Junho 29, 2009 @ 12:00 am

Furacões

 
 

No meu primeiro artigo comentei sobre alguns aspectos do estado da Flórida, já no segundo sobre a minha maravilhosa experiência de ter visitado o Disney's Animal Kingdom dias antes da abertura ao publico.

Nesses dois artigos, comentei somente a respeito de acontecimentos e fatos agradáveis, mas nem tudo e deleitável no estado da Flórida, principalmente aqui no sul onde resido.

De 01 de junho ate 30 de novembro a Flórida entra em estado de alerta por conta da possibilidade de ser atingida por furacões.

Nos últimos dois anos os especialistas do NHC National Hurricane Center de Miami erraram nas suas previsões sobre a quantidade de furacões que tinham a possibilidade de atingir a Flórida, o que foi maravilhoso para nós, porém catastrófico para outros estados, bem como para o México, Cuba e outros países que receberam o impacto de um furacão.

Nesses 20 anos que vivemos no sul da Flórida, por várias vezes tivemos a oportunidade de sentir os efeitos de um furacão, por quatro vezes tivemos que deixar nossa casa e irmos para o centro do estado, mas a pior experiência foi com o furacão Wilma, que tínhamos a opção de sair ou ficar em casa, pois não estávamos em área de alto risco, então tomamos a decisão de ficar e dessa vez realmente sentimos o quê é estar dentro de um furacão, foi uma lição para o resto da minha vida, não importa a categoria que tenha sairemos de casa para bem longe.

O vento com chuva começou numa direção e foi piorando a cada minuto, trata-se de uma situação que pode durar várias horas, dependendo da velocidade de translação do furacão, quando entramos no "olho" o vento se acalmou e deu até vontade de sair para a rua, porém em algumas horas ele retorna em sentido contrário, e esta hora que a "coisa pega", os técnicos chamam de lado sujo do furacão, pois tudo que conseguiu ficar em pé, com a passagem do primeiro vento, agora recebe o impacto em sentido contrário o que fica mais fácil para ser destruído.

Felizmente depois do susto que durou mais de seis horas, minha casa estava inteira, mas árvores foram arrancadas, a cerca desapareceu, algumas cadeiras que estavam amarradas nas árvores também se foram, um dos carros foi muito danificado, ficamos sem energia elétrica por vários dias, mas estávamos todos sãos e salvos, sem nenhum arranhão, porém aprendemos mais uma lição, de nunca desprezar a força de um furacão, pois a experiência dessas seis horas de medo e terror são inesquecíveis e assustadoras.

Não posso deixar de comentar, o trabalho dos técnicos do NHC National Hurricane Center de Miami, que se revezam vinte e quatro horas por dia durante toda a temporada de furacões, dos pilotos dos aviões apelidados de Caça Furacões, que não importando a categoria, entram furacão adentro para colher dados que permitam aos técnicos definir a velocidade do vento, direção, altura, temperatura e muitos outros dados que possam estabelecer uma trajetória, e principalmente as possibilidades de desenvolvimento do Furacão.

O NHC, juntamente com os demais departamentos destinados a cuidar dos possíveis furacões, mais o departamento de polícia, exército, dentre outros, estão atentos e preparados para antecipar os preparativos caso se confirme que o continente será atingido, preparando a evacuação das pessoas em toda as áreas de risco.

Todas as ações são planejadas com bastante antecedência, para que não ocorram erros que possam vir a causar vitimas fatais.

Devo lembrar que o furacão Andrews que devastou toda uma cidade no sul da Flórida, não fez nenhuma vítima fatal, o quê bem demonstra a eficiência dos departamentos responsáveis.

Gostaria de salientar um detalhe que considero muito importante principalmente para os usuários do VPO, a cidade de Orlando, está situada numa área privilegiada em relação aos furacões, ao contrário das áreas próximas ao mar que são sempre as mais castigadas com a entrada de um furacão ao continente, devido às altas ondas e os ventos que só irão perder força após o furacão ter atingido terra firme.

A minha intenção com este artigo é somente a de tranqüilizar os usuários que estejam vindo durante a temporada de furacões, pois jamais serão surpreendidos com a chegada de um furacão ou mesmo de uma simples tormenta tropical.

Mais uma vez, espero ter contribuído com os amigos e usuários do VPO. E lembrar que no Fórum de Discussão existe um tópico - Planejamento - Clima - Previsão do Tempo - Furacões - no qual são postadas informações atualizadas sobre qualquer tormenta tropical ou furacão, que esteja vindo em direção a Flórida ou Estados Unidos.


TAGS:  Furacões   Vivendo na Flórida  

Antonio Crescenti
publicado por
 

Antonio Crescenti

NULL

Deixe um comentário

* não será publicado

Deixe o seu comentário (Facebook)