Outubro 17, 2014 @ 12:00 am

Viajando com bebês ou crianças pequenas para Orlando

 
 

Os amigos que tem bebês ou crianças ainda pequenas tão logo começam a programar a sua viagem para Orlando por certo se defrontam com muitas questões pertinentes a alimentação, saúde, filas, etc.

Muitas pessoas optam por deixar os pequenas com os avós, e eu respeito isto, pois realmente dependendo da idade eles não irão aproveitar muito. Porém, como já sofro até mesmo por deixar os meus "filhos peludos", não passa pela minha cabeça viajar para qualquer lugar e deixar a Manuella, minha filha que atualmente conta com apenas 9 meses de vida.

A cidade de Orlando oferece uma excelente estrutura para receber bebês e crianças pequenas. Na realidade está preparada para receber visitantes de todas as idades.

Já preparando a minha próxima viagem, passo a discorrer sobre alguns pontos que entendo de fundamental importância para todos aqueles que viajam com os seus pequenos:

 

No avião:

  • É bom reservar a sua passagem aérea para um horário que saiba que o infante estará dormindo;
  • Reserve o quanto antes os assentos, lembrando que algumas empresas fornecem berço e que este tem limite de capacidade. Não deixe para fazer isto em cima da hora ou somente por ocasião do check-in!
  • Se tiver que reservar quando do check in procure chegar bem antes no aeroporto.
  • Atualmente todas as empresas comercializam assentos na classe econômica com mais espaço e se você não vai comprar um assento para o seu pequeno, considere pelo menos investir em mais conforto pois ele irá no seu colo.
  • Procure levar uma mochila com os itens de higiene, duas trocas de roupas, mamadeiras, leite, água e comidinhas. Para quem vai com criança é permitido levar estes itens.
  • Leve o brinquedo predileto do seu filho, filminhos e vídeos em um tablet ou celular, lembrando que agora os eletrônicos devem estar com as baterias carregadas por determinação da TSA.
  • Na hora de trocar a fralda, vale o bom senso. Já tenha tudo o que precisa na mão e se quiser trocar na poltrona, lembre-se de perguntar para o passageiro do lado se ele não se opõe. Caso contrário, você poderá fazer a troca no banheiro.
  • Normalmente os pequenos detestam quando o avião decola ou aterrissa por conta da mudança de pressão, então use uma mamadeira ou chupeta, pois a sucção ajuda e melhorar os efeitos nos ouvidos.
  • Paciência, paciência e paciência.... se tem muito adulto que detesta voar, seu pequeno também tem este direito e poderá chorar. Neste momento tenha paciência e não ligue para os olhares dos outros passageiros e peça desculpas pelo barulho.

 

Alimentação

Se você entender pertinente pode levar na bagagem despachada alimentos industrializados que o seu pequeno já esteja bem adaptado, como é o caso das papinhas. Todavia, vale também notar que nos mercados em Orlando você encontrará papinhas de outras marcas, assim como frutas que também podem ser encontradas com facilidade.

Nos Estados Unidos as papinhas, mesmo as salgadas, são mais adocicadas, o que pode acabar não sendo agradável ao paladar do seu bebê. Também é possível encontrar nos mercados de lá papinhas orgânicas.

 

Transporte

Bom destacar que nos Estados Unidos a legislação de trânsito exige que você transporte o seu pequeno adequadamente em cadeirinha ou booster para a sua segurança.

Geralmente do nascimento até a 02 (dois) anos de idade as crianças devem utilizar a cadeirinha (?child seat?) e ficar de costas para o motorista; dos 02 (dois) anos até 04 (quarto) anos de idade e até 18 (dezoito) quilos também é obrigatória a utilização da cadeirinhas (?child seat?), todavia, pode o menor ficar voltada para a frente.

Se o seu pequeno tiver idade entre 04 (quatro) e 08 (oito) anos e altura inferior a 1,50m (um metro e cinquenta centímetros) é recomendada a utilização do assento denominado booster. E crianças com idade superior a 08 (oito) anos ou altura superior a 1,50m (um metro e cinquenta centímetros) estão autorizadas a utilizarem o cinto de segurança do veículo desde que o mesmo se ajuste adequadamente, ou seja, cruze o peito da criança e não o seu pescoço, caso contrário, é recomendada a utilização do booster.

Além disso, bom destacar que todas as crianças até 13 (treze) anos de idade devem ser transportadas no banco traseiro do veículo.

 

Nos parques de Orlando

Lembre-se que você está no melhor lugar do mundo para se estar na companhia de um bebê ou de uma criança pequena! Os parques oferecem toda a estrutura que você necessita!

Tenha em mente que a sua viagem não vai ser a mesma, o ritmo vai ser outro, você ficará com certeza mais cansada. Contudo você irá se surpreender em descobrir detalhes das atrações, dos restaurantes e das lojas que você nunca imaginou.

Outra coisa que eu particularmente acho que é importante destacar é com relação a movimentação com o carrinho nos parques. Respeito os outros visitantes, não obrigue os demais a sair da sua frente só porque está empurrando o carrinho.

