos nos servir, no sistema de Buffet, tivemos que escolher o nosso prato junto à garçonete. E o nosso prato levou uns 20-25 minutos para chegar Levamos quase que três horas desde o horário de nossa reserva até o horário de nossa saída. Muito tempo "perdido".

Mas o local não deixava de ser agradável, apesar da bagunça generalizada, toda vez que surgia uma princesa na área (pessoas esbarrando na gente, dando-nos cotovelada, etc), e da parada súbita quando estávamos comendo para recebermos uma princesa em nossa mesa.

Minha filha ficou encantada. Dissemos novamente que era o seu aniversário naquele dia e ela ganhou um biscoitinho gostosinho de brinde (no Chrystal ela ganhou um muffin com uma vela e um cartão, além da garçonete cantar-lhe parabéns), além de chamegos das princesas, que posaram para várias fotos e assinaram o livrinho de autógrafos dela.

Assim como em outros restaurante Disney, você pode ficar nele o tempo que quiser, pois ninguém te constrange para sair, apesar de te darem a conta logo no momento que você acaba de comer o prato principal.

Fantástica experiência. Veremos, na próxima vez, se o Cinderella's Royal Table é tão bom.

 


 
 
Cinderella Castle foi inaugurado concomitantemente com o Magic Kingdom em 01 de outubro de 1971, após 18 (dezoito) meses despendidos para sua construção, foi concebido para resistir até mesmo a furacões, graças a sua estrutura interna de aço, fundação de concreto e parte externa em fibra de vidro.