O que levar para os parques para o seu pequeno:

  • chapéu e protetor solar.
  • 3 trocas de roupas - sendo uma mais para o frio, porque a noite sempre pode esfriar mesmo no verão da Flórida.
  • mamadeira, leite, água, papinhas de frutas (você compra no Publix e tem diversas marcas sem açúcar, corantes ou conservantes) e algumas comidinhas que o seu filho esteja acostumado.
  • fraldas, pomada, trocador, lenço umedecido - se esquecer em todo parque você poderá comprar estes itens no baby care center.
  • carrinho com capota para proteger o bebê do sol - o carrinho para bebês e crianças pequenas além de leve e fácil de fechar precisa reclinar e ser confortável para as sonecas do seu filho. Existem ótimas opções com estas características por menos de U$100,00 e tenha certeza que valerá o investimento. Nos parques, a diária do aluguel do carrinho custa em média US$ 15,00.
  • uma mochila para levar estes itens e deixar as mãos livres.
  • canguru ou sling - nem sempre o bebê vai querer ficar no carrinho e estes carregadores de bebê salvam os braços dos pais. Sem contar que para entrar e sair do tram ou do ônibus da Disney, você terá que carregar o seu filho e nesta hora estar com as mãos livres é muito bom.

Todo parque tem banheiros com trocadores e banheiros para a família onde o papai poderá trocar as fraldas do bebê.

Assim como você também dispõe nos parques do Baby Care Center que tem de tudo: cadeirão, microondas, trocador, área para a amamentação, venda de produtos caso você tenha esquecido, dentre outros.

Também importante destacar a questão das filas. Os parques de Orlando oferecem o sistema "baby swap" ou "child swap" que permite que um dos genitores permaneça com o menor enquanto o outro se diverte na atração. Posteriormente, os lugares são invertidos, ou seja, aquele que brincou cuida da criança enquanto o outro se diverte, tudo isso, sem a necessidade de enfrentar toda a fila novamente.

Para valer-se de tal recurso indaga ao cast member ("funcionário") da atração que pretende utilizar a respeito do funcionamento desse sistema. Geralmente nos parques da Disney é fornecido um cartão que dá direito a um dos pais ingressarem sem pegar novamente a fila e na Universal todos (genitores e menor) entram na fila e posteriormente um dos pais aguarda num espaço específico até que possa trocar de lugar com o outro que ingressou na atração.

Bom lembrar também que algumas atrações oferecem a opção "single rider", ou seja, uma fila diferenciada, geralmente mais rápida que a normal, na qual ingressam os visitantes que estejam sozinhos, ou seja, que não pretendam ingressar na atração conjuntamente com outros membros do seu grupo.

 

Refeições com Personagens

Além das paradas e dos espetáculos com os personagens queridos pelos pequenos é bom também - em querendo - agendar alguma refeição com personagens, seja um café da manhã, almoço ou jantar.

Essa é uma excelente oportunidade para divertir o seu pequeno e tirar muitas fotos para guardar de lembrança.

Não deixe de pesquisar nas páginas fixas do Viajando para Orlando ou mesmo no seu fórum a respeito das refeições com personagens existentes ("Character Dining").

 

Seguro Viagem

Além de levar todos os medicamentos que o seu filho, ou a sua filha, necessita. É sempre bom contratar um bom seguro viagem, pois caso necessite de assistência em solo americano, será de extrema valia contar com tal serviço que dentre outras comodidades poderá lhe apontar rapidamente onde levar o seu pequeno ou mesmo solicitar que um médico vá até o seu hotel para examiná-lo.

Como o amigo Ronaldo Esteves (Orlando Tickets Online) sempre destaca, nos Estados Unidos uma diária de internação num hospital é muito mais cara do que qualquer diária em resort de luxo dentro do complexo Disney. Desta forma, seja precavido, não deixe que contratar um seguro viagem.

 

Apontamentos finais

Uma viagem para Disney normalmente é planejada algumas semanas ou meses antes de acontecer, então acostume seu filho a tirar sonecas mesmo quando tem barulho ou claridade, pois se ele estiver acostumado a dormir somente sem barulho e no escuro poderá te dar mais trabalho quando estiver cansado nos parques.

Já comece o treinamento em casa mesmo, deixando televisão ligada e o quarto claro. Assim, ele poderá dormir no carrinho, caso não seja possível, você terá que voltar ao hotel para ele descansar e depois retornarem ao parque.

Para quem tem filho que já anda uma dica é a coleira de criança ("kid leash"). Sim, você pode até pensar que é um horror colocar filho na coleira, mas pense que perder o seu filho pode ser muito pior. Eu particularmente prefiro milhões de olhares julgadores do que perder a minha pequena.

Outra dica importante é sempre colocar uma pulseira com os dados da criança, o número celular que você estará usando nos EUA ou o telefone do hotel onde você está hospedado.

No Brasil já existem empresas que fazem estas pulseiras personalizadas, ou você pode comprar na Amazon.

Enfim, procure estudar bastante a respeito do tema, monte a sua programação diária em Orlando, mas tenha em mente que com bebê ou criança pequena muitos ajustes deverão ser realizados durante a sua estada.

No mais, aproveite ao máximo a sua viagem, os nossos filhos crescem rápido e são esses momentos em família que guardamos para sempre em nossos corações.

 

 


TAGS:  Viajando com bebês ou crianças pequenas   Dicas para quem viaja com bebês   Dicas para quem viaja com crianças   Orlando  

Greicy Pantoja
publicado por
 

Greicy Pantoja

Deixe um comentário

* não será publicado

Deixe o seu comentário (Facebook)